Fracasso do “metrô da Copa” pode ter sido bom à cidade

Tecnocratas aceitam que a Assis Brasil é quem mais precisa de metrô

Três semanas são tempo suficiente para uma boa temporada de praia, jogar 346 partidas de futebol ou assistir a cerca de 260 filmes. A cada ano, o funcionário público municipal de Porto Alegre Wiliam Fensterseifer, 53 anos, passa um período equivalente e esse dentro de um ônibus no trajeto entre sua casa e o trabalho.

Comboio de ônibus parados
Chegam até mesmo a desligar o motor

O servidor, morador do bairro São Sebastião, na Zona Norte, vive a apenas 10 quilômetros do trabalho. Mesmo assim, perde uma hora pela manhã e outra ao final da tarde nos engarrafamentos entre o Centro e a Avenida Assis Brasil.

– Já calculei que, em 35 anos de trabalho, eu perderia dois anos em um ônibus – lamenta.

Seu sonho é contar com um metrô subterrâneo para ir de casa ao trabalho em minutos. A implantação da linha 2 do trensurb deixou de fazer parte do pacote de obras para a Copa 2014, considerado um atalho para a realização do projeto. Com isso, até o traçado está sob reavaliação.

– Antes, a linha ia para o Beira-Rio e a Bento Gonçalves. Agora, o governo pediu que atendêssemos o trajeto mais carregado, o da Assis Brasil – afirma o diretor-presidente da Trensurb, Marco Cunha.

Está em elaboração um novo projeto, que deverá também definir o modelo de exploração do sistema. Uma das hipóteses é de que seja por meio de uma parceria público-privada. A maior esperança é de que a obra seja incluída no chamado PAC 2, com investimentos previstos para o período 2011-2014.

– Também avaliamos fazer parte do trajeto em superfície, o que poderia baratear o quilômetro implantado quase pela metade – observa Cunha.

O cansado funcionário público porto-alegrense, porém, não se mostra muito animado

 Zero Hora

_____________________________________

No viaduto Ubirici fica o maior comboio exclusivo de ônibus do mundo, pois a primeira estação de passageiros depois do viaduto não suporta a demanda em horário de pico e cria quilômetros de congestionamento.


Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

11 respostas

  1. concordo que em alguns locais é até bonito trens em elevadas, mas acreditem: isso não vale para a Assis Brasil!

    Passo por ali todos os dias e toda a extensão da avenida é horrível. A praça com o monumento da Índia Obirici fica escondida atrás daquele elevado. Imagina isso por toda a avenida!?

    Mas mais do que isso, uma observação: Se o traçado for Centro-Farrapos-Cairu-Benjamim Costant-Assis Brasil será a prova da falta de planejamento em Porto Alegre. Isso porque se o projeto dos Portais vai por Centro-Farrapos-Sertório-Triângulo não existe justificativa para colocar metrô e corredor de ônibus na Farrapos.

    Acredito que se o metrô seguisse pela Cristóvão Colombo até o centro, além de atender a um público maior, não tumultuaria ainda mais a Farrapos.

    Já basta terem passado o Trensurb pela Castelo Branco diminuindo o número de público atendido.

    Com a construção do terminal Cairu, quem sabe um aeromóvel ligando uma futura estação do metrô no viaduto da III Perimetral com a Benjamim e o terminal dos Portais na Farrapos (o Cairu). Seria a prova de que tudo foi planejando e haverá sim integração entre metrô, Portais da Cidade e corredores da III Perimetral.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: