Capital ganha acesso ao Guaiba em bairro nobre!

O espaço para curtir a orla é no bairro Assunção, um dos mais nobres de Porto Alegre

Nova orla do bairro Assunção

Nova orla do bairro Assunção

A Zona Sul, pela sua posição, é privilegiada com as belas imagens que o Guaíba proporciona. O pôr do sol encanta não somente a moradores da região, mas também a pessoas que vem de fora para contemplar a paisagem. No bairro Assunção, na pequena faixa que temos para observá-lo, sem prédios, casas ou algo que obstrua a visão, há poucos bancos, também em mau estado de conservação.

A solução encontrada por muitos é sentar no chão, que também está com a grama alta.

Então, pergunto ao morador da região:

Vale a pena observar essa bela paisagem de qualquer jeito? O bairro não merece estrutura melhor?

___________________________

Essa matéria é do Blog ZH Zona Sul

A seguir, algumas opiniões do mesmo blog:

                            Nome: Apolônio
Cidade: Porto Alegre
Estado: RS
Data: Terça-feira, 09/06/2009 às 17h54min

O Timbuka era um lixão invasor que estragava a vista do local. Quem mora na Chavantes hoje tem um fim de tarde dos mais belos do mundo quando antes tinha de se deparar com aquele monstrengo. O que a prefeitura deveria fazer é aproveitar o resto da fundação que ficou no lugar e fazer um pier de observação, com bancos, jardinação e luminárias. Ficaria lindo.

Nome: alexandre
Cidade: poa
Estado: RS
Data: Segunda-feira, 08/06/2009 às 11h25min

TODOS DEVIAM TER ACESSO AO RIO EM TODA A SUA EXTENSÃO, DEVIAM RETIRAR TODAS AS MORADIAS E CLUBES DA BEIRA DO RIO. SE NÃO SAEM OS GRANDES TAMBÉM NÃO DEVEM SAIR OS PEQUENOS, E ASSIM VAMOS ESPIANDO O RIO PELAS FRESTAS.

                                

Nome: JP
Cidade: POA
Estado: RS
Data: Segunda-feira, 08/06/2009 às 11h23min

Se aparecer um Bar lá vai ser muita sacanagem! Arrancaram o Timbuca de lá por estar em local inapropriado. Era um bar que tinha história, fazia parte da zona sul! Quando ele existia, sábados e domingos havia sempre muita gente ali, tomando chimarrão a volta, tinha maconheiro, tinha! Tinha bebum? Tinha! Mas como tem em todos os lugares! Adorava (e adoro) passear por ali! Tem que mexer, tem! Mas cuidando para ninguém “tomar conta”! Hoje pelo menos eu posso sentar no chão e ver a paisagem!

 

                                

Nome: Gustavo
Cidade: Porto Alegre
Estado: RS
Data: Segunda-feira, 08/06/2009 às 11h02min

É preciso investir em urbanização com certeza! Ao menos fazer algo parecido com o Ipanema, um calçadão decente, bancos, passeio público e área de estacionamento. Além disso, deve ser estendido até a proximidade do clube Veleiros, retirando as moradias irregulares que há pelo caminho. é um ambiente único, que deve ser desfrutado por todos, sem que fique abandonado ou escondido.

                                

Nome: Ana
Cidade: Porto alegre
Estado: RS
Data: Segunda-feira, 08/06/2009 às 11h00min

Para ter bar “bagaceiro” e juntador de maconheiro como o que tinha no local,melhor não ter nada!!Por quê não pensar em um café charmoso(como o local merece)com arquitetura e paisagismo condizentes com a beleza da natureza?Ah,cadeiras de madeira (abaixo às cadeiras de plástico)!Sejamos exigentes,parando de se contentar com “qualquer coisa”!!!

                                

Nome: Luciano
Cidade: Poa
Estado: RS
Data: Segunda-feira, 08/06/2009 às 10h39min

De fato, destruiram o bar que havia nesse local para deixar apenas ruinas. Acho que o mínimo que a prefeitura poderia fazer é urbanizar decentemente o local, que é um dos pontos mais belos de Porto Alegre. É por essas e por outras que não podemos reclamar quando nos chamam de terceiro mundo. É exatamente isso que porto alegre é hoje em dia, e sem nenhuma perspectiva de mudança.

                                

Nome: Vanessa
Cidade: Porto Alegre
Estado: RS
Data: Segunda-feira, 08/06/2009 às 09h22min

Evidentemente!!! Os recantos estão todos abandonados, sem passeio, ciclovia, infraestrutura. Com tantos arquitetos e paisagistas na cidade, e na prefeitura, é inacreditável que não tratem a orla com o devido respeito. Oneram o valor dos imóveis em função do guaíba, mas não cuidam da orla. Depois, só pensam em construir arranha-céus no lugar, o que em qualquer outra Capital do mundo (inclusive Florianópolis) fazem áreas de esporte e contemplação, ABERTAS E DE ACESSO PÚBLICO.

                                

Nome: Marcel Jacques
Cidade: Porto Alegre
Estado: RS
Data: Segunda-feira, 08/06/2009 às 09h19min

É lamentável que uma capital como Porto Alegre não possua um local adequado para lazer junto a um de seus principais cartões postais. Por isso se reclama tanto de Porto Alegre não ser uma capital turistica. Olhamos para Florianópolis, Rio de Janeiro, Vitória-ES… entre outras, todas com lindas áreas de lazer para passeio ou deslumbrar suas belezas naturais, porque aqui não? A nossa orla poderia se tornar em vez de moradia para sem tetos um local lindissimo, com bares e decks, quem sabe um dia.

                                

Nome: jader martins
Cidade: Porto Alegre
Estado: RS
Data: Segunda-feira, 08/06/2009 às 08h40min

MORGANA. vem ai a COPA…pode ser q o Sr.Prefeito mande capinar e colocar uns banquinhos para a gauchada da nossa querida Zona Sul…a mais bela de P.Alegre sem duvida, pelo verde e pelo Guaiba.



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

3 respostas

  1. Com essa paisagem a estrutura poderia ser muito melhor! Um calçadão na orla, iluminação, bancos, uma praça mais cuidada,… A assunção merece mais! Um bairro tão nobre com praças que poderiam ser melhor proveitadas e uma orla que com uma estrutura parecida com a orla de ipanema ficaria mais bonita e agradável! Agora vai ocorrera a eleição para Conselheiro do Plano Diretor! Eu acredito que a orla possa melhorar eu votarei no Rogério Portanova Leal, Obrigada.

    Curtir

  2. Que coisa horrível !

    Curtir

  3. Vamos fazer como o pessoal que curte a orla do Gasômetro: os portoalegrenses vão lá com seu chimarrão e acham tudo lindo e maravilhoso!

    Peguem suas cuias de e vamos curtir o domingo na orla da Assunção!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: