ORLA EM ESPERA – Um projeto para a área do Timbuka

Proposta para o local onde estava o bar, na Zona Sul, fica apenas no papel por falta de recursos

O projeto existe, mas não se sabe quando vai virar realidade. Após dois anos da demolição do Bar Timbuka, na Vila Assunção, zona sul de Porto Alegre, a Secretaria do Planejamento Municipal (SPM) aponta falta de recursos e outras prioridades como entraves na reformulação daquela paisagem.

A Copa de 2014 estaria exigindo mais atenção a outros pontos da orla. Mas, se servir de alento aos mais ansiosos, pelo menos no papel, o local do antigo e badalado point da Capital já tem uma cara.

As propostas iniciais da prefeitura para a área do Timbuka, demolido após autorização da Justiça em 10 de abril de 2008, previam a construção de um novo bar, mas a população rejeitou a ideia:

– Foi feito um primeiro projeto, bem mais complexo do que esse, que previa a substituição do bar. Era um trapiche com um bar na ponta. Mas a comunidade não quer bar – diz o arquiteto Marcelo Allet, coordenador do Grupo de Trabalho (GT) Orla, da SPM, e um dos criadores do projeto.

Obra custa R$ 800 mil, mas prioridade é a Copa

Segundo a proposta do GT Orla, se hoje houvesse a verba necessária, seriam feitas uma calçada com tratamento paisagístico e uma pérgula, com arquibancadas nas laterais. Mas, dentro da proposta, já foram consideradas outras ideias (veja no quadro abaixo), acessórios que poderão ou não ser feitos em um futuro mais distante.

– O orçamento acabou sendo de R$ 800 mil (para calçada, pérgula e arquibancadas) e havia R$ 300 mil, algo assim. Discutia-se de onde se tiraria essa complementação quando surgiu a perspectiva da Copa. Aí, as atenções se voltaram para isso – conta Allet.

Agora, os olhos do GT Orla se concentram nas propostas de qualificação no trecho da orla entre o Gasômetro e o Parque Marinha do Brasil, na altura do Estádio Beira-Rio. A nova área do antigo Timbuka, por enquanto, só pode ser contemplada no papel.

A ideia
COM R$ 800 MIL, PRETENDE-SE FAZER:
– Calçada com tratamento paisagístico
– Pérgula com arquibancadas laterais
– Acessórios que poderão ser acrescentados: Plataforma de pesca, trapiche e rampa para embarcações
AUTORES
– Arquitetos Marcelo Allet e Ada Schwartz (SPM) e Ana Maria Germani (Smam) e os colaboradores Fernanda Schaan, Lilian Freitas de Souza e Rafael Carvalho, que fizeram a parte paisagística

Zero Hora

__________________________

A comunidade local não quer bar, então a cidade inteira perde, o turismo perde. Isso é normal em Porto Alegre, única cidade do mundo onde não se investe na orla, e ouve-se demasiadamente a comunidade, de forma a cidade continua parada, sem estrutura na orla, sem bares, sem nada. E as autoridades municipais ouvem esta comunidade e depois falam que não há verba. Será mesmo ?



Categorias:ORLA, Zona Sul

Tags:, , , , , , , ,

12 respostas

  1. para o gilberto: gilberto, nem pensa nisso… queres trazer a prostituição para cá? Queres terminar com um bairro lindo? Queres abrir caminho para os prédios e os arranha céus? Queres cair na história da infâmia urbana?

    Curtir

Trackbacks

  1. Prefeitura revitaliza área junto à orla no bairro Assunção « Blog Porto Imagem
%d blogueiros gostam disto: