Governo do Estado deve viabilizar cessão de direito para construção do Oceanário Sul em Esteio

Após aprovação, Esteio estudará melhor alternativa para concretizar o empreendimento

Pascal Coutant e Philippe Delacaze, presidente e diretor de desenvolvimento do grupo francês Coutant de La Rochelle – empresa responsável pela concepção, realização e gestão de mais de 8 mil grandes aquários em todo o mundo – desembarcaram em Esteio nesta quarta-feira (14) para conhecer o espaço em que se planeja construir o Oceanário Sul e discutir a atual situação do empreendimento com os governos municipal e estadual.

Acompanhados pelo prefeito em exercício de Esteio, Fladimir Costella, e os coordenadores do empreendimento nacional, Reni Puls e Raimundo Toniolo, os empresários franceses visitaram a área ao lado do Parque de Exposições Assis Brasil e reuniram-se com a secretária Geral de Governo, Ana Pellini, no Centro Administrativo do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Na reunião também estiveram presentes a secretária municipal de Planejamento e Gestão, Joceane Gasparetto, o consultor jurídico Yuzo Sato, o arquiteto Raul Milani e os secretários estaduais de Habitação, Marco Alba; de Turismo, José Heitor Gularte; e de Administração, Elói Francisco Guimarães.

O principal avanço obtido no encontro refere-se à decisão do Governo do Estado de efetuar a cessão de direito da área para o município de Esteio, o que permitiria que a Prefeitura gerenciasse tanto o processo de cessão onerosa para a construção do Oceanário quanto a retirada das famílias que ocupam irregularmente o terreno.

O próximo passo é a formalização do pedido de cessão da área, que deve ser realizado pela Prefeitura de Esteio ainda hoje (15), por meio de um ofício. De acordo com a secretária Ana Pellini, o processo de cessão da área deve durar cerca de 20 dias e passar pela aprovação da assembléia. Confirmada a cessão de direito, o município estudará a melhor opção para garantir a utilização do espaço pelo complexo turístico Oceanário Sul.

Desenvolvimento econômico, turístico e científico

Complexo do Oceanário Sul. Fonte: Seaquarium Brasil Ltda.

O complexo turístico, idealizado pela empresa Seaquarium Brasil em parceria com investidores internacionais, prevê a construção de um conjunto de aquários, centro de convenções, centro de ciências e pesquisas, shopping temático, torre panorâmica com 290m de altura e hotel. Com a criação de 1.700 empregos diretos, um convênio com a UFRGS para pesquisas, e um investimento de quase R$100 milhões, o projeto deve revolucionar a vocação turística e econômica de Esteio.

Tendo em vista a sua área geográfica estratégica, às margens da futura BR-448 e a 116, o parque temático integra um conjunto de iniciativas para alavancar o potencial turístico e a matriz econômica da cidade, preparando Esteio para atender à demanda gerada pela Copa de 2014.

Os presentes frisaram que o Oceanário é estratégico também para o Rio Grande do Sul. Criando uma atração de nível internacional em um local de acesso facilitado e grande movimentação, o complexo teria grande impacto no atual cenário turístico do Estado.

Notícia publicada no dia 15 de janeiro de 2010, no portal da Prefeitura de Esteio

http://www.esteio.rs.gov.br/

_______________________________

Para conhecer melhor o Oceanário Sul, confira no Porto Imagem, clicando aqui.

________________________________

 



Categorias:Economia Estadual, Oceanário Sul, TURISMO

Tags:, , ,

1 resposta

  1. Sou da Zona Norte de Porto Alegre
    Parabéns pelo blog.
    Sempre quando eu posso eu volto aqui.
    Abraços

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: