Fogaça visita obras do Socioambiental

Foto: Maria de Lourdes Wolff / PMPA

Foto: Maria de Lourdes Wolff / PMPA

O Prefeito José Fogaça visita amanhã, 13, a partir das 16h, obras do Programa Integrado Socioambiental na zona Sul (extensão de redes de esgoto no bairro Cavalhada). A visita se inicia no canteiro de obras da rua Coronel Massot, 381. Dos 64 quilômetros previstos de redes coletoras, mais de 26 estão concluídos. Após o término das obras, serão beneficiados 295 mil habitantes.

O Programa Integrado Socioambiental (Pisa) vai ampliar a capacidade de tratamento de esgotos na Capital, de atuais 27% para 77%, cumprindo a Meta do Milênio estipulada pela Organização das Nações Unidas (ONU). A obra vai melhorar a qualidade da água e devolver a balneabilidade de boa parte do Guaíba.

Além das melhorias no sistema de abastecimento de água, estão entre os benefícios do Pisa:

– Redução de mais de 90% na densidade de coliformes lançados desde a foz do arroio Dilúvio até a praia de Ipanema e drenagem e vias urbanas
– Estação de Tratamento de Esgoto Serraria;
– 4,3 Km de interceptores e coletores construídos (terrestres e um interceptor subaquático);
– 1 casa de bombas nova;
– 1 casa de bombas reabilitada;
– 1,9 km de canalização no Arroio Cavalhada;

Também serão implementados 30 hectares de áreas de proteção ambiental e lazer. O índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) deve aumentar em 10%, e há previsão de 25% de redução no índice de doenças de veiculação hídrica nos bairros beneficiados pelo programa.

Prefeitura de Porto Alegre, 12/05/2009

____________________

É importante divulgarmos este tipo de ação que a atual administração de Porto Alegre realiza, pois, apesar de ficar embaixo da terra, “e não aparecer muito”, está entre as obras mais importantes da história de Porto Alegre, pois vai nos devolver o Guaíba, com o passar dos anos.



Categorias:Meio Ambiente

Tags:,

1 resposta

  1. Sobre isso (recolhimento e tratamento do esgoto, bem como despoluição do Guaíba) não existe ONG, entidades sociais e comunitárias que se manifestem, protestem ou que fiscalizem a sua realização, para que realmente se concretize até 2012, conforme o planejado, e não seja abandonado como o Projeto Pró-Guaíba.

    Os ambientalistas de Porto Alegre tem outras LUTAS mais importantes: contra prédios na orla, contrução ou modernização de estádios de futebol, shopping centers, revitalização de porto, teatro de orquestras…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: