Skip to content

Bourbon Wallig – Imagens internas dos 4 pisos principais

25/04/2012

Ontem estivemos na coletiva de imprensa e também na festa de inauguração do Bourbon Wallig.
Trazemos para vocês imagens exclusivas e um vídeo inédito mostrando as lojas e corredores de 4 pisos principais de lojas e serviços.
Nesse vídeo podemos ver os pisos 1, 2, 3 e 4

O vídeo tem a proposta de trazer a informação em primeira mão para vocês do blog.
Desculpem pela qualidade do vídeo, mas com certeza vocês terão uma ideia de como são os
4 principais pavimentos do empreendimento e poderão ver um pouco como estava a festa de
inauguração para os convidados.

Seguem as plantas do 5 pavimentos de Lojas e serviços
E1 - Subsolo e lojas de serviços, como encontramos em outras operações Bourbon, piso com acesso via Grécia

bourbon wallig piso e1 - clique para ampliar

clique para ampliar

Piso 1 – Piso com acesso via Assis Brasil, onde encontramos uma das lojas âncora, Hipermercado Zaffari

bourbon wallig piso 1 - clique para ampliar

clique para ampliar

Piso 2 – Neste piso encontramos as lojas âncoras da C&A Renner e Riachuelo (todas com dois pisos)

bourbon wallig piso 2 - clique para ampliar

clique para ampliar

Piso 3 – Neste piso encontramos as lojas âncoras da C&A Renner e Riachuelo (todas com dois pisos)

bourbon wallig piso 3 - clique para ampliar

clique para ampliar

Piso 4 – Piso de lazer, onde está a praça de alimentação e será inaugurado no futuro as 8 salas de cinema

bourbon wallig piso 4 - clique para ampliar

clique para ampliar

Mais algumas imagens

Este slideshow necessita de JavaScript.

About these ads
23 Comentários leave one →
  1. Lucas permalink
    25/04/2012 18:46

    é outro nível..sem comentários.

  2. fmobus permalink*
    25/04/2012 18:55

    Sei lá, eu não me empolgo muito. É só mais um shopping, só mais um lugar pras pessoas se enclausurarem completamente do resto da cidade. Coisa de Brasil mesmo.

    Tampouco gosto do impacto viário disso. Sim, vão cá dizer que eles pagaram a duplicação da Av. Grécia (que ficou pela metade, e sem ciclovia), mas e a Assis Brasil? Fizeram até túnel para ingresso no estacionamento para quem vem pela Grécia, mas da Assis Brasil ainda vai ser necessário fazer aqueles pavorosos laços de quadra, em ruas que já estão saturadas.

    • Daniel Serafim permalink
      25/04/2012 19:10

      Bom, quanto a ser mais um eu sou da seguinte opinião, como eu pego só um ônibus para ir ali, (sim, ali, apenas 3,5km de casa contra 5,5 do coutry e iguatemi) e também é mais próximo para ir pedalando, vou optar por ele.
      Claro é mais um, mas é mais uma opção para atender pessoas que antes teriam que se deslocar mais para chegar até outros shoppings.

      Quanto a ciclovia, é uma lástima, mas isso creio que seja uma questão a ser tratado junto a EPTC / Prefeitura…

      Quanto ao trânsito, as pessoas que pensem em meios alternativos, caronas, utilizar lotação, ônibus, táxi, bicicleta….

      Ontem mesmo fui de ônibus e por conta da hora voltei de táxi, apenas R$13 que as vezes é mais barato que o custo de manter um carro, estacionamentos, ipva, seguro, risco, depreciação do bem …..

      • fmobus permalink*
        25/04/2012 19:31

        Com certeza tua atitude é a ideal Daniel, mas tu tem um problema em mãos quando o público dos shoppings quer ir de carro para eles. Bolha de convívio do início ao fim, com externalidades ao longo.

  3. Lucas permalink
    25/04/2012 19:42

    eu tinha que caminhar 4 quadras pra chegar no country, agora preciso caminhas uma. Logicamente, esse empreendimento é melhor pra que mora no entorno, evita um maior deslocamento pra fazer e comprar coisas, quem quiser ar livre e outras coisas, nem comente né, vai numa praça ou torce pra Orla ser mais interessante.

    • fmobus permalink*
      25/04/2012 20:11

      Não é uma questão de “quem quer ar livre vai pra praça”. Meu ponto é que as pessoas acabam escolhendo os shoppings porque não existem espaços abertos com qualidade na cidade. Enfim, basta ver que nos países desenvolvidos, mesmo com o rigoroso inverno, pouquíssimos shoppings são construídos neste estilo “bolha” daqui. É perfeitamente possível fazer um shopping que mescle áreas fechadas e abertas, e que se integre harmonicamente com a cidade em volta. Este shopping falha miseravelmente nisso.

      • Guilherme permalink
        25/04/2012 23:17

        Mas no resto, cumpre tudo o que precisa.
        Ninguem vai deixar de ir num shopping mesmo tendo a melhor praça do mundo, shopping é pra comprar, comer com os amigos, beber um chope, tomar um café, fazer compras, pegar um ar no verão… tem muitas coisas pra afzer la…. quem quer ir pra parques e praças, tem de sobra em Poa, e são bem movimentadas….

  4. 25/04/2012 20:09

    Às vezes me parece que há shopping demais nesta cidade.

    • Daniel Serafim permalink
      25/04/2012 20:24

      Possivelmente reflexo do poder aquisitivo do Portoalegrense
      Segundo o Zaffari, esta área onde esta situado o Bourbon Wallig concentra 53% do poder de compra da capital e na visão do grupo atende também a grande Porto Alegre.

      • Pablo permalink
        26/04/2012 9:44

        Inocência achar que isso é reflexo do poder aquisitivo…
        1. Falta de segurança nas ruas, 2/3 dos crimes não são nem investigados pela polícia (ZH 23/04)
        2. Flanelinhas por todos os cantos
        3. Falta de infraestrutura completa
        4. Falta de banheiros públicos limpos, bares, restaurantes
        5. Sujeira, calçadas degradadas, estética urbana péssima

        Se fosse poder aquisitivo, na Padre Chagas é mais caro do que shoppings, porque não aumentam as ruas como a Padre Chagas?

      • Phil permalink
        26/04/2012 10:14

        Agora explique oque estas coisas que tu enumeraste tem a ver com poder aquisitivo!!! Pode usar show de luzes, magica, espelhos e graficos se tu quiseres para provar seu ponto.

      • Pablo permalink
        26/04/2012 10:34

        Phi, acho que me expressei mal. O que eu estou colocando que o aumento no número de shoppings é devido aos itens que listei e não ao aumento do poder aquisitivo.

    • JULIÃO permalink
      26/04/2012 12:27

      Vocês não viram nada, nos EUA é muito pior: a gente vê um shopping a cada km, quando se anda nas autoestradas ao redor das grandes cidades. Inexoravelmente seguiremos esse mesmo caminho no Brasil, conforme a renda for aumentando.

  5. GersonLondon permalink
    25/04/2012 22:07

    @fmobus:
    Exatamente o que vc falou.
    Olhem o novo shopping Westfield Stratford City que inauguraram no final do ano passado ao lado do futuro Parque Olimpico. Alem do “caixote principal” bem arejado e cheio de claraboias, existem varias ruas laterais integradas ao predio principal com suas dezenas de lojas(shopping ao ar livre):

    https://www.google.co.uk/search?q=westfield+stratford+city&hl=en&client=firefox-a&hs=WtY&rls=org.mozilla:en-GB:official&prmd=imvns&source=lnms&tbm=isch&ei=Kp6YT9OBLsTu8AP8yPG2Bg&sa=X&oi=mode_link&ct=mode&cd=2&sqi=2&ved=0CBUQ_AUoAQ&biw=1467&bih=691

    e

    • fmobus permalink*
      25/04/2012 22:19

      Bah! Perfeitamente perfeito. Para mim, é assim que um shopping tem que ser. Perceba como foi um plano de desenvolvimento consistente, misturando o comércio a prédios (comerciais, suponho) e conectado ao transporte público. Porque não podemos ter isso aqui? Não venham me dizer que é a chuva, Londres chove três vezes mais que aqui.

      • Jeferson permalink
        25/04/2012 22:33

        Lembrando que a Westfield comprou a Construtora Almeida Junior, de SC, e tem o objetivo de construir um shopping aqui no nosso estado, que cada vez mais está se transformando em um imenso Bourbon Shopping… Por que só o Zaffari consegue certas coisas que outros grupos (de fora do estado) não conseguem???

      • fmobus permalink*
        25/04/2012 22:37

        Não sabia dessa aí. Tens informação sobre qual shopping seria?

  6. Marcos permalink
    25/04/2012 23:20

    Saindo um pouco da questão urbanística…. Ok, mais um shopping, com mais lojas, e… mais opções? Não! São exatamente as mesmas lojas que se tem em qualquer shopping por aí! A praça de alimentação, por exemplo, não me apetece em nada. É a mesmíssima comida que tem em qualquer outro shopping, e é o padrão fast-food para qualquer comida.
    No fim, não sei afinal do que eu reclamo, pois praça de alimentação em shopping parece prezar por isso mesmo, o “fast”, para as pessoas saírem logo dali e correr de volta às lojas.

  7. Adriano Silva permalink
    26/04/2012 1:08

    Mais um empreendimento do jeito que os porto alegrenses querem. Se os porto alegrenses quisessem um shopping mais aberto onde se convive com a cidade ao redor, é o que as pesquisas de marketing teriam indicado e é o que o grupo zaffari, que não é idiota, teria feito.

    Há alguns shoppings abertos em Porto Alegre. O Paseo zona sul por exemplo. Eu acho muito bonito, acolhedor e agradável, mas está sempre às moscas.

    Um shopping aberto é um conceito não-tradicional. Nenhum empreendedor vai arriscar 200 milhões num grande shopping aberto sem os pequenos provarem que dá certo.

    Outra coisa são lojas de rua. Se lojas de rua dessem bom lucro em Porto Alegre, então é o que os lojistas iriam preferir em vez de shoppings. Mas, acredito eu, lojas em shoppings faturam muito, mas muito mais mesmo que lojas de rua.

    Porto Alegre tem problemas de infra-estrutura a resolver antes de se tornar a cidade que os comentários aqui desejam. Por exemplo, falta de segurança é um grande empecilho para maior movimento nas lojas de rua de items de maior valor agregado. O nosso clima de extremos também não ajuda. Podem argumentar que na Europa faz mais frio. Sim, faz. Mas lá o frio é constante e o povo se acostuma. Aqui a temperatura muda todo dia, o que faz com que as pessoas nunca se acostumem. Também temos chuvas mais repentinas e mais fortes, por exemplo. Tudo isso contribui para que as pessoas busquem locais fechados.

    Nós temos particularidades que tornam dificil a implantação de um estilo de vida europeu. Podem parecer detalhes, mas é de influência concreta e não apenas um traço cultural. Não se pode enfiar a cabela debaixo de ideais utópicos. Não é a direção para onde esse país está andando, e não o é pois não se adapta bem às nossas necessidades.

    Enfim, acho que não é nada simples mudar o estilo de vida das pessoas de uma cidade. Há que se compreender primeiro por que elas preferem o que preferem, para depois buscar alternativas.

  8. Felipe permalink
    26/04/2012 1:43

    Fui a Santiago do Chile a achei este shopping muito legal: Porto Alegre precisava de algo semelhante. É claro que temos um clima um pouco mais complicado, pois é quente no verão, frio no inverno, e uma época mais chuvosa. Diferente de Santiago, onde o verão é seco e a temperatura não é tão alta como aqui. Isso dificulta a permanencia das pessoas ao ar livre. Mas temos que considerar também que há a parte fechada do empreendimento. Seria um belo shopping para POA.

  9. Guilherme permalink
    26/04/2012 5:16

    A questão é a seguinte…
    Shopping tem aonde estacionar, a maioria das grandes avenidas de Poa não
    Shopping tem segurança, as ruas de Poa não…
    Shopping tem uma praça de alimentação, as ruas de Poa não…
    Shopping tem escadas rolantes, as ruas de Poa não…
    Shopping tem teto contra sol forte ou chuva, as ruas de Poa não…

    Ai vão dizer…

    Estacionar pra que? Vai de onibus, taxi, bike… e eu respondo… Faz as pessoas mudarem de vontade que elas vão… não é por que tu gosta de transporte publico lotado, ou andar de bike que o mundo vai gostar.

    Investe em segurança…. e eu respondo… Compra uma arma e vai la fazer segurança, por que o governo e a prefeitura não tem grana pra isso…

    E os restaurantes? E eu respondo… pra ter que andar varias quadras para achar uma loja novamente, só por que queria almoçar?

    Escadas rolantes pra que? É só caminhar…. fala prum gordinho caminhar,no sol infernal do verão, ele vai te maadar longe…

    Teto pra que? Tem as sombras das ruas, nada como pegar um sol num belo dia…. ae eu respondo…. fala isso pro povo, vão adorar andar no sol com 40 graus, e nos finais de semana de chuva vai ser ótimo sair pra fazer umas comprinhas basicas, não? Chegar com tudo molhado em casa…

  10. Lucas permalink
    26/04/2012 9:53

    Geração de 3 mil empregos diretos, fora os indiretos, pra ser um país desenvolvido é preciso dinheiro, primeiramente. É a vida, infelizmente esse é o nosso mundo. Ninguém ganha dinheiro com espaços abertos com claraboia e sem comércio. Querer é uma coisa, ser viável é outra. Futuramente talvez isso mude, porque o Brasil recém aprendeu a andar.

  11. Juliano permalink
    05/05/2012 15:27

    Shopping aberto tem o DC Naveantes, que esta às moscas e as únicas coisas que lotam lá é o teatro infantil e o estacionamento (por causa da faculdade que se instalou na região)

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.641 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: