Há democracia e participação popular real em Porto Alegre nas grandes decisões ???

Vendo esse blog e a quantidade de pessoas interessadas no assunto e que querem, de alguma forma, contribuir com os projetos para Porto Alegre, como os Portais da Cidade, me pergunto porque a prefeitura não desenvolve um meio de ouvir as pessoas e suas ideias quanto aos projetos?

Porto Alegre se orgulha tanto de ser um ‘exemplo em democracia’ com o orçamento participativo e referendos (ok, n vamos aki entrar no detalhe se funcionam ou n) poderia muito bem montar um site e receber opiniões da população e de técnicos no assunto.

Isso aconteceu com o Metrô de Curitiba. Pelo site oficial do projeto a prefeitura recebeu inúmeras ideias para melhorar o metrô. Por aqui esses projetos são sempre tratados como secredo de justiça. Montaram um site para os Postais da Cidade mas nunca é atualizado. Sabemos que o projeto já passou por mudanças, como a retirada do túnel na Borges, mas nada é mostrado. Somente depois que a obra está concluída a população fica sabendo e aí não adianta mais nada. Os erros que para nós são gritantes, para alguns projetistas passaram alheios. Isso sim seria uma forma democrática de projetar a cidade. Em pleno século XXI a Internet está aí esperando que a usem.

Jonathas Costa

Porto Alegre



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito, Metro Linha 2, portais da cidade

2 respostas

  1. Georgeano, eu acho que falta é transparência ao modo como os projetos são desenvolvidos. Não precisaria assim, de um fórum aberto e direto, mas que o projeto fosse sendo mostrado mais seguidamente, para suscitar críticas e sugestões.

    No caso específico dos Portais, a ideia de eliminar o túnel da Borges é temerária, pois isso indicaria, de duas coisas, uma:

    1) que desistiram de uma estação na Esquina Democrática – estação essa que seria a maior do sistema, e que seria fundamental para todos os passageiros destinados ao lado Oeste do centro
    2) que vão fazer esse trecho na superfície mesmo – ideia estapafúrdia, visto a densidade de pedestres existente na região.

    Disseram que o túnel foi descartado pois dificultaria a construção do metrô subterrâneo no futuro. Ora, se estamos rasgando terra, causando um megatranstorno, porque já não cavamos um túnel de profundidade maior, de forma que o “andar inferior” dele sirva de espera para a tão sonhada linha de metrô?

    Pode parecer engenhoso demais, mas me parece melhor do que fazer um sistema de transporte que não vai atender uma avenida tão crucial como a Borges, deixando toda uma região do Centro longe do Sistema.

    Mas enfim, não temos como criticar nem elogiar, pois nenhuma nova iteração do projeto é apresentada. O projeto é uma caixa preta, a qual só vamos ter acesso depois de construído. Além disso, até agora ele só foi mostrado como uma coisa monolítica, que não prevê os aspectos das etapas de operação durante a construção, e tampouco menciona possibilidades de expansão no futuro.

    Curtir

  2. Tenho medo de mais “participação pupular” e assembleísmo em PortoAlegre. Mais gente com ideologismos, mais gente com provinciana e com conhecimento nenhum vai querer se meter no planejamento estratégico da cidade e assuntos tecnicos, como no desastre do Pontal.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: