Pelas Ruas: reunião discute o abandono do Sítio do Laçador

O que era para ser um novo ponto turístico virou dor de cabeça para os tradicionalistas

Grupo constatou os problemas em vários pontos do Sítio do Laçador - Ronaldo Bernardi

Em março de 2007, o Laçador, um dos maiores símbolos do Rio Grande do Sul mudou de lugar. Desde 1958 junto à entrada de Porto Alegre, a estátua foi deslocada para a frente do antigo terminal do Aeroporto Salgado Filho. Mas o que era para ser um novo ponto turístico virou dor de cabeça para os tradicionalistas.
A principal crítica é o abandono da área que abriga a estátua. Para tentar resolver o impasse, uma reunião foi marcada no palco da discussão. Estiveram presentes junto ao Sítio do Laçador nesta quinta-feira o presidente da Câmara de Porto Alegre, Nelcir Tessaro, tradicionalistas e o vereador Bernardino Vendruscolo, autor de um projeto na Câmara de Porto Alegre que prevê a revitalização da área.
O grupo comprovou os problemas. O difícil acesso à estátua dificulta a interação com a população. Além disso, a troca do laço do monumento no ano passado deixou o braço do Laçador frágil. A grama alta e a sujeira completam o cenário.
De acordo com Tessaro, um relatório será enviado ainda hoje para as secretarias competentes com as reformas necessárias.
— Vamos propor a criação de uma plataforma para que a população possa tirar fotos com a estátua. Também queremos manter a grama cortada e o ambiente limpo — afirma.
Na placa de mármore que carrega informações sobre o monumento, há erros de grafia. No texto, em vez de Rosa dos Ventos, está escrito Roda dos Ventos.
ZH


Categorias:Outros assuntos, TURISMO

Tags:, , ,

%d blogueiros gostam disto: