Recuperação da orla do Guaíba tem novo projeto

Depois da recuperação da orla do Guaíba entre a Usina do Gasômetro e a rótula das cuias  ( ! ) , um novo trecho deverá receber atenção especial a partir de agosto.

A transformação de uma das áreas de lazer preferidas de moradores de Porto Alegre será estendida até as proximidades da Fundação Iberê Camargo.

As responsáveis pelas novas intervenções são a Pepsi e a Sinergy Novas Mídias, que reafirmaram, em junho, a parceria com a prefeitura para continuar renovando a orla e o Parque da Redenção. Até setembro de 2014, a Pepsi promete investir nas duas áreas R$ 5,6 milhões. É mais que o dobro do valor investido desde o início do acordo em abril de 2008, de R$ 2,4 milhões.

– A expectativa é de que as obras na orla comecem em agosto. É a iniciativa privada ajudando o município com recursos materiais e humanos para recuperar e manter espaços públicos – informa Carlos Py, supervisor de Praças e Parques da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam).

A principal é a construção de uma arena esportiva, que poderá ter jogos de vôlei de praia e beach soccer (futebol de areia). A quadra terá dimensão de 44 metros por 33 metros, cercada com telas similares às que protegem as quadras já recuperadas junto ao Parque Maurício Sirotsky Sobrinho.

A arena substituirá um campo de futebol que atualmente está em más condições nas proximidades da foz do Arroio Dilúvio. O local servirá como palco para disputas esportivas e jogos amadores. O projeto prevê arquibancadas, mas a capacidade ainda não foi definida pelos empreendedores.

Alguns postes situados entre o Estádio Beira-Rio e a Usina do Gasômetro terão marcadores de distância para orientar corredores e ciclistas. Além disso, a pista de corrida deverá ser sinalizada com lâmpadas com a tecnologia Light Emitting Diode (LED).

Os espaços para a prática de atividades físicas pretendem atingir todos os públicos. Para as pessoas com mais de 60 anos, será erguida a Academia da Melhor Idade, próximo à rótula das cuias, com 300 metros quadrados. O local deverá ser equipado com 10 aparelhos de ginástica, incluindo um simulador de cavalgada.

Para melhorar a circulação na Avenida Edvaldo Pereira Paiva, a Beira-Rio, uma faixa de 650 metros a partir da ponte sobre o Dilúvio terá nova iluminação. Serão instalados 48 novos postes, sendo 25 com duas luminárias e 23 com uma. A nova rede, que se prolongará até a altura da pista de skate do Parque Marinha do Brasil, dará prosseguimento à já instalada do Gasômetro ao Anfiteatro Pôr do Sol.

Junto à Fundação Iberê Camargo, serão colocados 10 novos bancos.

Bancos em frente ao Iberê Camargo, para contemplar o pôr-do-sol

Outros cinco estão previstos junto ao prédio onde será construída a Academia da Melhor Idade. Até o momento, a Pepsi não definiu o cronograma de obras de cada fase. Na orla, as principais obras, até agora, foram a recuperação de quadras esportivas, iluminação e paisagismo.

Zero Hora

 



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , , , ,

6 respostas

  1. Pessoal, eu amo Porto Alegre! Amo tanto que fico extremamente triste com este tipo de notícia. Bancos para contemplar o pôr-do-sol? PQP! Oh povo provinciano e reacionário, rebeldes sem causa. Até aqui em Boa Vista, roraima, no meio dos índios a orla é muito mais aprazível! E olha que o rio varia mais de 10 metros TODOS OS ANOS. Jorge, tu está certo amigo…Infelizmente

    Curtir

  2. Ah Gilberto, mas assim já é querer demais… e os sagrados maricás que servem de permanente abrigo a assaltantes, traficantes e outros coitadinhos que nossa vil sociedade não soube compreender nem proteger? Imaginas mesmo removê-los e com isto livrar a esplêndida vista (vide Montevideo) daquele paredão verde que as nossas gestapos travestidas de ambientalistas tanto veneram? Esquece meu amigo, vivemos numa província atrasada e dominada por uma minoria de jagunços que adoram promover badernaços contra projetos que poderiam dar um ar mais metropolitano à aldeia (agora a bola da vez é o “nosso Morro Santana”) mas que nunca, repito, NUNCA se preocuparam em protestar contra o esgoto a céu aberto na praia de Ipanema, para ficar num só exemplo. Já vi como este pessoal age em reuniões na Câmara Municipal, sua civilidade e boa-educação -o que me deu a certeza de que, enquanto estes grupelhos continuarem aterrorizando nossos impolutos edís, Porto Alegre será sempre o que é, com suas carroças, papeleiros, pixadores, flanelinhas e por aí vai…

    Curtir

  3. O pessoal tá sendo bem injusto com as melhorias da pepsi hein… o ideal nunca vai ser alcançado. Aquilo foi uma melhoria sem dúvida.

    Curtir

  4. Os bancos em frente ao Iberê dão vontade de chorar…, mostram o quanto provinciana é a mentalidade do povo dessa cidade…
    Projeto mesmo é o citado pelo Gilberto, isto sim mudaria por completo aquela região e um exemplo para os demais locais da orla que passariam vergonha. Espero que um dia saia do papel e cale a boca dessa gentalha que é contra-tudo só por conter prédios que podem alcansar a incrivel ltura de 42 m. !!!

    Curtir

  5. Meu Deus ! Aqueles bancos lá, era melhor não ter…

    Como é errada a idéia das pessoas que em colocando uns banquinhos de madeira na frente do GuaÍba, estarão ajudando a recuperar e a reurbanizar a orla. Lamentável !

    Só porque colocaram uma canchas de esportes, e umas florzinhas isso é “projeto de recuperação” ?

    Projeto que preze pra mim é este :

    Curtir

  6. Também me chamou muito a atenção o que está em negrito, quando li hoje de manhã em ZH: “depois da recuperação da orla entre o gasômetro e a rótula das cuias..”

    Aquilo ali é recuperação? Tá certo que a coisa melhorou com a parceria com a iniciativa privada, mas ainda está longe de ser um lugar urbanizado adequadamente. É triste saber que se considera o pouco que foi feito como o suficiente.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: