Fepam dá licença para ampliar pista de aeroporto

Mais um processo para a ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho foi superado. Ontem, a Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam) anunciou que concedeu uma licença prévia para a Infraero, estatal que administra o Salgado Filho e demais aeroportos brasileiros, autorizando a construção dos novos 920 metros de pavimento.

A obra se arrasta há cerca de 10 anos e vinha sendo atrasada em razão da dificuldade do poder público em construir moradias para as 2,6 mil famílias das vilas Dique e Nazareth, localizadas na área para onde a pista será estendida dos atuais 2.280 metros para 3.200 metros. No ano passado, a prefeitura de Porto Alegre e o governo federal finalmente iniciaram as obras de infraestrutura que vão permitir a remoção das 1.476 famílias da Vila Dique. De acordo com o superintendente adjunto da regional Sul da Infraero, Marco Aurélio Franceschi, a licença já era esperada.

– Isso permite iniciar o processo licitatório – explicou Franceschi.

Para fazer obras, estatal terá de cumprir exigências

O edital deve ser lançado ainda este ano e, caso seja bem-sucedido, a obra poderá ser iniciada no início de 2010, explicou o superintendente adjunto da Infraero. Mas a estatal terá de cumprir algumas exigências da Fepam antes de levar a obra adiante. O órgão condicionou a concessão da licença de instalação – uma nova autorização que permite o início das obras – à remoção das vilas e ao reassentamento das famílias, o que já está ocorrendo, e ao cumprimento de exigências da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Alegre para a retirada da mata que fica na área ao redor da pista.

A Fepam exige também que a Infraero apresente um programa de monitoramento de ruídos no bairro Jardim Lindoia, um cronograma de implantação de medidas mitigatórias propostas pelo Estudo de Impacto Ambiental com Relatório de Impacto Ambiental e um documento da prefeitura de Porto Alegre aprovando o estudo de viabilidade urbanística do empreendimento.

Até maio, as primeiras 30 casas que vão abrigar famílias da Vila Dique estarão prontas, segundo o diretor-geral do Departamento Municipal de Habitação (Demhab), Humberto Goulart. A remoção das moradores da Vila Nazareth está mais atrasada, mas as famílias serão reassentadas até o final do ano, garantiu Goulart.

Saiba mais
Aumento da pista será de 2.280 metros para 3.200 metros:
Por que a pista precisa ser ampliada?
O aeroporto não pode receber grandes aeronaves com carga total porque a extensão da pista torna o pouso perigoso.
Com a distância atual, aviões de grande porte podem aterrissar com o máximo de 70% do peso. Assim, empresas que usam transporte de carga aérea pagam mais caro pelo frete.
Por que a obra ainda não começou?
É preciso remover 2,6 mil famílias das vilas Dique e Nazareth, que ocuparam a área para onde a pista será ampliada.
Quando deve começar e acabar?
A Infraero estima que a obra, com custo de cerca de R$ 122 milhões, começará no início de 2010 e levará dois anos e meio.

 

Zero Hora, 05/02/2009



Categorias:Outros assuntos

Tags:

%d blogueiros gostam disto: