Pesquisa mostra que população de Porto Alegre aprova Pontal do Estaleiro

A empresa Segmento Pesquisas de Marketing divulga o resultado de sua pesquisa sobre a aprovação do Estudo do Pontal do Estaleiro.

Simplesmente 84,2% da população, segundo a pesquisa, aprovam o Pontal do Estaleiro!
Veja os resultados da pesquisa:

  • 55% dos moradores já ouviram falar de projetos/estudos para revitalizar a Orla do Guaíba.

 

  • População dá uma média de importância de 9,1 a projetos/estudos de revitalização da orla, indicando uma importância  e necessidade em relação à revitalização da ORLA do GUAÍBA.
  • 82,5% dos moradores reconheceram o local onde ficava o ESTALEIRO SÓ, estimulados com fotos do local.

     

    • 88,5% tiveram uma primeira impressão positiva do estudo PONTAL DO ESTALEIRO.

    Aos entrevistados foi apresentado o seguinte cartão conceito do estudo, sem o estímulo visual:

    Cartão Conceito
    Se neste local fosse construído um estudo chamado PONTAL do ESTALEIRO, com acesso livre à beira do Guaíba, áreas verdes, uma esplanada pública de lazer, ciclovia, marina, centros de convivência, bares, restaurantes, prédios comerciais e residenciais, estacionamento e estação de tratamento de esgoto – a sua primeira impressão seria POSITIVA ou NEGATIVA? 

    Os resultados sinalizam uma homogeneidade das impressões: há poucas variações em relação à média geral. É uma aprovação GENERALIZADA e HOMOGÊNEA, o que mostra ACEITAÇÃO e NECESSIDADE.

    • Média de 8,0 para a IMPORTÂNCIA do PONTAL DO ESTALEIRO para a cidade e seus moradores, estimulados através de fotos da maquete do estudo:

     

    • 84,2 % APROVARAM O ESTUDO PONTAL DO ESTALEIRO. Em termos de regiões da cidade a ZONA SUL é a que mais aprova, com 92,5% de aceitação.

    • As restrições ao estudo Pontal do Estaleiro:
      (89 entrevistados) 

    – Mora Longe – 18 entrevistados (3,0% dos 600 entrevistados)

    – Local para ricos/elitizado – 16 entrevistados (2,7% dos 600 entrevistados)

    – Não gostam de lugares assim – 10 entrevistados (1,7% dos 600 entrevistados)

    – Área restrita/condomínio fechado – 6 entrevistados (1% dos 600 entrevistados)

    – Sou contra a construção de prédios na beira do Guaíba – 5 entrevistados (0,8% dos 600 entrevistados)

    – descaracterizaria a natureza – 2 entrevistados (0,3% dos 600 entrevistados)

    Base: 600 entrevistas
    Fonte: Segmento Pesquisas

    www.segmentopesquisas.com.br

     



Categorias:Uncategorized

Tags:, ,

15 respostas

  1. Mari, qualquer argumento, a favor ou contra um projeto, deve ter uma análise crítica séria, não partir de qualquer paixão ou de argumentos ideologicos. Nada de dogmatismos. Queremos argumentos técnicos, sólidos, que passem por uma análise crítica.

    Primeiro:

    – De quem os prédios de apenas (porque 43m é BAIXÍSSIMO em qualquer capital brasileira, Recife está construindo prédios de 150m em sua orla, só como um exemplo, isso pra nao falar em cidades de outros países que constroem 200m ou mais, e nós aquireclamando de meros 43m) tirarão o pôr-do-sol? Conheçes alguem?

    – Qual é o estudo técnico que fala que vai prejudicar ventilação, se os próprios críticos do Pontal do Estaleiro falaram que não houve estudo adequado de viabilidade urbanistica ou impacto ambiental? Como falar sobre esse impacto ao mesmo tempo que se critica a ausencia do tipo de estudo que poderia implicar em tal impacto ? Peço tambem que diga-nos aqui quem seria o prejudicado com a suposta perda de ventilação.

    – No terceiro caso, você tem certo grau de razão. Nesse ponto, Uma posição conciliatória seria encontrar algum mecanismo jurídico (desconheço a existência) através do qual se possa transacionar o direito de construir de maneira mais eficiente e condizente com o “real” valor de mercado da área.

    Com isso, a compensação iria para os cofres públicos, e não para alguns bolsos privados (de funcionários públicos e empreendedores políticos), como imagino que esteja acontecendo.

    __

    Quanto às vilas, não foram retiradas daquele local, mas sim da área do Barra Shopping. Ter uma vila naquele local seria sim, uma privatização da orla, o que nao vao ocorrer em relação ao projeto Pontal do Estaleiro.

    Em qualquer outra capital, seja Curitiba, São Paulo ou Belo Horizonte, um projeto como o Pontal do Estaleiro seria aprovado em questao de pouco tempo. É bem diferente o que ocorre me Porto Alegre, em que essa cultura que é contra qualquer prédio alto (sendo que o que é alto em Porto Alegre é baixo em cidades como as acima, onde prédios comerciais dificilmente têm menos de 80 metros) torna o empreendorismo aqui tão difícil. Depois reclamam da queda da participação do RS PIB nacional. Se queremos qualidade de vida, temos que permitir o crescimento da mercado por aqui, tirando essas barreiras e grandes e belos projetos como esse que partem apenas de ideologias e visões dogmáticas e pré-concebidas sem dar-se ao trabalho de ter uma análise séria dos fatos, pensar criticamente e analisar os argumentos contra e favor. Em Curitiba, as empresas de construcao civil tem um lucro muito maior do que aqui (para não citar Recife e Salvador). Lá o pensamento é que, se um empresario ter mais facilidade pra construir e lucro maior, ele vai querer construir mais, e, com mais oferta, o preço baixa e o moradia se torna acessível. Aqui ainda impera essa mentalidade de que lucro é imoral, causando pobreza e tornando a nossa uma das cidades mais caras para se morar, afastando moradores para a regiãoi metropolitana.

    Pensa, reflita! Lembre-se de que em tudo existem dois lados. Veja que quase a totalidade dos argumentos contra o Pontal caem como um castelo de cartas quando é feita uma análise séria, pragmática e sem paixões ou condicionamentos mentais ideológicos.

    Um abraço!

    Curtir

  2. eu sei de técnicas de pesquisa… queria saber a técnica que foi usada NESSA entrevista!!!
    que público foi entrevistado???

    perguntam se querem a revitalização da orla..é claro que todos querem…
    pra apresentar o projeto mostram fotos aérias da maquele (na qual se perde completamente a noção da dimensão real do tal projeto).

    por que não perguntam se as pessoas são a favor de predios de 43m de altura que taparão completamente a visão do por do sol?! que afetarão a ventilação?! ou se são a favor de um investimento no qual seus investidores compram um terreno a preço de banana pra depois querer mudar a lei pra poder construir uma coisa que é contra a lei construir naquele loca?!?!

    e por que nao perguntam pro pessoal que era da vila que foi retirada de la porque não podia ter residencias naquele local?!?!?!??!

    so pra citar umas perguntinhas interessantes de se fazer…

    Curtir

  3. Quem sabe tu não estuda e te informa sobre a técnica de pesquisas antes de falar que é ridícula?
    Sou ex-supervisor de pesquisas pelo IBGE e conheço muito bem como se faz uma pesquisa. Além do mais, a Segmento Pesquisas e Marketing é uma das mais importantes empresas de sua área no Estado. Informe-se antes de opinar. Aliás, este é o grande defeito de todos que são contra-tudo: DESINFORMAÇÃO. E mais uma coisa: dá uma olhada na lista de clientes da Segmento: Ulbra, Unisinos, Zaffari, Banrisul, Escala Comunicação, DCS, Competence, Cia das Pizzas, Coca Cola (Vonpar), Olvebra, Pizza Hut, Grêmio, Internacional, Fiat, Ford, Mercedez Benz, Tramontina, Panvel, Senai, Sesi, La Salle, RBS, GBOEX, Santander, Unibanco …. só pra citar alguns…

    Curtir

  4. queria saber de onde são os entrevistados…

    …simplesmente ridículo….

    Curtir

  5. Essa pesquisa foi pedida por quem??

    Mandem isso para os vereadores e para os jornais!!!

    Temos que divulgar… nos jornais o que mais aparece é mortes… mas projetos assim, ngm fala né!

    Curtir

  6. Se a população pensa isso e a pesquisa é séria, porque a empresa não divulgou NADA até hoje? Seja num “a pedido” nos jornais, seja lançando notinhas aos jornalistas, on então, principalmente, divulgando a pesquisa entre os vereadores? Esperou o quê ?

    Curtir

  7. Também tinha certeza que a maioria seria favorável, mas não imaginei que a diferença seria tão esmagadora…

    A verdade é que muitas pessoas não conhecem o projeto, infelizmente… Se todo mundo conhecer, não tenho dúvida de que esse indice subirá mais ainda… É uma vergonha alguns vereadores da cidade lutarem contra a cidade ao se posicionerem contrários…

    Espero que esses vereadores se toquem das necessidades da cidade e APROVEM por unamidade (sei que não vai acontecer por causa do partido do atraso PT, onde a única esperança é o vereador Adeli Sell, que eu espero que defina logo seu voto em favor do pontal)…

    Graças adeus o vereador do atraso – Guilherme Barbosa não foi eleito, e com o tempo, todos os contrários ao desenvolvimento da cidade terão o mesmo fim…

    Curtir

  8. Todos meus vizinhos daqui do bairro Camaquã são a favor do projeto, essa meia duzia “do contra” que faz barulho e parece ter grande representatividade na sociedade. Espero que os vereadores votem conforme a maioria quer, a favor do Pontal.

    Curtir

  9. É o retrato do que a população quer.

    Chega de locais poluidos, edegradados e sem acesso público.

    Precisamos de uma cidade moderna e seu belo Guaiba como destaque.

    Curtir

  10. Gostei muito do resultado da pesquisa.

    Imaginei que a maioria iria aprovar o projeto, porém não imaginava uma porcentagem tão grande.
    Isso faz ter uma forte tendência ao projeto ser aprovado.
    Finalmente teremos um ótimo espaço para curtir a orla do Guaiba.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: