Pular para o conteúdo

Prédio na Júlio de Castilhos: um novo “esqueleto”?

28/08/2012

Edifício no Centro de Porto Alegre chama a atenção pelo seu abandono

É um prédio de propriedade da IURD (Igreja Universal) – localizado na avenida Júlio de Castilhos, ao lado do templo principal da IURD em Porto Alegre.

As fachadas estampam a disparidade de realidades: ao lado de um suntuoso templo, verifica-se uma estrutura abandonada, enferrujada, pichada e cuja caliça caía na rua até meses atrás.

O prédio era sede da antiga Secretaria de Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul.

Será um novo esqueleto ?

Há cerca de 2 anos, a Igreja Universal divulgou a informação de que iria reformá-lo e transformá-lo em Hotel, específico para a organização. Então, começaram a colocação de tapumes e telas típicas de início de obras.

E aí parou.

E assim está desde então:

Fotos: Gilberto Simon – junho de 2011

____________________________

Vista do 30º andar do Ed. Coliseu:

Foto: Gilberto Simon – Arquivo Porto Imagem – 2008

E aí, responsáveis pela Igreja Universal do Reino de Deus em Porto Alegre!

Deixarão o prédio assim, enfeiando a cidade ?

About these ads
19 Comentários leave one →
  1. everton Link Permanente
    28/08/2012 9:16

    Espero que URDeu$, não a compre e que a mesma. vá cuidar de seus outros numerosos empreendimentos espalhados pelo país! Que esse local sirva de moradoria popular ( que falta principalmente, numa área como a central), um hotel comercial ou até mesmo, casa de estudantes que vêem de outras cidades, estados, etc.. como faz tempo, cogitaram!

  2. Guilherme Link Permanente
    28/08/2012 9:45

    Bah, moradias populares/ No centro?

    Noooooooooooooooooooooooooooooooooooooot…..

    Um hotel cairia bem….. casa de estudantes tambem, precisamos de algo que salve o centro, e não um mst da vida, ou uma favela de 10 andares, por que tudo o que é moradia popular em Poa, vira uma nova vilinha.. (to falando dessas onde removeram alguma favela e colocaram as pessoas em moradias populares mesmo…)

    • Rafael Oliveira Link Permanente
      28/08/2012 9:49

      Bota um Minha Casa, minha Dívida , ja ta bom….

    • Mateus Berg Link Permanente
      28/08/2012 10:28

      Poderiam fazer um prédio de residências com perfil de venda para jovens solteiros ou jovens famílias, com preços reais e condições de pagamento mais elásticos. Puts, eu me enquadro nesse perfil e não aguento mais pagar aluguel, jogar meu dinheiro no lixo! Conheço MUITAS pessoas nesse mesmo perfil e que possuem o mesmo anseio que eu, e que valorizariam muito a região.

    • Fernando Link Permanente
      28/08/2012 14:04

      Aquele prédio ocupado na escadaria da Borges (Utopia e Luta) está muito bem conservado…

  3. Felipe X Link Permanente
    28/08/2012 9:59

    Podiam fazer uns JK’s para os fiéis :)

    • 28/08/2012 10:22

      Aquele predio e horrivel, enfeia o centro e fica bem na entrada da cidade, os donos deviam ser notificados e multados, ou reformal em umprazo determinado ou se implode. Deveria ter. Multa pesada para predios deste tipo e com a fachada mal conservada nos predios do centro historico, se algum vereador aceitar a sugestao sugiro que ase crie uma lei com esta regra no centro historico, so assoim poderemos ter alguma possibilidade de incentivar o turismo nesta cidade. Ou conserva ou paga multa pesada!

      • cgasparetto Link Permanente
        29/08/2012 13:14

        Concordo 100%. Aliás, essa regra deveria valer pra toda a cidade.

  4. Eduardo Link Permanente
    28/08/2012 10:44

    Na realidade, está sendo projetado, para o interior do prédio, um grande cofre para armazenar a fortuna do bispo.

    • Julian Gritti Link Permanente
      28/08/2012 12:44

      hahaha, Imaginei agora aquele cofre gigante do tio patinhas, e o bispo nadando na fortuna kkkkk

    • Mateus Berg Link Permanente
      28/08/2012 15:25

      hahahahahahaha

  5. everton Link Permanente
    28/08/2012 11:05

    Guilherme porque moradia popular é sinonimo de favela? Tem alguns prédios como o na Borges, e na Av Salg Filho, que são do PAR e estão em bom estado. Moradia traria uma maior um movimento constante de transeuntes, contrario ao esvaziamento que ocorreu nas últimas décadas nos centros das cidades brasileiras com ocupação dos cafes, cinemas, etc.. com bancos, lojas que fecham apos o horario comercial….

  6. everton Link Permanente
    28/08/2012 11:07

    Matheus B. eu também me enquadraria nesse perfil, pq pago aluguel e não gosto nada disso!!

    • Mateus Berg Link Permanente
      28/08/2012 15:25

      Pois é!

  7. 28/08/2012 11:49

    Se o prédio está em nome da igreja, não paga impostos, correto? Fosse de propriedade de qualquer outra organização, provavelmente não haveria esse descaso, pois organização privada não deixaria um imóvel em localização privilegiada (perto da rodoviária em bairro que está recebendo pesados incentivos da prefeitura) parado por tanto tempo. Temos que repensar o tratamento dado à templos religiosos no Brasil no que tange à impostos.

    • Fabiano de Paula Link Permanente
      28/08/2012 13:51

      a IURD não é igreja católica, portanto paga todos os impostos devidos.
      Antes de falarem de alguma coisa, precisam conhecer.

      • 28/08/2012 14:42

        Art. 150. da Constiuição:
        Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:
        I – exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça;
        [...]
        III – cobrar tributos:
        [...]
        b) templos de ######### qualquer culto ######### ;
        [...]

  8. everton Link Permanente
    28/08/2012 14:01

    Aqui uma parte da reportagem da Folha: “11/07/2005 – 18h35
    Igrejas são imunes de impostos sobre doações, mas pagam encargos

    FABIANA FUTEMA
    da Folha Online
    RICARDO FELTRIN
    Editor-chefe da Folha Online

    As igrejas, de qualquer linha, são imunes do recolhimento do Imposto de Renda. Ou seja, elas não têm de pagar Imposto de Renda sobre o valor obtido com doações, mesmo se envolverem imóveis, veículos ou jóias. Essa isenção acontece porque os templos religiosos são considerados entidades isentas ou imunes.

    Apesar dessa imunidade, as igrejas são obrigadas a apresentar anualmente a DIPJ (Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica) para a Receita Federal. “As igrejas têm que ter contabilidade. A diferença é que elas são imunes do IR”, disse Valdir Amorim, especialista em IR da IOB Thomson.

    O deputado João Batista (PFL-SP) foi detido nesta segunda-feira carregando sete malas com pelo menos R$ 6 milhões. Segundo a Receita Federal, o transporte de dinheiro em moeda nacional é liberado independentemente da quantia, mas pode ser objeto de contestação se houver suspeita sobre sua origem –como aconteceu hoje.

    Nesse caso, o portador alvo da suspeita deverá comprovar sua origem. O mesmo não acontece para movimentações financeiras de grandes valores, que devem ser todas identificadas nos bancos. Já para moeda estrangeira, os valores transportados não podem passar de R$ 10 mil.

    Em nota oficial, a Igreja Universal do Reino de Deus informou que o dinheiro apreendido “é resultado de doações de fiéis”.

    Em alguns Estados, como São Paulo, as igrejas também são isentas de alguns tributos estaduais, como o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores)”

    Para ler na integra aqui: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u70421.shtml

  9. everton Link Permanente
    28/08/2012 14:56

    Aqui uma parte da reportagem da Folha: “11/07/2005 – 18h35
    Igrejas são imunes de impostos sobre doações, mas pagam encargos

    FABIANA FUTEMA
    da Folha Online
    RICARDO FELTRIN
    Editor-chefe da Folha Online

    As igrejas, de qualquer linha, são imunes do recolhimento do Imposto de Renda. Ou seja, elas não têm de pagar Imposto de Renda sobre o valor obtido com doações, mesmo se envolverem imóveis, veículos ou jóias. Essa isenção acontece porque os templos religiosos são considerados entidades isentas ou imunes.

    Apesar dessa imunidade, as igrejas são obrigadas a apresentar anualmente a DIPJ (Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica) para a Receita Federal. “As igrejas têm que ter contabilidade. A diferença é que elas são imunes do IR”, disse Valdir Amorim, especialista em IR da IOB Thomson.

    Em alguns Estados, como São Paulo, as igrejas também são isentas de alguns tributos estaduais, como o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores)”

    Para ler na integra aqui: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u70421.shtml

    Favor postar essa mensagem, invés da anterior.

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.179 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: