Comissão federal avalia hoje pedido de financiamento para Portais da Cidade

O pedido de financiamento de 100 milhões de dólares (cerca de R$ 220 milhões) para o projeto Portais da Cidade está na pauta da reunião de hoje, 24, da Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do governo federal, integrada por representações de cinco ministérios. O agente financeiro internacional é a Cooperação Andina de Fomento (CAF), e a deliberação positiva da Cofiex representa o aval para o prosseguimento das negociações entre a prefeitura e o financiador. O custo total do projeto está estimado em 210 milhões de dólares (cerca de R$ 460 milhões). Para conhecer detalhes dos Portais e sua compatibilidade com os outros projetos de mobilidade e circulação previstos para a cidade, especialmente a Linha 2 do Metrô, o representante do Ministério do Planejamento no grupo técnico da Cofiex, Carlos Curro, participou ontem, 23, de reunião na Secretaria Municipal de Gestão e Acompanhamento Estratégico (SMGAE). Integraram o encontro o titular da SMGAE, Clóvis Magalhães, o secretário de Mobilidade Urbana, Luiz Afonso Senna, os presidentes da Trensurb, Marco Arildo Cunha, e da Metroplan, Nelson Lídio Nunes, além de técnicos das três esferas de governo. Integração – As opiniões convergiram no sentido de que os projetos dos Portais e da Linha 2 do Metrô são fundamentais para a cidade e devem ser implementados de forma integrada, vinculados ao planejamento de Porto Alegre para a Copa 2014. “Reafirmo que a prefeitura quer o metrô, é parceira para sua implantação e está comprometida em realizar todas as simulações e adequações para compatibilizar o projeto da Trensurb com os Portais da Cidade”, garantiu Magalhães ao representante federal. Carlos Curro destacou a importância de vir a Porto Alegre conhecer de perto os projetos. “Está claro que todos querem soluções integradas e que os projetos têm qualidade. O importante agora é um planejamento bem feito, com as adequações necessárias, para que o governo federal tenha segurança quando for decidir sobre os investimentos”, destacou.

www.portoalegre.rs.gov.br



Categorias:Outros assuntos

2 respostas

  1. Dinheiro que depende do aval do governo federal, esquece. Mesmo que não é ele que vai pagar, aí entra a pressão de grupos locais junto ao governo que não querem que essas obras aconteçam, por motivos eleitoreiros.

    Curtir

  2. ADIADA DECISÃO SOBRE FINANCIAMENTO PARA OS PORTAIS DA CIDADE

    A Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do governo federal retirou de pauta da reunião de hoje, 24, o pedido de financiamento de 100 milhões de dólares (cerca de R$ 220 milhões) da prefeitura à Cooperação Andina de Fomento (CAF) para o projeto Portais da Cidade. A Cofiex é integrada por representantes de cinco ministérios e só volta a se reunir dentro de TRÊS OU QUATRO MESES.

    O secretário de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Clóvis Magalhães, lamentou a decisão da comissão. “Fizemos chegar ao governo federal todas as informações necessárias à tomada de decisão, por isso não entendemos o adiamento da análise do pedido de financiamento”, esclareceu.

    Magalhães explicou ainda que o aval da Cofiex é uma etapa decisiva para a continuidade das negociações entre prefeitura e o agente financeiro internacional. “A decisão de hoje retarda o processo e penaliza a cidade, que vai precisar conviver por mais tempo com problemas de circulação e poluição no centro histórico”.

    http://www.portoalegre.rs.gov.br

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: