Skip to content

Clínicas anuncia expansão e abertura da Unidade Álvaro Alvim

19/12/2011

Projeto prevê um crescimento de 68% de área construída nos próximos quatro anos

Maquete da unidade ampliada do HCPA Crédito: HCPA/Divulgação/CP

A Unidade Álvaro Alvim do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), antigo Hospital Luterano da Ulbra, deverá receber os primeiros pacientes na segunda quinzena de janeiro. O anúncio foi feito nesta segunda-feira pelo presidente da instituição, Amarilio Vieira de Macedo Neto. Na ocasião, ele apresentou o projeto de expansão do HCPA, que prevê um crescimento de 68% de área construída nos próximos quatro anos, com 76 novos leitos para o Centro de Tratamento Intensivo (CTI).

Localizada no bairro Rio Branco, a Unidade Álvaro Alvim estará voltada principalmente aos dependentes químicos. Na primeira etapa, estão previstos 20 leitos para este tipo de atendimento, com capacidade para 270 internações e 10 mil consultas por ano. Serão disponibilizados, ainda, 32 leitos clínicos de apoio à emergência, com 1,5 mil interações anuais. Em uma segunda etapa, haverá mais 32 leitos para álcool e drogas e outros 66 leitos clínicos. A estrutura estava fechada desde abril de 2009, devido à crise financeira da Ulbra. No início de 2011, passou a fazer parte do patrimônio do Hospital de Clínicas.

O projeto de expansão do HCPA prevê, ainda, a construção de quatro novos prédios e de uma usina de geração de energia até 2015. O investimento é de R$ 210 milhões, com recursos próprios e do governo federal. As novas estruturas irão abrigar os blocos cirúrgico, de emergência, hemodiálise, hemodinâmica, oncologia e outros, além de 800 novas vagas de estacionamento. O investimento também terá o objetivo de fomentar atividades de ensino e pesquisa. “Formamos muita gente aqui. Para o professor se sentir à vontade, precisamos ter aproximação do cunho acadêmico com o cunho social. É isso que estamos conseguindo desenvolver”, analisou o presidente do hospital.

Para o prefeito José Fortunati, que participou do anúncio, o mais importante é que Porto Alegre começa, gradativamente, a recuperar leitos perdidos em função do fechamento recente de unidades hospitalares. “Estamos revertendo essa tendência, permitindo que em muito pouco tempo, no máximo dois anos, Porto Alegre não somente recupere a sua capacidade anterior, mas amplie o número”, disse o prefeito.

Fortunati destacou ainda que a ampliação do atendimento ajuda a combater o problema da superlotação nos hospitais públicos. “Temos plena convicção de que as medidas que estão sendo tomadas visam desafogar as nossas emergências”, observou.

Correio do Povo

 

About these ads
4 Comentários leave one →
  1. Renan permalink
    19/12/2011 22:39

    Colossal. Porto Alegre saindo da idade das Trevas.

  2. Fred permalink
    20/12/2011 0:11

    Nao entendi porque a enfase no Fortunati, já que é um Hospital Universitario Federal, e a prefeitura nao tem nenhuma participacao, além da aprovaca do projeto na SMOV.

    • MarceloP permalink
      20/12/2011 10:12

      Talvez porque ano que vem seja eleição e até para anunciar melhorias em obras de condomínio ele esteja lá para fazer um marketing…

  3. 24/12/2011 17:25

    Pena que o antigo Hospital Luterano não vá ser usado para algo mais nobre que dar “CCS” (cama, comida e sossego) para nóias de crack. Tinha que colocar esses trastes numa fazenda onde fossem obrigados a trabalhar para manter a mente ocupada, e devidamente vigiados para evitar que tivessem acesso à droga.

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.563 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: