Portais da Cidade apresentado em Comissão do Legislativo

O projeto Portais da Cidade foi apresentado hoje, 16, na Comissão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (PDDUA) da Câmara Municipal e passará a integrar o relatório da subcomissão que trata do tema Desenvolvimento Urbano – Estratégias e Modelo Espacial.

Na apresentação, o secretário de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Clóvis Magalhães, destacou a autorização da Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do governo federal para que a prefeitura capte 100 milhões de dólares junto à Cooperação Andina de Fomento (CAF) para a execução do projeto. O custo total para implantação dos Portais é de 210 milhões de dólares, sendo 110 milhões de dólares de investimentos da iniciativa privada e parte de recursos municipais.

Magalhães revelou que o projeto não implica em mudanças no Plano Diretor e representa  consolidação e avanço em relação a estudos e experiências anteriores sobre transporte público. Entre eles, ressaltou os corredores de ônibus já implantados, que facilitarão a implantação do projeto. “Os Portais também contribuirão para a revitalização do Centro Histórico, hoje impactado por 33 mil viagens diárias de ônibus, que causam poluição e transformam avenidas como a Salgado Filho em verdadeiras rodoviárias a céu aberto. A previsão é de haverá uma redução de 30% a 45% nessas viagens, sem prejuízo para o deslocamento dos usuários”, observou o secretário.

O vereador Mauro Zacher, que coordenou a sessão, afirmou que o relatório que está produzindo será enriquecido agora com os dados sobre o projeto. A sessão teve a presença de representantes de universidades, do Fórum de Entidades, da Metroplan, Sinduscon e Associação dos Moradores do Centro.

Os Portais da Cidade

O projeto prevê um novo sistema de circulação e transporte para Porto Alegre. Os ônibus procedentes dos bairros e da região metropolitana chegarão nos Portais, onde os passageiros farão uma transferência integrada para veículos mais modernos, mais rápidos, mais seguros e menos poluentes. Esses ônibus farão a conexão entre os portais e outros 18 terminais na região central, por meio de uma linha exclusiva.

É um dos projetos especiais visando à preparação da Capital para a Copa de 2014 e está integrado ao programa estratégico Transforma Porto Alegre.

Obras

Entre as obras previstas estão a construção de quatro grandes Portais, que contarão com operações comerciais e de serviços, para garantir a sustentabilidade: – Cairú (confluência com a avenida Farrapos),
– Princesa Isabel (Azenha),
– Confluência da avenida Protásio Alves com Terceira Perimetral
– Zona Sul (proximidades do estádio Beira-Rio).

O Camelódromo estará integrado à operação, funcionando como um portal de controle do sistema. Outra ação prevista é uma nova alça no viaduto da Conceição, à esquerda, em direção ao Centro, para eliminar os conflitos do chamado “X” da rodoviária.

Linha 2 da Trensurb

Para compatibilizar o projeto com a Linha 2 do Trensurb, foi descartado o túnel na Esquina Democrática, uma vez que está previsto para o local um túnel do futuro Metrô. Isso significa também que o projeto dos Portais será compatibilizado com a Linha 2 do Metrô.

Próximos passos

O projeto ainda será apreciado pelo Senado Federal. A estimativa é de que em seis meses a prefeitura tenha condições de assinar o contrato de financiamento com a Cooperação Andina de Fomento (CAF). A partir de então, poderão ser lançados os editais referentes à execução das obras, com prazo de conclusão de todo o projeto em até três anos.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:COPA 2014, Metro Linha 2, portais da cidade

Tags:,

%d blogueiros gostam disto: