CRM será a maior produtora de carvão do Brasil

Segundo Kirst, a companhia detém reservas de cerca de 3 bilhões de toneladas. Foto: Gilmar Luís/JC

A entrada em operação da termelétrica Candiota 3, da Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE), fará com que a Companhia Riograndense de Mineração (CRM) dê um salto em sua produção de carvão mineral. A empresa, controlada pelo governo gaúcho, será a fornecedora de matéria-prima para a usina que iniciará suas atividades em meados deste ano. Essa atividade, calcula o diretor-presidente da CRM, Telmo Kirst, deve fazer com que a empresa alcance a liderança do ranking das produtoras de carvão no Brasil. A companhia detém reservas de cerca de 3 bilhões de toneladas de carvão distribuídas em áreas ainda em fase de pesquisa e outras com titulação de lavra já consignada.

Entrevista com Telmo Kist

JC Empresas & Negócios – O que significará para a empresa a entrada em operação da usina de Candiota 3?

Telmo Kirst – Com a entrada em operação de Candiota 3, prevista para meados deste ano, a expectativa da CRM é um incremento de 50% na produção da Mina de Candiota neste exercício. Isto deverá representar um aumento no faturamento total da CRM de 20%. A operação de Candiota 3, a partir de 2011, com o fornecimento por um ano inteiro, representará mais do que duplicar a produção da Mina de Candiota (atualmente com um desempenho anual que chega a cerca de 1,6 milhão de toneladas de carvão), que é a unidade mais rentável. Sem dúvida, levará a CRM a um patamar mais elevado, com reflexos positivos em todas as suas áreas.

Empresas & Negócios – Como está posicionada hoje a CRM no ranking das empresas que mais produzem carvão no Brasil? Em que posição ficará após o início das atividades de Candiota 3?

Kirst – A CRM está posicionada entre as três maiores produtoras nacionais, que alteram suas posições entre si, de ano a ano, em função do comportamento de seus mercados. A partir da entrada em operação de Candiota 3, a CRM, sem dúvida, será a maior produtora de carvão do País.

Jornal do Comércio
Veja a totalidade da entrevista aqui.



Categorias:Economia Estadual

Tags:, , ,

1 resposta

  1. E empregos na CRM pelo concurso público ocorrido em abril, irá aumentar o número de funcionários, será que chamaram a mais do que o previsto no edital com a duplicação?
    obrigado

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: