Camelódromo foi adiado … mais uma vez

A inauguração do Centro Popular de Compras (CPC), de Porto Alegre, prevista para ocorrer nesta segunda (26), foi adiada. Uma ação do Ministério Público e aceita pelo Tribunal de Justiça obriga a Smic a fornecer sua carta de habitação e alvará do Corpo de Bombeiros. Na ação, os promotores de Justiça Luciano de Faria Brasil e Norberto Cláudio Pâncaro Avena, da Promotoria de Justiça de Habitação e Defesa da Ordem Urbanística, afirmam que, se a prefeitura não apresente a documentação, o imóvel não pode ser utilizado. Mais: a medida foi tomada após o recebimento de informações de que o Camelódromo não possui, até o presente momento, a carta de habitação e de que o prédio não apresenta condições estruturais para suportar a atividade a ser desenvolvida. Além disso, em virtude de chuvas ocor! ridas em janeiro, houve infiltrações no prédio que provocaram empoçamento de água no pavimento destinado à ocupação pelos ambulantes.

Affonso Ritter



Categorias:Revitalização do centro

Tags:

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: