Escolinha do Grêmio e a orla

Por Ricardo Haberland, Porto Imagem

 

É louvável o trabalho com as crianças feito pela escolinha do Grêmio. O Grêmio, o Inter e muitas entidades da cidade felizmente têm tido iniciativas como essa. Iniciativas como essa amenizam a chaga social que ainda temos em nosso país. Melhor ainda seria, também, diminuir a causa dessa chaga social, o que só se faz com mais emprego e renda. Além de iniciativas louváveis como a do Grêmio, a cidade ganharia muito também no seu lado social com geração maior de emprego e renda, coisa que a capital não tem sido pródiga, ao contrário. Estatísticas mostram o crescimento de cidades ao redor da capital, ao passo que a capital tem dado sinais de estagnação econômica e, consequentemente, deterioração social, não conseguindo mais ser atrativa a investimentos e, consequentemente, geração de empregos e renda.
O turismo é a forma mais limpa, ecológica e inteligente de gerar empregos e renda. O Pontal do Estaleiro seria importantíssimo para isso. Muito mais empregos e renda seriam criados se a cidade fosse mais atrativa e oferecesse mais opções de lazer, comércio, turismo e, censequentemente, de novo, emprego e renda.

O BarraShopping  criou  milhares de empregos. E aumentou a oferta de emprego na zona sul. Freqüento bastante o pequeno comércio do bairro no dia a dia, e não há sinal de falência: estão sempre com fila.  Ademais, o shopping não foi construido exatamente dentro de um bairro: seu terreno encontra-se num imenso vazio, relativamente afastado.

Ao contrário do que as pessoas acham, desde a inaugauração do shopping, só houve melhorias na região. Ao contrário do comentário de Jesabel,  nas próximidades do shopping, que eram um lugar ermo, escuro, sem ônibus, a segurança aumentou. Há mais guardas na rua, e agora há luz na avenida. Também há bem mais vida na rua, com pessoas caminhando até altas horas da noite na inédita pista onde havia barro e escuridão. Agora me sinto seguro de caminhar naquela avenida até mesmo a noite, o que seria uma insanidade tempos atrás, quando um louco que se atrevesse a passar na Diário de Notícias poderia ser atropelado, assaltado ou assassinado. E ao contrário do que Jesabel acha, agora há mais linhas de ônibus: só em uma semana foram criadas duas novas linhas da Carris. Deverão ser criadas novas linhas de ônibus e lotação.

Retomando o assunto do trabalho social do Grêmio, não é mais aceitável, hoje, que nossa orla continue a ser privatizada. Que continue se negando o acesso a orla aos portoalegrenses. Temos certeza que o grêmio pode continuar seu belo trabalho social em qualquer parte da cidade e, melhor ainda, em vários pontos da cidade. Assim como não há dúvidas de que a cidade como um todo e também  as crianças carentes ganhariam mais ainda tornando a orla livre e pública, qualificando-a, criando mais opções de lazer e assim gerando-se muito mais empregos.
Portanto, o trabalho social não pode ser usado como desculpa e permissão para se roubar e privatizar a orla. Todos nós, e as crianças carentes, ganharíamos mais se, junto como os valorosos trabalhos sociais como o do Grêmio, o clube devolvesse aquele grande pedaço de orla à Porto Alegre.



Categorias:ORLA

Tags:,

3 respostas

  1. o inter deveria falir para dar lugar a arena e outros projetos do gremio.

    Curtir

  2. Concordo que o clube do Inter seja retirado, também, para a orla ser verdadeiramente qualificada e com acesso.

    Curtir

  3. Sim, e assim como o clube de pisinas do inter a beira do guaiba tb deveria ser retirado…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: