Dia Mundial do Diabetes ilumina prédios e monumentos pelo mundo

Diego Vara

Prédio da Fundação Iberê Camargo, na Avenida Padre Cacique, foi iluminado pela cor da campanha de prevenção à doença. Foto: Diego Vara

Cerca de 300 locais em mais de 25 países receberam a cor azul, que simboliza a doença

Nesta sexta-feira, no Dia Mundial do Diabetes, cerca de 300 monumentos foram iluminados com a cor azul simbolizando a doença, que afeta cerca de 246 milhões de pessoas no mundo.

No Brasil, foram iluminados o Maracanã, o Cristo Redentor e o Corcovado, no Rio de Janeiro. O Memorial JK e a Torre de TV, em Brasília. A Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, e o Elevador Lacerda, na Bahia, entre outros.

Em Porto Alegre, o prédio da sede do Instituto da Criança com Diabetes, na Rua Álvares Cabral, e do Iberê Camargo, na Avenida Padre Cacique, foram os escolhidos para serem iluminados pela cor da campanha de prevenção à doença. O tema deste ano é o mesmo adotado em 2007: diabetes em crianças e adolescentes.

Atualmente, cerca de 7,3 milhões de brasileiros maiores de 18 anos têm o diabetes do tipo 2, segundo o Ministério da Saúde. A estimativa é de que, até 2025, o número chegue a 17,6 milhões, o que levará o Brasil do oitavo para o quarto lugar no ranking mundial da doença.

 

ZERO HORA



Categorias:Uncategorized

Tags:,

1 resposta

  1. Eu sou um defensor da iluminação especial em prédios e monumentos da cidade. Bem que podiam deixar essa iluminação definitivamente. Porto Alegre não ilumina nada! É só olhar a nossa catedral, que tem aquela bela cúpula que ninguém vê depois que o sol se põe. Igreja das Dores, Gasômetro, prédios públicos e particulares… são vários os exemplos. Na real, a cidade toda é mal iluminada. Isso só aumenta a insegurança e ajuda o vandalismo contra o nosso patrimônio. MAS, VOLTANDO À FOTO: O IBERÊ TÁ MUITO LEGAL. E A INICIATIVA É VÁLIDA,

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: