Prefeitura recebe propostas para duplicar a Beira-Rio

Primeira etapa da obra terá 1,38 quilômetro

Como parte dos projetos de mobilidade urbana para a Copa de 2014, avançam os procedimentos de duplicação da avenida Beira-Rio. Nesta segunda-feira, 7, a Comissão Permanente de Licitações da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov) promove a abertura das proposta de preços. Às 14h30, no 3º andar da secretaria (avenida Borges de Medeiros, 2244).

Nesta primeira fase, a execução de infraestrutura e pavimentação será do trecho da rótula da av. Aureliano de Figueiredo Pinto, até as proximidades do Estádio Beira-Rio, compreendendo cerca de 1,38 quilômetro no sentido centro-bairro, com custo aproximado de R$ 7 milhões. Toda em revestimento asfáltico, a pista terá 9,5 metros de largura, e uma ciclovia lateral, ao lado do Guaíba, com 2,5 metros de largura. Além disso, serviços de iluminação, sinalização horizontal e vertical, drenagem pluvial, plantio de árvores e revestimento dos passeios, integram a primeira etapa das obras, que deverão estar concluídas em 12 meses (início previsto para o final de julho).

“Essa obra é fundamental. Qualifica nossa Capital para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014, mas acima de tudo confere maior mobilidade e facilita a vida das pessoas, além de modernizar o sistema viário e embelezar a paisagem urbana. Se tudo correr dentro do previsto, inclusive com relação ao regime de chuvas, a partir de meados de agosto do ano que vem a cidade já poderá desfrutar dessas benfeitorias”, destacou o secretário da Smov, Cássio Trogildo.

 A duplicação total da Beira-Rio compreende intervenções em 5,8 quilômetros, desde a Usina do Gasômetro até a av. Pinheiro Borda, com custo estimado de R$ 34 milhões.

Prefeitura de Porto Alegre.

__________________________

Este comentário merece destaque!

Secretário Trogildo, não sei se é ingenuidade ou malandragem, falar que a duplicação vai embelezar e modernizar a paisagem urbana.

Pode até melhorar o fluxo de carros barulhentos e fedorentos na orla, por 1 ou 2 anos, depois estará tudo trancado novamente.

Sabem o que realmente embelezaria a orla? A transformação de toda aquela avenida em um calçadão juntamente com uma bela ciclovia para passeio e outra ciclovia para os treinos de nossos atletas ciclistas. Isso sim seria uma medida urbana moderna.

Ah…e de quebra o custo seria muito menor, mesmo com as costumeiras superfaturadas obras públicas.

Olavo Ludwig – 07/06/2010



Categorias:COPA 2014, Meios de Transporte / Trânsito

Tags:

4 respostas

  1. Parabéns pelo belo comentário.No Rio de Janeiro a coisa já funciona assim há algum tempo.Lá existe o calçadão da av.Atlântica,mas somente aos domingos e feriados,e a ciclovia funciona a pleno vapor.A única diferença é que o calçadão é uma opção de lazer,não um projeto definitivo.Mas a ciclovia cumpre o seu papel,entretanto não se pode comparar Porto Alegre com o Rio,pois lá o turismo é forte e a cidade propicia a prática de esportes ao ar livre.O poder público não tem a mesma visão no quesito lazer para a populaçao porto alegrense.Duplicar a av.Beira Rio vai beneficiar apenas o trânsito de veículos motorizados no período em que se realizará a Copa de 2014.Eu acho que jamais será aceita a proposta de criar um calçadão nessa avenida que liga o Gasômetro e o Centro da cidade com a zona sul,o que “prejudicaria” o deslocamento dos diversos veículos motorizados rumo à zona sul.Também acho que o local desperta grande interesse econômico,visto que é uma área de belo visual da orla do Guaíba e bonito pôr-do-sol.

    Curtir

  2. “Modernizar e embelezar” parece piada mesmo.

    Curtir

  3. Belo comentario.
    Parabens!

    Alternativas aos carros sempre!

    Curtir

  4. Secretário Trogildo, não sei se é ingenuidade ou malandragem, falar que a duplicação vai embelezar e modernizar a paisagem urbana.

    Pode até melhorar o fluxo de carros barulhentos e fedorentos na orla, por 1 ou 2 anos, depois estará tudo trancado novamente.

    Sabem o que realmente embelezaria a orla? A transformação de toda aquela avenida em um calçadão juntamente com uma bela ciclovia para passeio e outra ciclovia para os treinos de nossos atletas ciclistas. Isso sim seria uma medida urbana moderna.

    Ah…e de quebra o custo seria muito menor, mesmo com as costumeiras superfaturadas obras públicas.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: