Finalmente Demhab iniciará a transferência da Vila Dique

Loteamento terá 1.476 casas, escola, comércio, creche e posto de saúde. Foto: Luciano Lanes / PMPA

Loteamento terá 1.476 casas, escola, comércio, creche e posto de saúde. Foto: Luciano Lanes / PMPA

O Departamento Municipal de Habitação (Demhab) iniciará o reassentamento das primeiras 48 famílias da Vila Dique para o loteamento da avenida Bernardino Silveira Amorim, 1915, bairro Rubem Berta, na quinta-feira, 15, a partir das 8h30.  A transferência da Vila é necessária para permitir que a pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho seja ampliada. Em caso de chuva, a transferência será feita no dia seguinte.

Localizado em uma área de 21 hectares, o loteamento terá 1.476 unidades habitacionais, 103 unidades comerciais, escola e creche municipais, posto de saúde, unidade de triagem de resíduos recicláveis, centro comunitário, praça e área de preservação ambiental. As casas, sobrados e apartamentos com cerca de 40 metros quadrados terão sala, cozinha, banheiro e dois dormitórios, sendo que 20 delas serão adaptadas para pessoas com deficiência.

Aproximadamente cinco mil pessoas passarão a viver em um local com infraestrutura básica como redes de água, esgotos, energia elétrica, ruas pavimentadas, além dos equipamentos comunitários à disposição. “Aqui está nascendo uma nova cidade, em que seus moradores terão um endereço certo e serviços essenciais adequados para um recomeço de vida em melhores condições do que viviam”, afirmou o diretor-geral do Demhab, Humberto Goulart.

Para facilitar o processo de mudança, o Demhab fez parceria com a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), em que equipes foram nas casas das famílias para cadastrá-las. Esse procedimento permite agilidade para os moradores fazerem o pedido de ligação de luz nas novas casas.

Trabalho social

Além da construção das unidades, os moradores também recebem atendimento social e aulas de educação ambiental, a fim de prepará-los para a nova realidade. O Departamento também oferece cursos e oficinas para que os moradores tenham outras possibilidades de geração de renda. Em agosto, 45 pessoas concluíram os cursos de auxiliar administrativo, informática básica, corte e cabelo- pedicuro – manicure (em média 15 alunos por curso). No dia 6, 14 outros moradores encerraram o curso de padeiro e já se inscreveram para fazer o de cozinheiro, que começa na segunda quinzena deste mês.

Investimento

O custo da obra de remoção da Vila Dique é cerca de R$ 56,5 milhões, sendo que R$ 33,5 milhões (59,28%) são oriundos do governo federal via Caixa, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os outros R$ 23,02 milhões (47,72%) são do município. A obra está sendo realizada pela empresa Dan Herbert S/A Consultoria e Incorporadora, e a conclusão deverá ocorrer na metade de 2010.

Prefeitura PMPA



Categorias:Economia da cidade, Outros assuntos

Tags:,

%d blogueiros gostam disto: