Painel devolve vida à Praça Revolução Farroupilha

Obra de Danúbio Gonçalves marca reurbanização de área no Centro

Em meio a autógrafos e poses para fotos, o artista plástico Danúbio Gonçalves, 83 anos, pára alguns segundos para admirar o painel de sua autoria. A obra, com personagens e frases de batalhas envolvendo os farrapos, foi inaugurada ontem pela manhã, em cerimônia que marcou a reurbanização da Praça Revolução Farroupilha, onde está localizado o painel.

Foram necessários cerca de seis meses para Gonçalves ver seu trabalho concluído. Com 16m50cm de largura e três metros de altura, o painel intitulado Epopéia Rio-grandense, Missioneira e Farroupilha é composto por 555 lajotas de porcelanato, cada uma pintada manualmente. A inauguração contou com a presença do prefeito José Fogaça e do ministro das Cidades, Marcio Fortes.

– Essa obra irá se transformar em um ícone cultural talvez tão marcante como o Laçador – disse Fogaça, destacando que a praça deverá se tornar um ponto de intensa visitação turística graças ao painel.

A cerimônia também marcou a recuperação da Praça Revolução Farroupilha, obra orçada em R$ 372 mil. O local ganhou novos pisos e iluminação. Para garantir a segurança, uma câmera de vigilância foi instalada junto à Avenida Mauá.

– Lá está o nosso Big Brother – brincou o ministro Marcio Fortes, apontando para a câmera.

A reurbanização da praça faz parte da modernização da Estação Mercado do trensurb, que visa a garantir mais conforto aos cerca de 60 mil usuários que diariamente passam pelo local. A estação ganhou rampas de acesso e mais espaço para o comércio. Uma das novidades é a criação da biblioteca Livros Sobre Trilhos, com acesso gratuito a um acervo de mais de 2,3 mil publicações. A expectativa é de que, em dois meses, mais de 2 mil pessoas se tornem sócias da biblioteca.

O fim das obras na Estação Mercado depende de licitação, mas a previsão é de que tudo esteja pronto até março do ano que vem (veja quadro). Uma das reformas refere-se à instalação de paredes de vidro sob o arco que cobre o acesso à estação. Enquanto muitos pedestres questionam sua função, ontem, a cobertura serviu de abrigo. Em uma manhã de sol intenso, era sob a sombra do arco que dezenas de pessoas assistiam à cerimônia de inauguração do painel e da recuperação da praça.

Próximas etapas da obra

Até meados de fevereiro – Fechamento do arco existente na praça por meio da instalação de estruturas metálicas e de vidro temperado, com 2m50cm de altura, e colocação de venezianas metálicas ao redor do Prédio de Controle da estação, também na praça

Até março – Serão concluídas as coberturas dos acessos junto ao Mercado Público e instalados uma escada rolante e um elevador para portadores de necessidades especiais. Esses acessos também serão cercados com estrutura metálica e vidro temperado em toda a altura entre o piso e a cobertura

Fonte: Fonte: Lino Fantuzzi,  gerente de Projetos e Obras da Trensurb

ZH, 19/12/2008



Categorias:Revitalização do centro

Tags:, ,

%d blogueiros gostam disto: