Abandono derrota 3ª Perimetral

VIA DA FRUSTRAÇÃO

Estações passam por problemas crônicos, como lixo pelo chão, escada rolante sem funcionar e pichações por todos os lados

Era para ser uma via revolucionária, capaz de trazer conforto, agilidade e integração entre a zona sul de Porto Alegre e o Laçador, mas a esperança que recaía sob a Terceira Perimetral, inaugurada em 2006, se converteu em frustração.

O fotógrafo de Zero Hora Fernando Gomes flagrou no dia 21 uma série de deficiências crônicas, que se alastraram pelas estações. É um resumo visual da mistura de desleixo e vandalismo, expondo problemas como postes de semáforos enferrujados, vidros quebrados e pichações por todos os lados.

Na estação situada no viaduto sobre a Avenida Benjamin Constant, por exemplo, a escada rolante que deveria facilitar a vida de quem precisa trocar de ônibus está parada e coberta por um tapume. A opção que resta aos usuários é uma escada íngreme ou um elevador com as portas pichadas.

Os usuários reagem com indignação. Tania Maria Riger, que enfrenta a Terceira Perimetral para visitar o filho, fala do abandono.

– Venho aqui poucas vezes e já é o suficiente para me incomodar. Não tem um lugar decente para a gente sentar. O sol pega forte e se chover não há para onde correr. O ponto está em péssimo estado. Tem lixo para tudo que é lado. A prefeitura precisa fazer uma geral – reclama.

Moradores que transitam no local reclamam do desleixo

Neste ponto, as placas de acrílico estão sujas, há lixo no espaço reservado aos passageiros e as lixeiras estão em péssimo estado de conservação. Situação muito parecida com as estações da Rua Doutor Salvador França e junto à Ipiranga. Lá, as fotos expõem a ausência de placas de polietileno (que servem como abrigo) e até mesmo um sofá azul, colocado por moradores de rua para dar mais conforto à noite.

O desleixo não se limita a incomodar apenas passageiros que saltam ou embarcam nos ônibus naquela região, mas trazem preocupação a qualquer pessoa. É o caso do advogado Genaro Vietri. Morador das proximidades da Perimetral, Vietri transita todos os dias ao lado dos pontos de ônibus e fica espantado com a falta de manutenção.

– Está tudo meio abandonado, largado. Nem parece o início, quando tudo era limpo e bem estruturado. Muitos mendigos acabam passando a noite por aqui. Eu os vejo em todos os pontos. São três ou quatro, em média, em cada estação. Isso incomoda as pessoas e traz um pouco de insegurança – relata Vietri.

Contrapontos
O que diz Maria Cristina Molina Ladeira, gerente de Planejamento de Transporte da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC)
A empresa destina cerca de R$ 98 mil por mês para manutenção das estações e corredores de ônibus. Em janeiro, as mais de 20 estações da Terceira Perimetral passaram pela segunda limpeza em seis meses. Mas antes do ciclo estar concluído, o vandalismo já havia pichado, sujado e quebrado algumas estações. Esse é nosso maior problema: o vandalismo. Recomendamos que as pessoas liguem para o 118 e nos informem, de maneira pontual, onde estão os problemas.
O que diz o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), por meio de sua assessoria de imprensa
A coleta de lixo é realizada de acordo com cronograma específico, em geral, três vezes por semana, mas nas vias mais movimentadas é feita diariamente, à exceção dos domingos. Mesmo com a coleta, permanece muito lixo no chão. Isso é resultado de parte da população que não descarta o lixo da maneira adequada, que deveriam colocar nas lixeiras. Além das coletas, Porto Alegre precisa mudar a cultura e evitar jogar resíduos fora dos locais apropriados.

 

ZH

___________________________

A 3ª Perimetral e suas estações já foram diversas vezes mostradas aqui no Blog e na imprensa em geral. Nunca se fez nada pra mudar, pois a Prefeitura de Porto Alegre tem uma manutenção péssima. Limpar de 6 em 6 meses ???Aliado a isso, a população de nossa cidade tem uam cultura em que o que é público, tem que ser demolido , quebrado e deixado sujo. Até quando teremos esta situação ? Será que Porto Alegre não pode ter as paradas de ônibus do Rio de Janeiro ou os corredores de ônibus de Curitiba ? Por quê ?



Categorias:Outros assuntos

Tags:,

2 respostas

  1. Como se não bastasse tudo isso, a EPTC coloca um radar móvel, no meio da tarde do dia 5 de agosto, quinta-feira, em plena descida da 3ª Perimetral, na av. Sen. Tarso Dutra, no sentido para a zona sul.

    A própria natureza e razão desta perimetral é a agilidade e fluidez do trânsito, então eu gostaria que me explicassem porque colocam um radar móvel numa via que “deveria” ser mais rápida e ainda por cima em plena descida???

    Curtir

  2. Olha, paso todos dias pela Perimetral… e as paradas melhoraram. Sim ! Não quero dizer que estão boas: elas continuam uma VERGONHA porto alegrense. Apenas quis dizer que elas já foram piores, com pixações, cartazes colados, etc. Isso já no seu primeiro ano de inauguração, lá por 2002.
    Já não são coladas, e pixadas ostensivamete e coloridamente, como as da Assis Brasil.
    Nem são haitianas como as da Protásio/Farrapos/Osvaldo.
    Mas falta muito pra melhorar.

    PS: falando em gente que destroi paradas de onibus, espero que os participantes do 10º Fórum Social Mundial não pichem e destruam novamente o Viaduto Otavio Rocha (o “Viaduto da Borges”).

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: