Prefeitura entrega Licença Prévia para Arena do Grêmio

Complexo da Arena prevê prédios residenciais, hotel, centro comercial e de eventos

A Licença Prévia do projeto Arena do Grêmio será entregue hoje, 1º, às 16h30, no gabinete do prefeito José Fortunati, no Paço Municipal. Estarão presentes o secretário municipal do Meio Ambiente, Professor Garcia, o presidente do Grêmio, Duda Kroeff, e representantes da empresa OAS Empreendimentos, que executará as obras.

A Licença Prévia é concedida na fase preliminar do planejamento do empreendimento, em função do porte e do potencial poluidor, aprovando a concepção e localização, atestando a viabilidade ambiental e estabelecendo os requisitos básicos e condicionantes a serem atendidos nas próximas fases de implantação. Não autoriza o início das obras.

Viabilidade – O Estudo de Viabilidade Urbanística (EVU) do projeto Arena do Grêmio foi aprovado em 12 de maio, durante reunião dos integrantes da Comissão de Análise Urbanística e Gerenciamento (Cauge) da prefeitura. O estudo indica as medidas mitigatórias e compensatórias do impacto provocado pelo empreendimento. Em 22 de abril, a audiência pública para a construção da Arena do Grêmio reuniu mais de 300 pessoas na Escola Técnica Santo Inácio.

Projeto – A área no bairro Humaitá é dividida em três setores: complexo esportivo da Arena, prédios residenciais e complexo multiuso com hotel, centro comercial e centro de eventos, com 650 mil metros quadrados, em área definida pelo Plano Diretor como corredor de desenvolvimento. O complexo contará com hotel (250 apartamentos), shopping (30 mil metros quadrados), centro de convenções (14 mil metros quadrados), edifícios residenciais (2.130 apartamentos e 2.600 vagas de estacionamento), torres empresarias (400 salas) e a arena, com 90 mil metros quadrados. Haverá 6 mil vagas de estacionamento. O empreendimento deverá ser concluído em 15 anos.

Impacto ambiental – O Relatório de Impacto Ambiental traz o diagnóstico referente a aspectos como solo, ruído, drenagem, fauna, vegetação e paisagem urbana. Para os impactos gerados, são propostas medidas preventivas, mitigadoras e compensatórias. Para a execução do projeto Arena, será necessária a remoção de 497 árvores no terreno e outras 135 árvores nas ruas adjacentes. Como compensação, serão plantadas 16 mil mudas e mantidas em 26% de área permeável vegetada no terreno. Outros 43 vegetais serão transplantados. Está prevista a instalação de bacia de amortecimento, ciclovias, execução de praças, instalação de terminais de ônibus, pavimentação de vias e os prolongamentos das avenidas Voluntários da Pátria e A. J. Renner.

Consultas – As audiências públicas são um dispositivo previsto em lei (Conama 09/1987 e Lei Municipal 8.267/98) e são organizadas a pedido da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam), como parte do processo de licenciamento ambiental. Após a audiência, aprova-se o EVU, passo que antecede a liberação da Licença Prévia.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:COPA 2014, Grêmio e Inter

Tags:,

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: