Yeda acelera editais e obras do Puerto Madero do RS

Está na Internet , edital e anexos para a escolha do grupo empresarial que vai tocar o Puerto Madero do RS.

Yeda quer escolher tudo até  final de outubro e iniciar as obras ainda no seu governo.

Vai mudar a cara da zona mais central de Porto Alegre, exatamente a que abre como leque a partir do Cais Mauá.

Há 20 anos os governos estaduais tentam revitalizar a área central e do porto, mas sempre esbarraram em restrições xiitas do fundamentalismo ecológico, cultural e político guasca. Desta vez, o governo estadual, dono da área, e a prefeitura de Porto Alegre, articularam-se para desamarrar todos os obstáculos.

Acontece que a vanguarda do atraso ficou sem discurso, já que teve sucesso a sensível costura ambiental, legal, econômica e financeira realizada com todos os setores. Isto tudo  foi conduzido com eficiência pelo diretor da Caixa RS, Edemar Tutikian, ao longo de quase quatro anos.

O Puerto Madero gaúcho exigirá investimentos de R$ 500 milhões. Na área, imagina-se, serão criados 10 mil empregos diretos, número que Políbio Braga acha inacreditavelmente fora da realidade. Projetos mas ambiciosos do que este, como o próprio Puerto Madero e seus congêneres de Lisboa, Barcelona e Chicago, geraram muito menos empregos. 

Políbio Braga



Categorias:COPA 2014, Economia da cidade, Economia Estadual, Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:, , ,

%d blogueiros gostam disto: