Navistar anuncia fábrica de caminhões em Guaíba

Nesta segunda-feira, 10h30m, em Guaíba, a governadora Yeda Crusius anunciará a implantação de seis novas indústrias no Distrito Industrial de Guaíba, antiga área da Ford. Com o objetivo de fomentar o desenvolvimento econômico do Estado, os empreendimentos, que totalizam R$ 657 milhões, vão gerar aproximadamente 2 mil empregos para a região, contando com incentivos do Fundo Operação Empresa (Fundopem).

O investimento principal será da americana Navistar anunciará investimento inicial de US$ 190 milhões, dinheiro que será usado na implantação de uma fábrica de caminhões International.

Será um tapa na cara do governo Olívio Dutra, do PT, porque a montadora será instalada na mesma área de onde a Ford foi mandada embora do RS e entregue de presente aos baianos.

A Navistar foi atraída ao RS pelo ex-governador Antonio Britto, dentro de um movimento destinado a mudar o paradigma da economia do Estado, ainda tremendamente dependente do que produz o campo (o agribusiness representa 40% do PIB do RS), o que quer dizer, dependente do clima e dos preços internacionais de commodities. Sem alterar esse paradigma, incentivando muito a indústria dinâmica, como a automobilística, e também o setor de serviços da civilização pós-industrial, pouco mudará na economia do RS.
 
Polibio Braga

__________________________________________________

No Rio Grande do Sul, Yeda Crusius resolveu transformar em ato político o anúncio de investimentos para a área destinada à fábrica da Ford em Guaíba. Mais do que os empreendimentos, ganha destaque a simbologia na disputa do PSDB com o PT: ela está dando um destino à área abandonada quando a Ford resolveu transferir a fábrica para a Bahia, no início do governo Olívio Dutra.

Rosane Oliveira

__________________________________________________

A International Pet, do grupo gaúcho Zaman, está entre as seis empresas que ocuparão os 600 hectares destinados inicialmente à Ford em Guaíba e cujo contrato será assinado nesta segunda (29). A International Pet implantará uma fábrica de rações para animais domésticos com investimentos de R$ 6 milhões em área de 5 mil metros quadrados. Sua produção começará com 6 mil toneladas por hora até atingir 24 mil, usando matéria prima local – trigo, arroz, milho e farinha de osso – e irá gerar 150 empregos. A expectativa é alcançar uma receita de R$ 11 milhões no primeiro ano, e acréscimo de 400% nos primeiros 5 anos para ocupar 1,35% do mercado nacional, constituído de um milhão de animais domésticos, informa o diretor Pedro Zaman.

Affonso Ritter



Categorias:Economia Estadual

Tags:, , , , , ,

2 respostas

  1. Parabens Guaiba, espero que o trauma causado pelo tufão destruidor Olivio / PT, finalmente possa ser enterrado, para que nossa querida cidade realmente cresca.

    Curtir

  2. pô é brincadeira, depois de tanto tempo voces ainda batem nesta ideia de que foi o olivio que mandou a ford embora quando sabemos que foi tudo uma armação com o fiadaputa do fhc e o acm

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: