Comentários gerais sobre Porto Alegre

PORTAIS DA CIDADE

O transbordo, como solução, só teria sentido se o modal usado para o centro fosse elétrico, bondes modernos ou metrô. Ou quem sabe Aeromóvel.
Parece mais uma maracutaia para dar lucro a empreendedores que querem construir Centros Comerciais nos locais indicados, a população que se dane e que seja conduzida como uma manada de cordeiros. Isso foi tentado no tempo da ditadura e não funcionou. Apesar da repressão, os usuários protestaram e acabaram vencendo. Ou será que o objetivo era só beneficiar as empreiteiras que construíram os terminais?
Não deu certo em Canoas, tanto que o novo prefeito já acabou com eles.
Com a eletrônica a disposição os cartões de passagem poderiam controlar o direito do passageiro mudar de condução, sem precisar de um local fechado para isso. Aliás, há 30 anos isso já era feito na Alemanha.
A descentralização do transbordo se faz com o cruzamento das linhas acontecendo fora da área central. ENIO

************

CAOS NO TRANSPORTE

Aproveitando que foi mencionado assunto “ônibus” gostaria de deixar registrada a dificuldade do cidadão para poder chegar no terminal do Camelódromo.
O problema já começa na Av. Farrapos, pois os ônibus de Porto Alegre vem pelo corredor enquanto os outros vem por fora, chegando perto da Elevada da Conceição afunila e entram junto já começando o engarrafamento.
O corredor do novo terminal ficou super estreito e os motoristas passam o maior trabalho para estacionar. Atrasando mais um pouco. E a tranqueira continua depois do Camelódromo, pois os ônibus das outras empresas continuam pela Voluntários da Pátria após o
terminal, inclusive os passageiros descem ali mesmo ao invés de descer no final da linha deles.
Não discriminando, mas como sugestão para essa situação seria melhor criarem outro acesso para centro da cidade para esses ônibus da Grande Poa. Hoje até tentei localizar no site da Prefeitura algum campo para deixar o registro, mas não encontrei. Grata pela atenção. DANIELE

************

 
PORTO ALEGRE

Não é nenhuma novidade afirmar que a nossa cidade tem poucas atrações turísticas. Um dos pontos mais agradáveis é o Morro de Santa Teresa. Só que é impossível a gente ir lá, porque se não for morto vai ser assaltado.
Aí eu pergunto: Por que a Brigada Militar não pode instalar lá um postinho, para garantir que pelo menos de dia o porto-alegrense e os turistas possam conferir a cidade? Sei lá, não deve ser uma fortuna a Prefeitura, por exemplo, em parceria com alguma empresa, fazer um postinho para garantir a visitação.  Olha, nessa semana desci no ponto final da lotação e deu medo. JOSÉ LUIZ

Retirados do Boletim do Ver. Adeli Sell, em 13/04/2009



Categorias:Opinião

Tags:

%d blogueiros gostam disto: