Transportes: secretários apontam alternativas para Porto Alegre com vistas à mobilidade na Copa 2014

Secretário Clóvis Magalhães esteve emBrasília para lutar pelos Portais e Socioambiental (Ricardo Giusti / PMPA)

Secretário Clóvis Magalhães esteve em Brasília para lutar pelos Portais e Socioambiental (Ricardo Giusti / PMPA)

A mobilidade urbana, os sistemas de transsporte e sanemaneto foram itens avaliados pela Associação Brasileira de Infra-esturura e Indústrias de Base (Abdib) com vistas à preparação de Porto Alegre para ser uma das subsedes da Copa de 2014. Por isso foi importante o painel Alternativas de Transportes de Massa para Porto Alegre, promovido na última terça-feira (5/05) pela Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (Sergs) e que teve a participação dos secretários municipais do Planejamento, Márcio Bins Ely, e de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Clóvis Magalhães.

Eles detalharam os projetos previstos para a Capital levando em conta as exigências para a cidade ser uma das sedes da Copa 2014. O painel fez parte do evento Sergs Debates, que tratou do tema central Gargalos Viários de Porto Alegre e Região Metropolitana.

OBRAS VIÁRIAS IMPRESCINDÍVEIS

O secretário Bins Ely apresentou os principais problemas de transportes na cidade, destacando o impacto das 33 mil viagens diárias de ônibus ao Centro e a necessidade de examinar com mais profundidade o projeto da Linha 2 do Metrô como uma alternativa viável. Apresentou também as principais obras viárias previstas para a Copa 2014, entre elas a duplicação da Beira-Rio, Voluntários da Pátria, Rodovia do Parque e da nova travessia sobre o Guaíba.

“Em termos de transporte público, nossa bandeira é buscar a qualificação da mobilidade urbana, com equilíbrio ambiental, e promover a integração de todos os modais”, afirmou.

MOBILIDADE E OS INVESTIMENTOS: PPPs e EXTERIOR

Magalhães, por sua vez, baseou sua abordagem em trabalho da EPTC, que apresenta as prioridades em obras viárias para a Copa 2014, que terão impacto em toda a cidade. Depois, destacou o projeto Portais da Cidade, um novo sistema de circulação e transporte que visa revitalizar a região central e racionalizar a operação por ônibus em toda a Capital.

Parte dos investimentos nos Portais serão por meio de parcerias público-privadas (PPPs) e outra parcela, estimada em 100 milhões de dólares, virá de financiamento externo. “Se não houver nenhuma outra estratégia para retirar o processo de pauta, acreditamos que a operação será aprovada na próxima reunião da Comissão de Financiamentos Externos [Cofiex]”, observou Magalhães, reportando-se às dificuldades de tramitação enfrentadas pelo projeto dos Portais junto ao governo federal.

COMISSÃO FARÁ REUNIÃO PARA AVALIAR PORTAIS DA CIDADE

Os contatos do secretário de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Clóvis Magalhães, em Brasília nesta quarta-feira (6/05)foram bem sucedidos. No Ministério do Planejamento, obteve a autorização ministro Paulo Bernardo para a realização de uma reunião extraordinária nos próximos dias da Comissão de Financiamento Externos (Cofiex), a fim de avaliar o pedido de empréstimo de 100 milhões de dólares para o projeto Portais da Cidade. O secretário estava acompanhado do senador Sérgio Zambiasi e dos deputados Vieira da Cunha e Mendes Ribeiro.

FINANCIAMENTO PARA O SOCIOAMBIENTAL

Na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, Magalhães fez a entrega da documentação necessária para que o procurador-geral emita parecer considerando que o município de Porto Alegre está com suas contas em dia, o que deve ocorrer amanhã, 7. Com isso, será possível marcar a data de assinatura do contrato de financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Projeto Integrado Entrada da Cidade (Pisa).

“No caso dos Portais, o Ministério do Planejamento foi sensível aos nossos argumentos, ao mesmo tempo em que assumimos o compromisso de fazer as alterações no projeto, de forma a integrá-lo ainda mais à projetada Linha 2 do Metro”, esclareceu Magalhães.

O secretário esteve reunido também com a representante da Cooperação Andina de Fomento (CAF) no Brasil, Moira Paz-Estensoro, quando foi reafirmada a participação do organismo no financiamento dos Portais. No BID, primeiro parceiro da prefeitura no projeto, ficou acertada a efetivação de um termo de cooperação técnica com a CAF, visando a integração dos dois agentes financiadores ao projeto.

http://www.portoalegre2014.rs.gov.br/, 06/05/2009



Categorias:COPA 2014, Meios de Transporte / Trânsito

Tags:

1 resposta

  1. por Favor Secretario pede para eptc arumar a pagina na internet para reclamacao quando tento enviar a msg a pagina sai fora ja esta a mais de 15 dias assim. Favor fiscalizar, os onibus Rubem Berta Sertorio em dias uteis entre 18.00 e 19.00 horas a uma super lotacao, ta pior que transporte de animais. Pela Cairu demora masi de 1 hora a Assis Brasil, e um engavetamento de onibus. Pela Sertorio e uma lata de sardinha, Por favor facam algo para melhora. Ja reclamei para conorte nao vi nada mudar. Para eptc não consigo reclama as msg nao vai.
    obrigado

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: