Capital terá megaempreendimento

Rossi Residencial investe R$ 600 milhões em um conjunto de prédios residenciais e comerciais

Impulsionada pela retomada das vendas no mercado imobiliário, a construtora Rossi Residencial anunciou ontem a construção de um empreendimento com características de bairro planejado na zona leste de Porto Alegre. Serão investidos R$ 600 milhões no projeto, denominado de Central Parque, que será composto por um conjunto de condomínios residenciais e prédios comerciais que totalizarão 2.176 unidades.

A expectativa da companhia é atingir um faturamento total de R$ 1 bilhão com a venda dos imóveis que serão concluídos ao longo dos próximos oito anos. As primeiras unidades a serem erguidas devem ser entregues a partir do início de 2012. É para quando está prevista a finalização do primeiro projeto da nova área, o Rossi Business Park, um edifício com 263 conjuntos comerciais e 23 lojas na Avenida Ipiranga. Lançado em janeiro, ainda como um projeto isolado, o empreendimento já tem 70% das unidades vendidas, segundo o diretor regional da companhia, Rodrigo Moraes Martins.

O primeiro dos seis condomínios residenciais será o Rossi Parque Ibirapuera, composto por três torres e 18 casas, com entrega prevista para maio de 2012. Serão 156 apartamentos, de três a quatro dormitórios e área entre 128 m² e 198 m². Os preços, no projeto, variam entre R$ 450 mil e R$ 900 mil. O segundo deve ser lançado até o final do ano.

Martins explica que a área não será fechada, sendo livre a circulação pelas ruas. Haverá, no entanto, um sistema especial de segurança, com monitoramento nas vias e registro fotográfico dos automóveis que circulam.

Projeto é o maior em construção pela empresa

Os condomínios fechados devem privilegiar as áreas verdes, contando com parques privados e áreas de lazer. Da área total, apenas 20% devem ser ocupados com edificações. O empreendimento é o maior em construção no país pela companhia que opera em 14 Estados, segundo João Rossi Cuppoloni, presidente do conselho de administração da Rossi Residencial.

– A proposta do Central Parque é oferecer a possibilidade de ter trabalho, lazer e residência na mesma área da cidade – explica o executivo.

O novo empreendimento acompanha o momento de reação do setor imobiliário, após o susto trazido pela crise que provocou retração no mercado entre outubro e fevereiro. A retomada é puxada pelo retorno da oferta de crédito, pelo programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal e pela expansão de R$ 350 mil para R$ 500 mil no limite dos financiamentos feitos com recursos da poupança.

– Em abril, os negócios foram equivalentes a 70% de setembro, quando o mercado estava muito aquecido – avalia Cuppoloni, que, no entanto, considera ainda cedo para prever o desempenho da companhia em 2009.

No Rio Grande do Sul, o impacto da crise foi menor do que o esperado, segundo Martins, tanto que as vendas da empresa no Estado em 2009 já superam em 50% o mesmo período do ano passado:

– O trauma da crise já passou.

Além do Central Parque, focado no segmento de classe média-alta e alta, a empresa prepara para o Estado outros projetos. Esses estão dentro do plano de ampliar a atuação no segmento de imóveis abaixo de R$ 160 mil. Para os próximos 18 meses, o grupo prevê o lançamento de 6 mil unidades nessa faixa no Rio Grande do Sul. No Brasil, serão pelo menos 80 mil nos próximos três anos.

rossi1

ZH, 14/05/2009



Categorias:Outros assuntos

Tags:

8 respostas

  1. E vocês nao acham que poderia ter um projeto melhor para o local, em vez de construir torres medíciocres e, ainda por cima, baixas?

    Projetos como esse devem ser feitos em vazios urbanos. E há vários para serem preenchidos. Nao fazer um bairro privado em plena Avenida Ipiranta.

    Curtir

  2. Muller :

    Viva a Capital do Não !

    Viva a Capital da Resistência !

    Curtir

  3. O portoalegrense n sabe mesmo oq fala e oq quer, preferem um lugar com nada, sem acesso, do que poder passear ne meio de belos predios, alem de embelezar o local, traz empregos para muitas pessoas,,.. vá entender essa gente… Podem trazer o melhor empreendimento do mundo, aqui sempre terá alguem do contra, só para ser contra, na maioria das vezes só por inveja.

    Curtir

  4. ^^ ruas publicas nao significam espacos publicos!!
    a unica coisa que a populacao podera fazer eh passar de carro(ou a pe) na frente de enormes condominios..

    Curtir

  5. Não entendo o que as pessoas querem… Só haverá construção em 20% do terreno, não haverá cercas, todas as ruas internas serão abertas ao público…

    Por esse desenho original há muito verde… Toda a área terá sistema de segurança privada etc.

    Hoje não tem nada, absolutamente nada nesse lugar… O investimento é de 600 MILHÕES…

    Resumindo, não consigo achar uma única razão para alguém ser contra esse empreendimento…

    Curtir

  6. Concordo com o Filipe…..e nao vai ter nenhuma praca publica como compartida como aconteceu no Jardim Europa??

    ..Cade os ecoxxitas nessas horas?

    Curtir

  7. Isso nao vai ter um muro? Um condominio fechado em plena Ipiranga, avenida movimentada? Se fosse onde há vazios urbanos como lomba do pinheiro ou a regiao da Edgar Pires de Castro, eu apoiaria esse projeto . Mas ali, acho uma lástima.

    Curtir

  8. Lá não é Pontal: o que impediria, lá no meio do nada, ter prédios de 20 ou 30 andares ? Ou até mais.

    O prefeito de PARIS falou uma grande frase, esse ano. Há projetos de novos e ousados bairros, alguns deles com prédios altissimos, compondo um local semelhante ao Central Park, de Nova Iorque.
    O pessoal com idéias mofadas já gritaram: “Paris não pode ter prédios altos! É um sacrilégio!”

    E o prefeito falou: “Paris pode tudo. Inclusive prédios altos. Podemos ter predios baixos, altos, não interessa: o interessa é que sejam belos.”

    É, os portoalegrenses devem achar Paris e os franceses muito atrasados.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: