Xiítas ameaçam Stora em Helsinque. Yeda garante investimento no RS.

Há apenas dois meses um grupo de emissários gaúchos da Via Campesina e MST foram a Helsinque ameaçar a direção mundial do grupo StoraEnso, que programou investimentos de US$ 1,2 bilhão em reflorestamento e numa fábrica de celulose no RS.

“Vamos botar vocês a correr do Brasil”, ameaçaram os bandoleiros da Via Campesina e MST, liderados por Lourdes Vicente, que é uma espécie de emissária internacional do MST e Vía Campesina. Ela fez conferências com a imprensa na Europa e esteve na Finlândia há cerca de 2 meses. Oficialmente, a “campesina” é chamada de Coordenadora de Gênero do MST.

Alarmada, a direção da StoraEnso desceu para o RS e foi ter direto com a governadora, a quem pediu e obteve garantias de que seus investimentos serão assegurados e apoiados.

Polibio Braga



Categorias:Uncategorized

Tags:, ,

%d blogueiros gostam disto: