Camelódromo pode não inaugurar segunda-feira

MP pede habite-se e alvará do camelódromo à prefeitura

Smic mantém a inauguração para a próxima segunda e garante segurança no prédio

Léo Saballa Jr | leo.saballa@rdgaucha.com.br

O Ministério Público ingressou nesta sexta-feira com uma ação pedindo que a prefeitura apresente a Carta de habitação (habite-se) e um alvará do Corpo de Bombeiros. De acordo com a ação, a abertura do Centro Popular de Compras estaria condicionada à apresentação dos documentos. Nesta quinta-feira, a Secretaria de Indústria e Comércio (Smic) já havia anunciado que a inauguração do prédio ocorreria sem o habite-se.

Segundo o secretário Idenir Cechin, titular da Smic, faltam alguns ajustes para a liberação do documento, como melhorias no elevador de cargas. No entanto, para viabilizar o funcionamento do camelódromo, um termo de ajustamento foi assinado com a Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov). Uma medida que, segundo o secretário, já foi feita com outros empreendimentos. Idenir Cechin mantém a data de inauguração do camelodrómo para a próxima segunda-feira, dia 26, e garante segurança máxima no prédio.

A ação está sendo analisada pela juíza Mara Lúcia Martins e uma decisão pode sair ainda hoje.

O Centro Popular de Compras fica na Praça Rui Barbosa, no centro de Porto Alegre, e abriga 800 lojas.

Ricardo Stricher / PMPA

Camelódromo - Foto: Ricardo Stricher / PMPA

ZH.



Categorias:Revitalização do centro

Tags:

%d blogueiros gostam disto: