Skip to content

Grupo Estácio, do Rio, compra a Fargs, de Porto Alegre, por R$ 9,3 milhões

02/08/2012

Patrícia Comunello

O grupo Estácio Participações, do segmento de ensino que possui capital na bolsa de valores, arrematou por R$ 9,33 milhões as Faculdades Rio-Grandenses (Fargs). A operação, anunciada ontem por diretores dos novos donos em Porto Alegre, marca a entrada da segunda companhia aberta do setor no mercado gaúcho. A primeira foi a Anhanguera, em 2007. A Estácio pretende alcançar mais de 6 mil alunos em poucos anos, que implicará em elevar a eficiência no preenchimento das atuais 1,6 mil vagas. Apenas 1,1 mil estudantes frequentam as cerca de dez graduações da faculdade.

O diretor-executivo de finanças da companhia, Virgílio Gibbon, explicou que o grupo, com 270 mil alunos em todo o País, começou a analisar aquisições no Estado em 2011. A negociação com a Fargs teria começado em janeiro.

O índice baixo de ocupação de vagas ajudou a rebaixar o valor da instituição local, o que aumentou a atratividade na compra. “O preço foi justo”, qualificou Gibbon. O executivo informou que serão feitos estudos de mercado até o fim do ano para identificar áreas em que serão abertos novos cursos, além de reposicionar a inserção da operação, tanto em padrão de mensalidade quanto público-alvo para captar mais matrículas. Também indicou que boas avaliações junto ao Ministério da Educação (MEC) impulsionaram o interesse.

“A partir de hoje é Estácio Fargs. O estudo também indicará a convivência com as duas marcas”, ampliou o diretor-executivo. No mesmo dia da oficialização do negócio no Sul, a empresa anunciou a compra também da Faculdade Uniuol, da Paraíba, por R$ 1,73 milhão. Na região Sul, a Estácio já estava no Paraná e em Santa Catarina. A sede catarinense, em São José, na grande Florianópolis, virou, neste ano, centro universitário. A intenção é de seguir o mesmo caminho na faculdade gaúcha. A atual direção da Fargs será mantida na gestão. “Vamos empreender um crescimento acelerado, com investimento em estrutura e na introdução do novo sistema de ensino”, descreveu o gestor, que promete aportes em marketing e promoção.

A média de mensalidades é de R$ 600,00 a R$ 700,00. Entre os mimos do modelo Estácio está a distribuição de tablets para cursos como Direito, Hotelaria e Gastronomia. Na Capital, com duas sedes, a novidade será entregue aos alunos novos, no segundo semestre de 2013.

Jornal do Comércio

About these ads
One Comment leave one →
  1. jonas permalink
    07/08/2012 12:42

    podiam comprar a FAPA , moro na frente da faculdade, mas trabalho na GM em Gravataí, mas no segundo turno, e a faculdade é um tumulo pela manhã. se tivesse ao menos adm já tava formado.

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.845 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: