Prefeitura dá mais um passo para a revitalização do centro

Parceria viabiliza qualificação do Chalé da Praça XV

Uma nova etapa de revitalização do Centro de Porto Alegre foi iniciada nesta quinta-feira, com a assinatura, pelo prefeito José Fogaça, do Termo de Aditamento do Contrato de Permissão de Uso que formaliza a nova parceria entre o município e os permissionários do Chalé da Praça XV. O processo, que teve a participação de 11 secretarias municipais e foi aprovado na Câmara de Vereadores, permitirá a restauração do patrimônio tombado e a completa modernização das instalações do conjunto, qualificando os espaços e os equipamentos e aumentando em 50% a capacidade de atendimento do Chalé.
Segundo o empresário Edemir Simonetti, do grupo Variettá, que administra o estabelecimento desde 2002, será construído um novo salão com cafeteria e criados deques externos. Além disso, ocorrerá a liberação do terraço e do segundo piso para o uso exclusivo de mesas. O projeto tem por objetivo promover a integração entre o Chalé e a Praça XV, incentivando o uso cotidiano pela população e por turistas, com melhorias nas condições de manutenção e segurança, especialmente à noite.
O Chalé é um dos espaços de convívio mais tradicionais de Porto Alegre. Inaugurado em 1884 e reconstruído em 1911, constitui-se, desde então, em um dos pontos de encontro preferidos pelos turistas. O local passou por várias reformas e também por um período de decadência, que culminou com a interrupção de suas atividades na década de 1990. Reaberto no ano 2000, em parceria com o Senac, desde 2002 é administrado pelo grupo Variettá.
A parceria integra as ações do programa estratégico Viva o Centro, coordenado pela Secretaria do Planejamento Municipal (SPM), responsável pela revitalização urbana do Centro Histórico da Capital. Uma das principais ações do projeto foi a recente transferência do comércio informal para o Centro Popular de Compras (CPC) – antes, os ambulantes ocupavam o entorno da Praça XV e do Largo Glênio Peres.
Em fase de licitação, as obras para o espaço preveem melhorias na pavimentação, iluminação, mobiliário urbano e paisagismo, com investimento de R$ 1,8 milhão. Outras iniciativas derivadas do Viva o Centro são os passeios Caminho dos Antiquários e Viva o Centro a Pé, a renovação das frotas de ônibus, com a instalação de novos terminais, e a restauração de imóveis antigos, através do Projeto Monumenta.
 
Jornal do Comércio, Sexta-feira 13/03/2009



Categorias:Revitalização do centro

Tags:

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: