PINTA PORTO ALEGRE

O arco-íris encanta uma criança, deixa embasbacado um adulto com sensibilidade. As cores não surgiram do nada, teve o dedo de alguém, antes disto a cabeça. Se o tempo desgasta as cores, desbota, torna algo vivo cinza, sujo, feio. A estética existe. O belo é uma verdade. A feiúra também existe. E ninguém gosta dela.
Uma cidade sem cor é como um alimento sem sabor.
Porto Alegre vive um misto de contradição, pois já foi chamada de cidade sorriso, da alegria, das cores, mas anda bem desbotada nos últimos tempos. O que contradita com o verde de suas árvores e a tonalidade das águas do Guaíba, hoje turvas, mas que briga para voltar a ser azul, com os  projetos de despoluição.
Porto Alegre anda gris nas aparências exteriores e onubilado  no seu âmago. Precisa, portanto, mudar…
        E mudará se houver vontade política dos governantes, se houver ousadia de todos nós, a começar pela iniciativa privada.
        Mudará, porque é preciso mudar. Como está não pode ficar.
        Proponho que pintemos nossa cidade de ponta a ponta. Que o governo do Estado amplie o prazo de pagamento de ICMS, possibilitando que as empresas deem mais  prazo de pagamento para os consumidores. Que a Prefeitura dê um pequeno desconto no IPTU do ano seguinte, pois com a venda de tintas haverá mais retorno de ICMS para nós; com a prestação de serviços, haverá incremento do ISS.
        Assim, podemos ter uma cidade viva, bonita, com cores, limpa.
        O povo de Porto Alegre merece, os visitantes também.
        Viva Porto Alegre.
        Pinta Porto Alegre!

Adeli Sell, Vereador de Porto Alegre

A cidade não pode continuar assim:


Foto: Gilberto Simon



Categorias:Revitalização do centro

Tags:

1 resposta

  1. VIVA ADELI SELL. TOTALMENTE DE APOIO.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: