Cais Mauá aumentará fatia gaúcha de eventos para 23% do bolo nacional

Assim que o prefeito José Fogaça sancionar o Projeto Cais Mauá, o Puerto Madero de Porto Alegre, a Sedai (governo estadual) abrirá uma licitação internacional para empreendedores privados que querem investir na área que vai da Usina do Gasômetro até a Rodoviária. São 3,3 kms. O projeto de Fogaça estabelece apenas o Plano Diretor.

cais

A prefeitura e o governo estadual imaginam que serão mobilizados ali,  alguma coisa como R$ 500 milhões, gerando 10 mil empregos diretos e 20 mil indiretos.

Na área do cais atual, sairão centros de convenções, restaurantes, bares, casas noturnas, livrarias, pequenos shoppings e pelo menos dois apart-hotéis ou hotéis. Os estudos do grupo técnico imaginam que a vivificação da área e da zona central por extensão, atrairá eventos de grande porte para Porto Alegre. O RS, que já responde por 16% de todos os eventos de grande porte realizados no Brasil, poderá avançar até 23%.

Se tudo correr bem na audiência pública marcada pela Câmara para o dia 24, o projeto será aprovado até o final de outubro. Neste caso, o Cais Mauá será entregue ao público a tempo de pegar a Copa 2014.  

Políbio Braga

_______________________________

E tem gente que não enxerga isso !



Categorias:Economia da cidade, Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:,

%d blogueiros gostam disto: