EDITORIAL ZERO HORA: A ponte e sua urgência

Os sete quilômetros de engarrafamento que tumultuaram ontem o acesso a Porto Alegre pela ponte sobre o Guaíba reatualizaram os temores em relação a esse estratégico gargalo para a economia e a logística do Estado. Os estudos sobre a duplicação da travessia estão numa fase muito incipiente, indicando que sua efetiva execução demandará anos. A questão, por sua importância, exige a mobilização das forças políticas e econômicas do Rio Grande.

Duas questões relacionadas a essa obra vital para o Estado são particularmente preocupantes. Uma delas é o fato de o empreendimento ter ficado fora do chamado PAC 2, que relaciona as obras federais com investimentos assegurados. A outra é que a única providência concreta desde o recrudescimento dos alertas sobre a fragilidade da travessia foi a abertura de edital para a realização de estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental da obra. E aí as intenções esbarram na burocracia.

Em princípio, o prazo para a empresa vencedora da licitação é de 180 dias para a apresentação do projeto. Só depois, provavelmente no início de 2011, deverá ser realizada a licitação para a construção da segunda ponte. Na melhor das hipóteses, a conclusão ocorreria em 2014. A particularidade de as definições ainda se encontrarem num estágio inicial, num momento de mudança de governo, demonstra que será preciso muita persistência para fazer o projeto avançar.

A paralisação do trânsito registrada ontem foi atribuída ao desprendimento de uma chapa da pista na travessia. Diariamente, cada vez que o vão móvel é içado, os congestionamentos em torno do empreendimento se multiplicam. O Rio Grande do Sul não tem como esperar uma paralisação no fluxo de veículos entre a zona sul do Estado e Porto Alegre, motivada por problemas mais sérios, para ver essa obra seguir em frente. Por isso, é importante que líderes gaúchos assumam o compromisso de se empenhar pela obra, até vê-la concluída no menor espaço de tempo possível.



Categorias:Nova ponte Guaíba

Tags:,

%d blogueiros gostam disto: