O Pontal do Estaleiro e os radicais

Os chamados “ambientalistas” ou “ecologistas” tem uma problema sério: eles acham que eles são os donos da verdade. Nada pode ir contra eles. A Câmara aprovou a alteração da Lei que permite a construção do Pontal do Estaleiro, com algumas emendas, mas foi aprovada. A Cãmara é soberana em suas decisões, somente o prefeito pode vetar algo aprovado por eles. Mas eles podem anular o veto posteriormente. Sim, eles podem. Pois são o poder eleito pelo povo, eleito por nós. Agora, os ambientalistas radicais estão acusando-os de suborno, de serem vendidos e aprovaram o projeto somente porque ganharam $$$$ dos construtores. Que absurdo !

O que vcs acham disso senhoras e senhores ?

Porque só um lado tem razão ? Porque a cidade não pode ter um empreendimento com a ousadia e o arrojo do Pontal ? Porque os ambientalistas não querem ? Eles querem defender uma área privada (ou seja, tem dono, não é da Prefeitura, não é pública). Exigem que seja estudado melhor o projeto. Pois bem, aquela área não é pública e o empreendedor vai doar 53% dela para o público. A cidade vai sair ganhando. Não usufruimos a orla hoje. E vamos passar a ter 700 metros de orla urbanizada, com beleza. Um novo ponto turístico surgirá.

Mas quem tem razão ?

Os ambientalistas claro.

A cidade tem representantes agora. São os ambientalistas…

Ora meu caro leitor, os meus representantes são os vereadores.

Preciso dizer também que existe uma nova mentalidade surgindo na cidade. A mentalidade que valoriza a nossa capital. São as pessoas que estão se dando conta de que Porto Alegre precisa crescer, se desenvolver, e não deixar o mato tomar conta. Vivemos numa cidade de 1,5 milhão de habitantes, não em Cacequi, Otávio Rocha, Tapes. Uma cidade tem que ter desenvolvimento urbano. O uso misto da área do Estaleiro Só é importante, é fundamental. Caso venha ser um parque, com quiosques e lancherias como querem os ambientalistas, vai ficar abandonado e entregue ao poder público. O poder público não tem condições de manter uma área como aquela. Existem muitas outras prioridades, como habitação, saúde para a população. Não devemos fazer a Prefeitura desapropriar aquela área, pagar milhões e milhões de reais deixando outras áreas a descoberto. Deixem a iniciativa privada desenvolver a cidade !

O mundo inteiro, o Brasil inteiro está se desenvolvendo. Porto Alegre está parada em termos de desenvolvimento de sua orla e de seu poltencial turístico. Quem vem na cidade pra ver o Parque Marinha e suas canchas de futebol ? Pra ver a orla cheia de lixo, de marginais, de drogados?

Está na hora de a cidade acordar !

E ninguém é o dono da verdade ! Temos que dar espaço aos que pensam diferente de nós. Todos podem contribuir. Chega de radicalismo.

Sou a favor de rediscutirmos o Pontal do Estaleiro e fazer modificações. Mas não o de vetarmos sua execução. Que o Prefeito tenha bom senso ao decidir este caso.

Gilberto Simon

 

Uma vez tomada a decisão de não dar ouvidos mesmo aos melhores contra-argumentos: sinal do caráter forte. Também uma ocasional vontade de se ser estúpido.

Friedrich Nietzsche



Categorias:Pontal do Estaleiro

Tags:,

3 respostas

  1. Achei muito simpático o projeto do pontal. Fico imaginando se em outros países, os desenvolvidos, isso aconteceria. Lá não existe esta burocracia ambiental para se construir algo tão positivo para a cidade. Só não enxerga quem não quer que o pontal nos trará um novo ponto de convivência às margens de tão desvalorizado curso d’água e tão abandonada orla. Nos tempos dos bares de Ipanema, ainda se tinha onde ir na orla. Nos prometeram quiosques padronizados. Onde estão os quiosques ? Faz mais de 15 anos e nada. Querem entregar esta área do pontal à Prefeitura ? Vai acontecer a mesma coisa. Vão ser 10, 20, 30 anos aquilo totalmente atirado às moscas.

    Curtir

  2. Os AMBIENTALISTAS de verdade eu respeito. São pessoas que querem defender o meio ambiente, são inteligentes e sensatos. Mas essa gente CONTRA-TUDO que há em profusão na cidade, cujos argumentos são unicamente ideológicos, não merecem ser chamados de ambientalistas. Seria um desrespeito ao profissional de verdade. Esses contra tudo, que querem transformar Porto Alegre na CAPITAL DA RESISTÊNCIA estão fazendo política, somente. E uma triste política.

    Curtir

  3. Concordo com o Gilberto. Claro que o Pontal pode ser mudado e até melhorado. Por isso mesmo, a opção de simplesmente proibi-lo é absurda – e DEPRIMENTE.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: