PROJETOS QUE NÃO SAÍRAM DO PAPEL – PARTE 1

Estamos começando uma série de matérias hoje sobre alguns projetos que não saíram do papel em Porto Alegre, seja por problemas de aceitação do poder público, seja por falta de interessados mesmo ou até alguns por terem sido rechaçados por parte da população. Os projetos, alguns simpáticos, outros interessantes, muitos arrojados, todos eles juntos, se tivessem saído, teriam dado uma outra cara a Porto Alegre.

1. RESTAURANTE DO TERRAÇO DA USINA DO GASÔMETRO

Restaurante da Usina - Projeto dos arquitetos Dalton Bernardes, Julio Collares e Fatima Beltrão

Restaurante da Usina - Projeto dos arquitetos Dalton Bernardes, Julio Collares e Fatima Beltrão

Restaurante do terraço do Centro Cultural Usina do Gasômetro. Idealizado pelos arquitetos Dalton Bernardes, Julio Collares e Fatima Beltrão, foi vencedor de concurso nacional para ocupar o terraço, até hoje desocupado, da Usina do Gasômetro. Nunca saiu do papel !  Por quê ? Não teve interessados na sua execução ? Não teve divulgação necessária por parte da Prefeitura ? Falta de vontade política para levá-lo adiante ?

Obs.: os arquitetos Dalton Bernardes e Julio Collares são os autores do projeto do Anfiteatro Pôr-do-Sol, do Multipalco do Teatro São Pedro e do Complexo Operacional dos Correios e Telégrafos, na zona norte da cidade, dentre outros.

Amanhã, mais um projeto que não saiu do papel em Porto Alegre.



Categorias:ORLA, Revitalização do centro, TURISMO

Tags:,

3 respostas

  1. No mínimo, esse restaurante na Usina do Gasômetro não saiu do papel porque alguém (os ecochatos, é claro) alegou que ocorreria privatização de local público e pobre não teria dinheiro para frequentá-lo, portanto só beneficiando os riquinhos.

    Curtir

  2. Bem interessante mesmo. Assim a gente pode verificar qual o impacto que estes projetos teriam hoje, ver se foi correto ou equivocado não levar adiante e tentar aprender para o futuro.

    Curtir

  3. Excelente iniciativa. Gostaria muito de ver alguns projetos de nossa capital que não saíram do papel. Já que moro em Porto Alegre, capital do Ecoxiitismo e do contra, tenho que ser um pouco sádico…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: