PIXAÇÕES: Empresários unem forças para recuperar a área da Av. Bento Gonçalves

Moradores e empresários de uma das mais tradicionais avenidas de Porto Alegre, a Bento Gonçalves, no bairro Partenon, decidiram unir forças para resolver dois grandes problemas na região: as pichações e a violência. A Associação dos Empresários do Bairro Partenon assumiu o compromisso de combater os atos de vandalismo na zona, principalmente as pichações. Outra dor de cabeça da comunidade são os constantes assaltos a pedestres, que ocorrem diariamente, e os arrombamentos de estabelecimentos comerciais à noite.

O presidente da associação, João Batista Custódio Duarte, diz que a entidade é a favor da colocação de câmeras de vigilância da Secretaria de Segurança Pública. “Vamos pedir aos órgãos de segurança a colocação de mais equipamentos na via como forma de inibir a ação dos vândalos e da criminalidade”, destaca. Segundo Duarte, a associação conseguiu uma pequena vitória na luta contra as pichações com a instalação de duas câmeras nos cruzamentos da Bento Gonçalves com a rua Luiz de Camões e com a avenida Aparício Borges. “Nestes dois locais, houve uma diminuição da ação das gangues”, afirma.

De acordo com o secretário da associação, Evanir Aguiar, existem pelo menos de oito a dez grupos que agem no bairro. Segundo ele, uma das propostas que serão levadas às autoridades da segurança pública é um cadastramento das assinaturas das pichações como forma de identificar os grupos que atuam na área. Duarte defende ainda que os vândalos, ao serem flagrados pela Brigada Militar ou pela Guarda Municipal, prestem serviços como a pintura de fachadas no próprio bairro. Além disso, os empresários defendem uma maior presença da Brigada Militar no bairro com o retorno do policiamento ostensivo. “O policial a pé ou a cavalo na avenida ou nas ruas laterais inibe a ação dos criminosos”, comenta.

O titular da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança Urbana, Nereu D’Ávila, afirma que está em tratativas com a segurança pública do Estado para a colocação de policiais a paisana na região. O objetivo é identificar os vândalos. De acordo com o secretário, o Disque-Pichação já recebeu mais de mil denúncias, que resultaram em 250 detenções.

D’Ávila diz que o serviço realizado pelo município tem o apoio de agentes da EPTC e de taxistas que observam o patrimônio público – prédios, monumentos, praças e parques. “As ocorrências de vandalismo são comunicadas à central de operações da Guarda Municipal”, destaca. As denúncias sobre pichação e danos ao patrimônio público podem ser feitas pelos telefones 153 ou 0800.6460153.

O comandante do 19º Batalhão de Polícia Militar, coronel Flávio Roberto Vesule, diz que a Brigada Militar tem realizado um patrulhamento ostensivo na região com viaturas e a pé. Ele se colocou à disposição da comunidade para a discussão de projetos que busquem a segurança do bairro. 

Jornal do Comércio, 04/05/2009



Categorias:Outros assuntos

Tags:,

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: