Ecologia, emprego e turismo em Porto Alegre

 

Turismo de preservação ecológica.  Turismo, a indústria limpa.  Geração de empregos.  Turismo, a indústria do século 21.  Desenvolvimento sustentável
 
Porto Alegre reluta a entrar na Nova Economia, mais geradora de renda, empregos e preservadora da ecologia.
A resistência de muitos setores ao projeto do Pontal do Estaleiro desnudou de vez como agem em Porto Alegre a sua população, associações, políticos e empresários.
Seja alegando priorizar o social e o ecológico, caso de muitas associações e muitos de nossos políticos, seja tendo atuação completamente medíocre, caso dos empresários, o fato é que Porto Alegre não está usufruindo de boas experiências econômicas, sociais e ecológicas que outras cidades do Brasil e do mundo tem experimentado com sucesso. Cidades que quiseram ousar.

Blog Move Poa

 

Turismo de Preservação Ecológica


Ao contrário do que se pensou durante muito tempo, não tocar na Amazônia não é, necessariamente, a única maneira de preservá-la. O Amazonas tem tido sucesso no turismo ecológico, que atrai gente de todo o Brasil e do mundo. Seus hotéis construídos em harmonia com a mata, os passeios de barco, turismo contemplativo e fotográfico tem poupado a natureza. Além disso, tem proporcionado a milhares de pessoas a oportunidade maravilhosa de  conhecer a Amazônia. E tem rendido muitas divisas ao Estado. E gerado emprego e renda. E poupado a natureza de alguma atividade nociva.
Enquanto isso, em Porto Alegre…  a cidade havia conquistado a preservação do Morro do Osso, depois de anos de luta.  Luta da comunidade, associações, e toda a cidade, que abraçou o santuário ecológico e conseguiu transformar em lei sua preservação.
Uma vez conquistada a preservação, ainda nos anos 90 a prefeitura começou a desenvolver planos de turismo de preservação no local. Haveriam caminhadas guiadas por profissionais da prefeitura, treking, alpinismo no buraco da pedreira…
Hoje o morro está invadido por índios aculturados, que instalaram suas casas com rede elétrica, televisão, proíbem a entrada de qualquer pessoa com hostilidade, e o pior: outrora gente silvícola que vivia de harmonia com a natureza, os índios aculturados estão desmatando a mata Atlântica como nunca se viu. E o pior: estão sendo protegidos por intelectuais e movimentos.  Que negam o desmatamento, mentindo para a população.
Se INFORME sobre a história do Morro do Osso num dos posts anteriores do

 

 


 
Turismo, a indústria limpa

Turismo, a indústria sem chaminés.  A indústria do século 21.
Bonito, Salvador, Barcelona, Rio de Janeiro, Lisboa, Florianópolis, Buenos Aires, Chicago, Fortaleza, Sydney, Curitiba…
Todas essas cidades aprenderam como o turismo traz divisas para a cidade, traz mais impostos, gera oportunidades, atrai investimentos em tudo que é setor. Aprenderam como o turismo deixa a cidade mais bonita, muito mais cuidada, como recupera regiões outrora horrorosas e abandonadas em lugares maravilhosos.  Com turistas, o artesão vai vender muito mais, irão aumentar a Infra-estrutura, hotéis, serviços, lazer, construção civil, gastronomia, procura por cursos de inglês, espanhol, e tudo que é idioma… o turismo traz um círculo virtuoso onde quem sai ganhando são todos.
E mais:
Porto Alegre (ainda) tem números de qualidade de vida superior a algumas das cidades citadas, mas tem a urbe mais feia e mal cuidada de todas elas. E isso não é responsabilidade só do governo: nossas paradas de ônibus horripilantes, por exemplo, são depredadas por gente de classe média, mesmo. Coisa de cidade sem auto-estima com seu visual.  Nas cidades brasileiras citadas, a população cuida bem mais de seu mobiliário urbano. Vão, comprovem e fotografem, e verão como isso é verdade.
Até para isso o turismo iria fazer um imenso bem à Porto Alegre.
 
 
Empresários medíocres &
governantes sem ousadia : 
1) O mirante do Morro Santa Teresa foi abandonado
Pra quem não sabe, a prefeitura retirou o mirante do roteiro turístico de Porto Alegre já faz quase 10 anos.
Poucas cidades tem morros como nossa capital tem, e menos cidades ainda tem um belvedere com vista tão deslumbrante como o nosso. Aquela vista é um  privilégio  de poucas cidades no país.
Quanta capital não invejaria uma atração dessas ?
Bom, em Porto Alegre…  o lugar é ermo, abandonado, sofre com assaltos, violência e até morte já houve de um turista. 
Pra que ter um mirante na cidade?  Que coisa supérflua.
O mínimo que poderia haver é passeios de ônibus até o local.
Além da vista, poderia haver um restaurante, bar, lojinha, que daria suporte para a pessoa ficar ali mais do que 5 minutos e poder curtir a vista com mais infra-estrutura, conforto e segurança. Além de ter a oportunidade de tomar um refresco enquanto vê o famoso pôr-do-sol, ou então jantar vendo as luzes da cidade.
Nem vou falar nos outros morros da cidade, como o da Polícia, Teresópolis…  poderia haver uma infra-estrutura mínima, como bons caminhos, luz, segurança e um local aprazível para ficar, como um pequeno bar ou restaurante.  
Ah, e a nossa gigantesca pedreira, hein?  Aquela do Morro Santana. Se fosse em Curitiba, já haveria uma lindíssima Ópera de Arame. Ou então uma concha acústica. Ou um  Parque da Pedreira, com alpinismo e várias coisas legais.
 
2) Sim, nós temos uma torre de observação !
( mas ninguém pode subir )
Nem vou citar torres famosas como a de Toronto. Aqui mesmo no Brasil, em Curitiba, temos a torre da Telepar.  A vista dessa torre é deslumbrante !    E tem fila de curitibanos e de turistas pra subir nela.
Enquanto isso, em Porto Alegre… a moderna e bonita torre da Claro é solenemente fechada.
Provincianismo. Mediocridade.
 
3) Porque os mapas turísticos excluem Ipanema e toda a zona sul ?
Ipanema é o local onde o cidadão mais pode “ter acesso” a orla em toda a Porto Alegre, e da forma mais qualificada.
O paisagem é bonita, há calçadão, muitas árvores, tudo é muito bem cuidado, e há vários bares e restaurantes. 
Mas o melhor lugar da orla para se freqüentar é totalmente ignorado por turistas (aliás, Porto Alegre tem turistas?)  e, pasmem, por muito morador da cidade.
Um tapa no visual, algum restaurante mais legal e ônibus especialmente para o local são coisas simplíssimas que fariam muita gente se encantar com Ipanema. O bairro poderia rivalizar com os lugares mais  “in” da cidade.
 
4) Sim, nós já temos marinas ! 
 
( todas sem acesso )
Salvador tem áreas públicas em suas marinas. Com acesso a todos, portanto. Também tem restaurantes deslumbrantes sobre a água. Bares sobre a água, tudo em meio aos barcos. São lugares lindíssimos !  
O Rio de Janeiro também tem restaurantes, como a famosa churrascaria Porcão, na Marina da Glória, com uma vista de não se esquecer nunca mais.
Enquanto isso, em Porto Alegre…  temos marinas como a da linda ilha Jangadeiros, na Assunção, bairro que também conta com as não menos bonitas Veleiros do Sul e Iate Clube, essas quase no BarraShoppingSul.  Todas elas fechadas. Acesso mega-restrito aos donos dos títulos dos clubes. É a verdadeira  privatização da orla.
Seus empresários não querem ter o trabalho de abrir ao público e construírem restaurantes e bares, que terão as vistas mais bonitas da cidade. Também não querem ganhar dinheiro.
 ___________________
 
Não sei se repararam. De todos os exemplos relatados nesse texto sobre o que pode melhorar na cidade, NADA DISSO PRECISA DE MUDANÇA DE LEIS PRA SER FEITO.     Dá pra fazer JÁ.

Não há desculpa pra não existir nada disso até hoje.
Basta deixar de ter mentalidade provinciana e contra-tudo  que a cidade alimenta, mais um pouco de idéias arejadas a empresários e políticos, e pronto, a cidade já pode mudar, e muito.

Ricardo Haberland

 

 

 

 



Categorias:Uncategorized

Tags:, , , , , ,

3 respostas

  1. Outra coisa que fazem é depredar a Assembleia Legislativa ppra pedir Fora Yeda.

    _________________________________________

    ECOTURISMO:
    Há outro desacontecimento nessa área, GersonWeberElvis.
    Havia planos de ecotorismo no Morro do Osso.
    Planos decartados por causa da invasão e depredação dos índios aculturados com rede elétrica, carro e tv.
    Essa invasão é defendida pela inteligentzia de esquerda da Ufrgs, além de outros grupos e ongs da cidade.

    Curtir

  2. Sou 1 dos pontos de apoio de 1 Forum de moto Turismo Nacional com alcance internacional.
    Ao receber Motociclistas de tod Brsil, acabei numa conclusão , meus
    destinos sempre se resumem fora de POA, é muito triste viver numa capial com total abandono de Turismo Ecologico.

    Curtir

  3. Bah!!
    Arrasou……..

    :aplausos:

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: