Skip to content

Diretores do Porto Cais Mauá do Brasil se reúnem na SPH

23/11/2011

Os diretores da empresa Porto Cais Mauá do Brasil S/A realizaram a primeira reunião para tratar sobre o projeto de revitalização na tarde desta quarta-feira, 23, no Cais Mauá. Para isso, a direção da SPH cedeu o auditórioa fim de que as primeiras tratativas começassem. O grupo foi recepcionado pelo superintendente de Portos e Hidrovias, Vanderlan Vasconselos, que iniciou a reunião apresentando a relação das ocupações da área do porto.

Vanderlan disse que colocou a SPH à disposição dos empresários para que o projeto aconteça no prazo previsto. “Seremos os responsáveis pela fiscalização das obras que compreendem esse grande projeto. Teremos um trabalho árduo, mas queremos dar todo o apoio para que esta transição seja tranquila para a liberação da área daqui para frente”, disse.

O superintendente acredita que será preciso muita sensibilidade para tratar com os ocupantes e assim conseguir a limpeza da área o mais rápido possível para a implementação do projeto de revitalização. “Esta foi a primeira reunião do grupo internacional aqui no cais. É o começo de um trabalho que deverá marcar a vida não só dos portoalegrenses mas das comunidades de toda a região”, disse

SPH – RS

About these ads
9 Comentários leave one →
  1. 23/11/2011 22:21

    O superintendente da SPH deu o recado aos diretores do Porto Cais Mauá Brasil – agir com muita “sensibilidade” no trato com os “ocupantes” atuais (ele e os outros), para lograr a “limpeza” da área o mais rápido possível. Traduzindo, agora ele reproduz o discurso interno (corporativismo), de mudança “lenta e gradual” (quase parando). Estranho, porque dias atrás, ao ser barrado no porto, junto com o pessoal da PMPA, o Tutikian me pediu auxílio, e informei a ele que nem eu podia passar com meu carro (não sei porque …). Afinal, fui eu que fiz o levantamento geral do porto para fins de revitalização, o que não implica apoio a determinado projeto … Mas essa questão está superada, com o acordo entre o Estado e a Antaq. Não se iludam, a implementação do projeto de revitalização será dificultada pela atual diretoria da SPH. No caso da travessia POA-Guaíba foi assim..

  2. Gonçalves permalink
    23/11/2011 22:30

    Não estaria na hora então de demitir o tal do superintendente da SPH pra facilitar ao governo do estado e a prefeitura atingirem suas metas ? Não tenho nada pessoal contra ele, mas no meu tempo quem era contra algum projeto da cúpula, caía fora.

    • Felipe X permalink
      24/11/2011 9:31

      Com certeza, divergência de opinião sempre é bem-vinda, mas jogar contra os caciques é motivo para afastamento.

  3. everton permalink
    23/11/2011 22:40

    Embora ache bem fraquinho esse projeto do Lerner ( que tudo indica, um certo favorecimento por ser do mesmo partido, a ex-governadora Yeda) que priorizou e deu enfase a shoping e a parte comercial, deixando de lado, nesse espaço possiveis. como novos museus, o predio da ospa, nova biblioteca publica do estado, etc… Os sectarios de direita não tem como reclamar que o governo ( do PT @ cia) se curvaram ( principalmente, para que se ocorrer uma nova licitação, teria maior tempo de execução) e irão criar possibilidade de efetivação do ” Puerto Madero” portalegrense…

    • Felipe X permalink
      24/11/2011 9:32

      Cara, a OSPA já tem local e projeto definidos. Superem isso, na boa.

  4. everton permalink
    23/11/2011 22:41

    Ou melhor, parece que nem ocorreu uma licitação adequada, quando foi escolhido o projeto do Lerner… ou comentam, que ocorreu uma serie de irregularidades…

    • Felipe X permalink
      24/11/2011 9:34

      Tenho uma idéia: vamos ficar de mimimi e de intriga política que daí em 20 anos vamos ter um projeto muito melhor… opa, já fizemos isso no governo Britto.

      • JULIÃO permalink
        24/11/2011 9:52

        Pois é, imagina se isso que estão começando a fazer agora tivesse sido feito naquela época, quanto teríamos avançado? Quanto da falta de recursos públicos (e consequentemente da falta de médicos e postos de saúde, de infraestrutura) que vemos hoje decorrem da decisão desastrada de abortar o projeto nos anos 90?

  5. Jorge B permalink
    24/11/2011 16:50

    É devemos as privatizações ocorridas nos anos 90, o fato de termos telefones a preços decentes, telefonia móvel, carros um pouco mais seguros e modernos entre outra cocitas más. Mas sempre tem os CONTRA.

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.770 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: