Cresce a Defesa do Meio Ambiente

Movimento Gaúcho será lançado hoje em 2 momentos: às 9h na Assembléia Legislativa e às 18h no Semapi 
 
 
O Movimento Gaúcho em Defesa do Meio Ambiente será lançado hoje em Porto Alegre. Integrado por pessoas físicas, entidades que congregam profissionais de diversas especialidades, ONGs, sindicatos, grupos religiosos e principalmente ecologistas, o movimento iniciou a partir de reuniões mensais, no decorrer de 2008 e, agora, está pronto para ser apresentado à sociedade. O evento, aberto aos interessados, terá dois momentos. A abertura às 9h, no Plenarinho da Assembléia Legislativa, seguido de homenagens e palestras no decorrer da manhã e, às 18h, na sede do Semapi (rua Lima e Silva, 280), para a palestra e lançamento do livro ‘A Fraude da Celulose’, do jornalista uruguaio Victor L. Bacchetta.
Integrantes do movimento vêm se reunindo há meses com atividades periódicas e semanais, além de eventos públicos, entre eles a audiência pública sobre a ‘Redução de Faixa de Fronteira e os Seminários de Descentralização’, que ocorrem freqüentemente em municípios do interior do Estado. Na programação na Assembléia Legislativa, estão previstas uma série de atividades. No inicio dos trabalhos, será feita uma homenagem aos pioneiros na luta ambientalista no RS. Figuram, entre os homenageados, técnicos e ambientalistas como Caio Lustosa, Augusto César Carneiro, Giselda Castro, Hilda Zimmermann, Irmão Cecchin, Flávio Lewgoy e Sebastião Pinheiro.
Entre os palestrantes estão o professor Antônio Libório Philomena, doutor em Ecologia pela University of Georgia e professor titular do Departamento de Ciências Morfo-Biológicas da Fundação Universidade Federal do Rio Grande (Furg) na área de Ecologia, que abordará o contexto ambiental mundial e brasileiro, com a palestra ‘Contexto Ambiental no limite e o futuro da humanidade’. O convidado Victor L. Bacchetta, que também é especialista em Meio Ambiente, Ciência e Desenvolvimento, irá expor uma crítica da conjuntura geopolítica do Cone Sul.
 
Correio do Povo, 15/12/2008

__________________

Todos devemos ser ecologistas e termos na nossa consciência a necessidade de preservarmos o ambiente onde vivemos, sob risco de num futuro próximo, a Terra sucumbir e todas as espécies entrarem em risco, inclusive a nossa própria. O que não é aceito por mim, é a radicalização da ecologia, enquanto moda, enquanto ignorância, enquanto entrave ao desenvolvimento. O desenvolvimento através de formas limpas é necessa´rio, e aí entra o TURISMO, atividade totalmente esquecida pela nossa cidade, Porto Alegre.



Categorias:Meio Ambiente

Tags:

1 resposta

  1. Mais uma bela noticia do vosso IMPARCIAL JORNAL, que so se preocupa com o atrazo de Poa nos ultimos tempos, é contra tudo que possa fazer bem para a cidade como o Pontal, a Arena do Gremio,…, só pode ter uma explicaçao: Qurem todas essas áreas para construirem mega catedrais e lucrar muuuuuuito com o dizimo do Zé povo.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: