Surgem os grupos que querem PROIBIR o Cais Mauá

.

“Querem mudar seu regime urbanístico para permitir a construção de espigões com até 100m de altura, demolir galpões que não são tombados, construir mais um Shopping Center, bem ao lado do Gasômetro e ainda criar cerca de 5.000 vagas de estacionamento no porto. Claro que também querem residências lá… afinal esse é o filé mignon da construção civil.  A desculpa para isso é a criação de  lojas, bares, restaurantes disponíveis para o povo. Mas nem se fala em usarem os galpões e prédios majoritariamente para uso CULTURAL, que é o que o povo quer e precisa. Pois isso não dá lucro para os que querem sempre privatizar os espaços públicos.

Nós temos posição:  NÃO  AOS  ESPIGÕES  NO CAIS MAUÁ !

O Cais tem que ser recuperado e preservado para usufruto Público e acesso universal, com espaços culturais, lazer e gastronomia a toda população.”

Fonte: http://poavive.wordpress.com/

.



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , , , , , ,

8 respostas

  1. Não se preocupe amigo, pois nesse dois locais já devem estar pre-destinados a consumidores de crack e traficantes.
    Eu já postei comentário sobre o Pontal do Estaleiro, temos a mais bela paisagem da orla, alí deveria ser destinado
    a emprendimentos para a população de Porto Alegre e visando sempre o embelezamento da cidade, até visando pontos turísticos para 2014, pois esta cidade ficará tomada por turistas, e nada melhor que nós termos um lugar para saborearmos uns frutos do mar e ao mesmo tempo ter aos nossos olhos, as belas paisagens do Guaiba, é claro, sempre
    cuidando o meio ambiente.

    Curtir

  2. Isso é corrupção pura, é obvio que essas pessoas recebem propina politica para revindicarem o atraso.
    O Brasil ja esta farto de corruptos.

    Curtir

  3. Perda de tempo. Com fanatico nao se discute. Quem tem pensamento dogmatico, reativo e fechado a novas ideias , tende a ser cada vez mais reativo contra atacado.

    Mas a boa notícia é: Porto Alegre está mudando. sim.

    Curtir

  4. Pessoal do blog, publiquei este comentário no site http://poavive.wordpress.com/

    Se alguém quiser continuar o debate naquele site, estou postando aqui o meu comentário sobre o que POA RESISTE falou:

    Poa resiste,

    então se desejas debater, vamos focar no assunto. Quando digo ser manipulação política ser contra os espigões ou a privatização, não estou querendo falar das questões ideológicas ou políticas. Estou falando apenas em usar este argumento para não sair prédios mais altos no centro, ou fazer o uso residencial destas áreas.

    Em outras questões, sim, sou completamente contra a privatização. Também sou contra muitas atitudes do governo atual. Porém, não vou entrar nessa discussão nos assuntos de urbanização da orla, pois vais sair do foco.

    Ao fazer um projeto arquitetônico deve-se levar em consideração o poder aquisitivo do público que se deseja acessar. Não adianta fazer o melhor projeto e tentar cobrar barato, pois isto vai gerar prejuízo para a empresa.

    Entretanto, quando vocês falam de a Orla ser vendida para os “poderosos”, sim, são incorporadoras muito grandes e fortes. Então, se vão fazer um shopping, isto não é problema. O problema é esse shopping ser segregador, com um design tosto, fora do contexto.

    O problema do projeto do Pontal era o povo não ter discutido sobre ele, procurar ver se seria algo exclusor, cheio de concreto e muros. Poderia-se exigir da incorporadora revitalizar a área, fazer uma praça maior, platar muitas árvores. Isto é que poderia ser a exigência sobre as empresas que desejam fazer negócios na Orla.

    Mas as pessoas simplesmente votarm Não. O que aconteceu? O local continua lá parado, sem nada. É isto que sou contra.

    Existem sim incorporadoras que não pensam sobre os projetos com a intenção de melhorar a vida das pessoas. Pensam somente no lucro. Colocam arquitetos que não conhecem o bairro, que nunca morariam no local. Não existe consulta da população. Simplesmente vão lá e constroem. E isto sou contra, pois um shopping, por exemplo, ao lado do Gasômetro deve algo que esteja unido a idéia, ao bairro, as pessoas da região.

    Outro caso é dos condomínios fechados. O que fazer? A segurança está um caos. Devemos sim exigir do governo soluções. Mas enquanto isso, o que fazer? Vou morar num local sem muros, sem defesa? Você faria isto? Bom, muitas pessoas não pensam assim. Por isto que entendo as incorporadoras que fazem condomínios fechados. Se forem abertos, possivelmente não venda. Entretanto, eu não gosto de condomínios ou bairros fechados. Eles isolam as pessoas, dividem, favorecem ao altismo comunitário. Então por que as incorporadoras não fazem um bairro aberto, colocam segurança nas ruas, mas sem muros eletizadores? Nesses casos é que sou contra. Fazer condomínios eletizadores, segregadores.

    Então Poa Resiste, é nesses assuntos que desejo discutir. É a questão do urbanismo mais comunitário e participativo. Mas focando em soluções. Em conseguir fazer com que a Orla seja usada de maneira correta, ecológica, cultural, mas prática. Pois essa discussão está a décadas, e até o momento não se chegou a nenhum lugar. A Orla continua abandonada, este é o fato.

    Curtir

  5. Eduardo, matou a PAU!!! Escreveste oq eu sempre tive vontade mas nunca achei as as palavras certas. Deveriam fazer folhetos e largar por toda cidade para o povo de PoA de uma vez por todas aprender quem sao
    esses idiotas….

    Curtir

  6. PUBLIQUEI NO SITE DELES..

    Continuam com esse mesmo papo medíocre e provinciano.
    Sinto muito, mas Poa está cansada do retrocesso e da mente pequena e bitolada de vocês.

    Caiam na real, vocês são uma minoria idiotizada, cada vez mais odiada por crescente parte do povo dessa cidade.

    Vocês tem um largo histórico: No passado mandaram a Ford embora….mandaram o Pontal do Estaleiro fora (bom mesmo é orla cheia de lixos, escombros, ratos e bandidos né), tentaram derrubas os belíssimos projetos da dupla Grenal, e agora querem lutar contra a vontade de todo um estado em recuperar o Cais.

    Eu não posso negar que vocês despertam os meus instintos mais primitivos.

    Por culpa de pessoas como vocês, Poa ficou tanto tempo a mercê de vagabundos, sendo uma cidade decadente e atrasada (até emplacaram carroças, vocês fizeram), com um centro abandonada a deus-dará, com camelôs por todos os lados.

    Bom, Porto Alegre mudou, está mudando.

    Preparem-se para uma cidade C-O-S-M-O-P-O-L-I-T-A, com belos edifiícios ALTOS, com belos mobiliários urbanos, e a orla com USO REAL DA POPULAÇÃO, com bares, cafés, hotéis, residenciais, como a cidade TEM DIREITO.

    Vocês querem a orla para quê? Pra fumar maconha? Pra serem assaltados? Ou pra vêr aquele lixo que se apresenta?

    Vem aí o Fórum Social Mundial..que vocês tanto veneram. A cidade de Poa pegou nojo desse evento que clama pelo arcaico, pela política cega e xiita (como vocês, ecoxiitas, ecoabobados, ecoretardados, ou como bem entenderem).

    Nesse fórum inútil, quando forem receber turistas sei lá da onde, apresentem a orla, e se envergonhem do lixo que vocês mesmos estão promovendo.

    Quando qualquer um de vocês, for ver o “Pôr-do-Sol” do LAGO Guaíba, e forem assaltados (se não forem mortos), eu juro que vou rir aqui.

    Quero vêr se vocês tem CORAGEM para publicar esse meu comentário..

    ou se vão fugir, se enconder atrás de grupos de baderneiros, como sempre fizeram…

    fico com a 2ª opção…não tem homem nessa comunidade com capacidade de rebater o que eu disse.

    cambada de covardes desocupados..

    Curtir

  7. Maravilhoso comentário Gabriel ! Por que algumas pessoas são tão esclarecidas e outras não ? Sugiro que escrevamos para os jornais de grande circulação do estado, a nossa voz tem que aparecer. Pessoal, comentem aqui.

    Curtir

  8. A intenção de defender a orla do guaiba, as areas culturais, evitando a total privatização das áreas públicas é muito boa e positiva.

    Entretanto, quando se fala em ser contra os espigões ocorre é a manipulação das informações, possivelmente, com interesses partidários, algo bastante característico dos portoalegrenses bairristas, tradicionalistas e atrasados.

    Vamos ser realistas:
    1. O poder público não vai investir na revitalização da orla do guaiba tão cedo. Pelo menos não nas próximas décadas. É importante exigir? Sim, mas com os pés na rocha, sendo realistas.
    2. A iniciativa privada está interessada em lucrar com a privatização das áreas públicas? Claro, isso é óbvio. Quem vais investir milhões se não tiver certeza do lucro?
    3. O lucro é algo ruim? Deve ser para aqueles que não sabem lidar com o dinheiro, que acham que lucro é pecado, que o lucro é exploração. São idéias criadas por aqueles que desejam manipular o povo ignorante.

    Então como privatizar sem prejudicar os interesses da população? Simples, jogando as regras do capitalismo.

    Em vez se serem contra os espigões, exijam das incorporadoras áreas de lazer abertas ao público, livre de muros, onde todos tenham acesso. Podem ser praças, parques, calçadões com boa iluminação, fontes e espaços para bares e restaurantes.

    Qual o problema de um shopping ao lado do Gasômetro? Em vez de serem contra, exijam que o projeto fique bom, com um design mais artistico, integrado à paisagem, que o público sinta-se bem.

    Repito: é manipulação política ser contra os espigões, ser contra a privatização. Sim, defendam a Orla do Guaiba, isto é importantíssimo. Mas defendam com inteligência. O foco não deve ser contra os “espigões”, mas contra os projetos mal formulados, segregadores da população.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: