O futuro e o destino de Porto Alegre serão decididos dia 29

 

Agora é oficial: os vereadores de Porto Alegre vão apreciar o veto do prefeito José Fogaça ao projeto do Pontal do Estaleiro no dia 29 de dezembro, uma segunda-feira morta, entre o Natal e o Ano-Novo.

Na mesma sessão serão votados os projetos de interesse do Inter e do Grêmio, que autorizam a execução de obras de elevado impacto ambiental, e o que cria a Secretaria Especial da Copa.

A decisão de apreciar o veto no dia da votação de projetos considerados vitais para que Porto Alegre continue como candidata a ser uma das sedes da Copa é uma manobra para facilitar a derrubada do veto. Se aprovarem os projetos do Inter e do Grêmio – como é provável –, os vereadores ficarão sem argumentos para manter o veto à construção de edifícios residenciais na área do antigo Estaleiro Só.

Na reunião de líderes, a apreciação do veto em 29 de dezembro foi aprovada por todos os partidos, com exceção do  PT , que se  absteve.

Rosane Oliveira

_________________________________

Ainda não é hora de comemorar, pois além de nada estar decidido :

1)    o prefeito avisou a alguns vereadores que no ano que vem apresentará um projeto para definir um regime urbanístico único para os 73 kms da orla do Lago Guaíba. (fonte: polibio Braga).   

Prestem atenção na palavra único para o tratamento para todos os 73 km da orla. Uma orla assim imensa que tem desde reservas ambientais no extremo sul a aterros e áreas totalmente urbanas – e com vocação turística e de lazer – que tenha um tratamento único só pode significar o seguinte: a orla será praticamente proibida.

 2) No programa Conversas Cruzadas de ontem (TV-COM), ficou claro que já há movimentos dispostos  a barrar os projetos. Os vereadores ali presentes mostraram disposição de aprovar os projetos do Inter e Grêmio, mas proibir o do Pontal. Houve até mesmo quem achasse melhor vetar também os projetos do Grêmio e Inter.

Um dos vereadores disse:  “Porto Alegre não pode ser prejudicada  (pelo Pontal, Grêmio e Inter) só por causa de uma Copa do Mundo”.

 Ricardo Haberland



Categorias:Uncategorized

Tags:, , ,

1 resposta

  1. Estou sem palavras! Que esperar dos nossos representantes que nada querem que seja aprovado em Poa? Que impactos ambientais podem trazer 3 projetos maravilhosos para o turismo, o progresso, o acesso a orla com segurança, alem de embelezar a cidade? O Pontal é um dos projetos mais lindos de todo Brasil, e justamente esse o mais rejeitado? Fico admirado que Poa conseguiu chegar onde esta com algumas construçoes ate significativas a beira da Mauá. Só nos resta uma saida, ou travamos uma guerra contra essa gente, ou deixamos a cidade atirada as traças e procuramos outra capital nao tao provinciana, Salvador, Fortaleza, Natal seriam boas opçoes…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: