A Prefeitura, por David Coimbra, ZH

O curioso do governo Lula é sua semelhança com os governos Fogaça e Yeda. O maior orgulho dos três são suas façanhas financeiras. Seus heróis têm a mesma origem: são os economistas, os homens dos balancetes e das planilhas de contas, Meirelles, Mantega, Tatsch, Aod.

Há outra característica que marca os três governos: o ponto onde se localiza a determinação de cada um. Nos governos estadual e federal, está nas suas mulheres. Em Dilma Rousseff, que nem com plástica atenua os traços da sua severidade. E na própria Yeda, que de tão decidida esquece de fazer política.

Já no governo municipal, a determinação está atrás de um biombo de democratismo. Um grupelho faz pressão e a construção do Teatro da Ospa é adiada em meses. Agora, ante o impasse do Pontal do Guaíba, a prefeitura ameaça atirar a incumbência da decisão nos braços do eleitor. Uma questão que deveria ser resolvida pela soma de deliberações técnicas com o bom senso, e nossos governantes querem entregá-la à sempre passional especulação popular. Por quê? Por duas razões: pela velha demagogia e pelo medo de assumir responsabilidades. Talvez esteja faltando uma mulher que fale grosso na prefeitura de Porto Alegre.

OBS do editor: Pontal do Guaíba é o mesmo que Pontal do Estaleiro

Zero Hora, 06/02/2009



Categorias:Outros assuntos, Pontal do Estaleiro

Tags:, , ,

2 respostas

  1. Quem sabe o Fogaça não deve se lembrar do motivo pelo qual senta na cadeira do pequeno palácio em frente à Praça Montevidéo: para representar o povo, ‘executar’ a cidade. Decidir, estudar, propor a cidade.

    E não dizer: “sou incapaz de decidir coisas. Sou incapaz de governar. Sou incapaz de ser prefeito.”

    Quero só ver qual será a próxima palhaçada: um referendo popular para decidir se deveremos trocar ou não as tampas quebradas de bueiros da cidade? Se devemos ou não pintar as faixas de trânsito apagadas?

    Pelo visto Porto Alegre carece de um Prefeito, de um ADMINISTRADOR PÚBLICO.

    Curtir

  2. Verdade. O Fogaca caiu no meu conceito com o veto do Pontal. Faltou-lhe “culhones”!!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: