Pólo Naval pode ganhar nova plataforma na semana que vem

Vem aí uma nova (terceira)  plataforma oceânica da Petrobrás para finalizar no Pólo Naval de Rio Grande. É empreendimento de R$ 1,5 bilhão, valor igual ao investido na duplicação da GM.

O anúncio sairá nos próximos 10 dias.

Além da P-53, entregue no ano passado, Rio Grande já trabalha na P67, cujo casco começou a ser fabricado em Suape, Recife.

Governo vacila no caso do Pólo Naval

O Pólo Naval de Rio Grande já merece da parte do governo estadual um Grupo Executivo mais coxudo.

Afinal de contas, só a Petrobrás já possui um portfólio de oito novas plataformas a distribuir, sem contar as outras 19 que estão na lista.

O RS é forte candidato a atrair boa parte dos novos contratos.

Políbio Braga soube nesta segunda-feira que deste lote inicial de oito novos cascos, o Pólo Naval poderá ficar com quatro, o que somaria valores parecidos com US$ 6 bilhões – ou seis GMs.

Polibio Braga



Categorias:Economia Estadual

Tags:,

%d blogueiros gostam disto: