Entrevista com Adeli Sell: Cais Mauá, de Porto Alegre, será revitalizado

5 Perguntas para ADELI SELL, Vereador de Porto Alegre em seu quarto mandato, sobre a revitalização do CAIS MAUÁ:

Pode ter hotel no novo cais revitalizado?
 
O Cais será revitalizado, modernizado, sem desfigurar os armazéns, garantindo o valor do seu patrimônio histórico e cultural. Sim, poderá haver atividades de hotelaria, gastronomia, serviços, educação etc. Não poderá e nem haveria razão econômica para moradias, já que será uma concessão por longos anos, mas ninguém compraria ou investiria em habitação por um tempo apenas.
 
Pode ter vida noturna, tipo “Praça 24 horas”, cheia de bares e boates?

Sim, é um local que deveria e deverá ter vida 24 horas, até porque não havendo moradias na proximidade, estas atividades seriam facilitadas.
 
Poderá ter feiras e rua, tipo brique da redenção, ecofeira da Colmeia, etc.?
 
Sim, pode e haverá, até porque nos dois armazéns do pórtico, as atividades não poderão ser fixas. Caberiam estas atividades perfeitamente. É claro que os empreendedores que investirão, devem ter retorno.
 
Quanto vai custar e de onde virá o dinheiro para esta revitalização?
 
Os governos não farão investimentos, até porque não teriam tanto dinheiro para este tipo de aplicação, nem faz sentido. Atualmente, se faz regra geral uma concessão, através de uma licitação internacional, já que o projeto é para o todo, diferente de algumas outras cidades, por ter uma área diversificada, fazem licitações por trechos, como é a parte revitalizada de Rosário, na Argentina. Talvez parte do antigo porto de lá se faça uma licitação do todo como se fará por aqui. Parece que isto foi feito assim em Porto Madedro na Argentina.
 
Esta última pergunta pode ser vista como um vaticínio do perguntador e tambem pode parecer que não tem nada a ver com a revitalização do Cais Mauá, mas, pode ter, pois, como vemos em alguns logradouros, obras ficam paradas anos pelos mais variados motivos, como por infração legal, irregularidade fiscal ou ainda por quebra da construtora ou outros embargos e isto poderá ocorrer neste caso, em nosso juízo.
 
O PDDUA – Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Ambiental – da capital tem previsão para prazo de obras que ficam paralisadas, enfeiando a cidade?

Não, infelizmente isto passou batido na Revisão.
Mas temos leis específicas, porem, o poder publico local não tem se valido desta legislação, infelizmente, por isso temos os fantasmas por aí, como é o caso mais emblemático o predio na esquina da Marechal com a Praça XV.
E isto para não falar dos navios fantasmas no Porto. Espero que agora se dê conta disto.
Afinal, vem a revitalização do Cais Mauá e vem aí a Copa de 2014.
 
Fonte:  Frontdesk Magazine



Categorias:COPA 2014, Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:, ,

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: