Transportes: secretários apontam alternativas para Porto Alegre com vistas à mobilidade na Copa 2014

Secretário Clóvis Magalhães esteve emBrasília para lutar pelos Portais e Socioambiental (Ricardo Giusti / PMPA)

Secretário Clóvis Magalhães esteve em Brasília para lutar pelos Portais e Socioambiental (Ricardo Giusti / PMPA)

A mobilidade urbana, os sistemas de transsporte e sanemaneto foram itens avaliados pela Associação Brasileira de Infra-esturura e Indústrias de Base (Abdib) com vistas à preparação de Porto Alegre para ser uma das subsedes da Copa de 2014. Por isso foi importante o painel Alternativas de Transportes de Massa para Porto Alegre, promovido na última terça-feira (5/05) pela Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (Sergs) e que teve a participação dos secretários municipais do Planejamento, Márcio Bins Ely, e de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Clóvis Magalhães.

Eles detalharam os projetos previstos para a Capital levando em conta as exigências para a cidade ser uma das sedes da Copa 2014. O painel fez parte do evento Sergs Debates, que tratou do tema central Gargalos Viários de Porto Alegre e Região Metropolitana.

OBRAS VIÁRIAS IMPRESCINDÍVEIS

O secretário Bins Ely apresentou os principais problemas de transportes na cidade, destacando o impacto das 33 mil viagens diárias de ônibus ao Centro e a necessidade de examinar com mais profundidade o projeto da Linha 2 do Metrô como uma alternativa viável. Apresentou também as principais obras viárias previstas para a Copa 2014, entre elas a duplicação da Beira-Rio, Voluntários da Pátria, Rodovia do Parque e da nova travessia sobre o Guaíba.

“Em termos de transporte público, nossa bandeira é buscar a qualificação da mobilidade urbana, com equilíbrio ambiental, e promover a integração de todos os modais”, afirmou.

MOBILIDADE E OS INVESTIMENTOS: PPPs e EXTERIOR

Magalhães, por sua vez, baseou sua abordagem em trabalho da EPTC, que apresenta as prioridades em obras viárias para a Copa 2014, que terão impacto em toda a cidade. Depois, destacou o projeto Portais da Cidade, um novo sistema de circulação e transporte que visa revitalizar a região central e racionalizar a operação por ônibus em toda a Capital.

Parte dos investimentos nos Portais serão por meio de parcerias público-privadas (PPPs) e outra parcela, estimada em 100 milhões de dólares, virá de financiamento externo. “Se não houver nenhuma outra estratégia para retirar o processo de pauta, acreditamos que a operação será aprovada na próxima reunião da Comissão de Financiamentos Externos [Cofiex]”, observou Magalhães, reportando-se às dificuldades de tramitação enfrentadas pelo projeto dos Portais junto ao governo federal.

COMISSÃO FARÁ REUNIÃO PARA AVALIAR PORTAIS DA CIDADE

Os contatos do secretário de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Clóvis Magalhães, em Brasília nesta quarta-feira (6/05)foram bem sucedidos. No Ministério do Planejamento, obteve a autorização ministro Paulo Bernardo para a realização de uma reunião extraordinária nos próximos dias da Comissão de Financiamento Externos (Cofiex), a fim de avaliar o pedido de empréstimo de 100 milhões de dólares para o projeto Portais da Cidade. O secretário estava acompanhado do senador Sérgio Zambiasi e dos deputados Vieira da Cunha e Mendes Ribeiro.

FINANCIAMENTO PARA O SOCIOAMBIENTAL

Na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, Magalhães fez a entrega da documentação necessária para que o procurador-geral emita parecer considerando que o município de Porto Alegre está com suas contas em dia, o que deve ocorrer amanhã, 7. Com isso, será possível marcar a data de assinatura do contrato de financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Projeto Integrado Entrada da Cidade (Pisa).

“No caso dos Portais, o Ministério do Planejamento foi sensível aos nossos argumentos, ao mesmo tempo em que assumimos o compromisso de fazer as alterações no projeto, de forma a integrá-lo ainda mais à projetada Linha 2 do Metro”, esclareceu Magalhães.

O secretário esteve reunido também com a representante da Cooperação Andina de Fomento (CAF) no Brasil, Moira Paz-Estensoro, quando foi reafirmada a participação do organismo no financiamento dos Portais. No BID, primeiro parceiro da prefeitura no projeto, ficou acertada a efetivação de um termo de cooperação técnica com a CAF, visando a integração dos dois agentes financiadores ao projeto.

http://www.portoalegre2014.rs.gov.br/, 06/05/2009



Categorias:COPA 2014, Meios de Transporte / Trânsito

Tags:

1 resposta

  1. por Favor Secretario pede para eptc arumar a pagina na internet para reclamacao quando tento enviar a msg a pagina sai fora ja esta a mais de 15 dias assim. Favor fiscalizar, os onibus Rubem Berta Sertorio em dias uteis entre 18.00 e 19.00 horas a uma super lotacao, ta pior que transporte de animais. Pela Cairu demora masi de 1 hora a Assis Brasil, e um engavetamento de onibus. Pela Sertorio e uma lata de sardinha, Por favor facam algo para melhora. Ja reclamei para conorte nao vi nada mudar. Para eptc não consigo reclama as msg nao vai.
    obrigado

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: