Edifício do centro moderniza sua fachada

Uma iniciativa que deveria ser copiada e difundida: um prédio comercial do centro, daqueles antigos da década de 1970, prepara uma mudança visual em sua fachada. O resultado final parece que ficará interessante. Este tipo de medida deveria ser estimulada pelo poder público. A cidade ficaria com outro visual e muito mais bonita.

Veja as fotos:

Fotos: Gilberto Simon

Fotos: Gilberto Simon



Categorias:Revitalização do centro

Tags:, ,

5 respostas

  1. Triste isso. A sociedade atual não sabe discernir um prédio antigo, com preocupações plásticas arquitetônicas e soluções da época, de um “paredão genérico” mal projetado.
    Assim como nunca soube discernir um casebre precário de uma casa colonial interessante.

    Vamos considerar que o prédio seja mesmo ‘feio’.
    Maquiar ele é a solução?

    É isso que sempre se fez e que tantos criticam hoje.
    Maquiar o colonial de eclético, remover os elementos ecléticos e colocar janelas modernas, etc.
    Porque isso tudo já pareceu “feio”, “velho” em determinadas épocas.

    Hoje planificam uma fachada modernista simples, mas honesta, fixando esse pano de vidro liso na frente, num surto de falta de criatividade e de tentativa de fazer parecer “novo” o que não é.
    Como se tudo precisasse ser “novo”, e como se ser contemporâneo fosse questão de refletir o céu com um pano de vidro!!

    Pra deixar a cidade contemporânea, são necessárias soluções contemporâneas DE VERDADE.

    Planejamento urbano adequado, NOVOS prédios, sustentáveis e com materiais e linguagem atual, respondendo às necessidades atuais.

    Não um simulacro de contemporaneidade simplesmente “colada” em cima de um prédio antigo.

    Aliás, vidro revestindo o peitoril de alvenaria é no mínimo bizarro!
    Uma reforma séria pelo menos derrubaria todas as paredes dos vãos (se é pra reformar, então que seja).
    Se é pra ser uma torre de vidro, que construam uma fachada livre. Do contrário, é uma casca de vidro inútil, o espaço percebido por dentro não vai se alterar em nada (e arquitetura não é só fachada).

    Curtir

  2. Daqui a pouco aparece a Agapan, Bento Moesch ou Porto Alegre Resiste , para prostestarem contra a “descaracterização” do centro, ou pedir algum estudo de impacto.
    _________________________________

    Parabéns a quem teve essa iniciativa !

    Que contamine à todos no Centro, na Azenha, Cidade Baixa, e em toda a cidade, cujos predios que SE ENCHERGAM são TODOS feios e decadentes (os predios bonitos são mais novos e baixos demais, não são vistos na paisagem).

    Curtir

  3. Percebi que o prédio que se observa da rodoviária, aquele que tem um outdoor da TIM, entre a Júlio de Castilhos e a Mauá, também estão reformando.

    Curtir

  4. Que prédio é esse? Deve ficar mto bom qdo terminar. A prefeitura deveria dar um incentivo fiscal para prédios do centro que reformassem suas fachadas. E, urgentemente, fazer uma força-tarefa para melhorar o calçamento das ruas centrais da cidade. Poderiam até padronizar o calçamento no Centro Histórico (como forma de dar identidade ao bairro, junto com um mobiliário urbano próprio pra região). Eu sou um que entro na Andradas e tropeço….hehehe… mas é sério… Mais uma vez digo: nosso centro tem MUITO potencial.

    Curtir

  5. Iniciativas como essa deveriam ser difundidas por todo o Centro da cidade. Outro prédio que deveria ter sua fachada revitalizada é aquele mais alto de POA, que não estou me lembrando do nome. Olhar para aquele prédio é o quadro da dor.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: