VERGONHA, DESCASO, ATRASO

Porto alegre tem uma torre semelhante:

Belo Horizonte

Mas aqui na província não podemos subir nela. A vista abaixo é de dentro da torre de BH, aberta a todos:

Vista de cima da torre panorâmica de Belo Horizonte, aberta à visitação

Curitiba também não é burra:

Curitiba tem torre aberta a visitação, de onde pode-se vislumbrar o moderno skyline da cidade

Porto Alegre tem um belvedere privilegiado, o Santa Tereza, com vista que poucas capitais poderiam ter. Uma faixa de gaza, e abandonado.  Além da vista privilegiada, por o belvedere estar bem em frente ao estádio da Copa, poderia ser um IMPORTANTÍSSIMO ponto turístico da cidade, inclusive com bares e restaurantes de apoio para que turista (ou o porto-alegrense) possa ficar mais do que cinco minutos, e de pé, e ir embora. Poderia, então, haver pontos de apoio para que possa fazer um lanche vendo a vista, ou jantar vendo as luzes da cidade. Poderia ter algo como o Hard Rock Café, de Belo Horizonte, no topo de uma montanha:

Restaurante numa montanha de Belo Horizonte

Porto Alegre tem uma praça em cima de um grande morro, o Teresópolis. Praça é só no mapa, pois o que há no local é um areião, sem acesso (o acesso é uma trilha), no meio do mato e abandonada. Como no alto das Mangabeiras (BH) seu entorno é de ótimo nível, com mansões e casarões, mas a “praça” é um areião abandonado. Poderia ser como o local da foto abaixo, em BH:

Belo Horizonte

Porto Alegre tem morros altos e bonitos com vista panorâmica, como o da Polícia, e acessíveis, por estarem no meio da cidade.  Acessíveis em termos, pois é preciso quase um jipe 4×4  para subir ladeiras íngremes e estreitas de terra, por entre as favelas, para fialmente chegar a um grande areião lá em cima.  Poderia no mínimo ter uma boa estrada, segurança, transformar em parque nacional e ter algum bar e um simples mirante, como em BH:

Belo Horizonte

Vista do MIRANTE

Temos também o Morro do Osso, que dispensa comentários sobre sua situação de invasão, devastação da mata  e  fechamento para os cidadãos (e infra zero, também).

Também poderia falar da Lagoa da Pampulha, que tem urbanização bonita e total de sua orla, versus o show de horrores da orla do Guaíba, mas esse já é outro assunto.  Ou não: mostra que a orla não é o única exemplo de  desperdício e descaso VERGONHOSO  de nosso rincão gaudério.

Durante a semana vou postar outros exemplos de atraso vergonhoso da nossa orgulhosa  capital.  Hoje mostrei o que qualquer cidade faria com seus morros e montanhas. Vou mostrar também outras coisas que poderíamos ter JÁ , como restaurantes em morros; restaurantes em terraços dos prédios altos;  restaurantes, bares, parques e áreas de lazer na orla do Guaiba;  bonitas marinas abertas ao público e com opções de lazer; e hotéis próximos à orla ou em outros lugares deslumbrantes que, só eles,  já seriam um uma atração e um chamariz para Porto Alegre.

RicardoH



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , , , , , , , , , ,

10 respostas

  1. Realmente, adorei a matéria! Sou apaixonado pela nossa Capital e a vejo com olhos apaixonados! Para mim, é o lugar mais lindo do Planeta, mas acho que devemos enfatizar o potencial turístico que ela possui e que não é utilizado! Porto Alegre tem uma localização privilegiada no mapa do Brasil e um dos mais lindos cartões postais, que é a orla do Guaíba!
    Moro no Rio de Janeiro e vejo como, apesar dos GRANDES problemas que o carioca vive, a cidade aproveita em todos os pontos o seu potencial turístico, até mesmo, com obras faraônicas! E convenhamos, gostemos ou não, o Rio de Janeiro é a “única” cidade do Brasil, conhecida lá fora, o que foi conquistado também pela construção das estátuas do Cristo Redentor e bondes do Pão de Açúcar, que possibilitam vistas únicas e privilegiadas da bela cidade! Belezas naturais? Também, indiscutíveis, mas principalmente, por ter uma estrutura com acomodações e lugares muito bem aproveitados, por visionários!
    Está na hora de Porto Alegre crescer na mentalidade de seu povo e mostrar para o mundo além da força de nossa cultura e tradições marcantes, a força do interior, da indiscutível bela região Serrana, mostrarmos que também temos lugares belos em uma das capitais mais charmosas da América Latina. Podemos tornar Porto Alegre um destino tão interessante quanto e mais acessível que Buenos Aires, p.ex.
    Aqui no Rio vejo muitos amigos com vontade de conhecer a capital argentina para aproveitar o frio (que também temos), assistir apresentações culturais locais, de Tango, aliados à belos passeios em ruas limpas, bonitas, belos Cafés, comércio e noite fortes, como Puerto Madero, passeios de barco, jantares românticos em restaurantes. Como pode a Porto dos Casais não oferecer nada disso??? Nenhum quiosque à beira do Guaíba para vislumbrar a paisagem degustando um Chopp, ou ao menos um deck ao lado do Gasômetro onde pudessemos sentar para namorar em um final de tarde, beber um bom vinho Gaúcho, comer um Fondue ou beber um Chopp com petiscos, ao som de um Jazz, MPB, MPG, ou enfim… Temos que ir à Serra de Gramado, Nova Petrópolis ou Bento Gonçalves para termos coisas de qualidade, com preços acessíveis? Porto Alegre realmente tem que acordar e ver que o mundo pode ser maior do que parece ser. Todas as grandes cidades do mundo, um dia foram sonhadas. London Eye, Estátua da Liberdade, Torre Eiffel, CN Tower, bonde do Pão de Açúcar, Cristo Redentor, Teleférico de Camboriú, Ponte Hercílio Luz, entre tantos outros pontos turísticos conhecidos mundialmente e que atraem milhares, milhões de turistas, dinheiro e investidores, mídia, todos os anos. É um cíclo!
    Um ponto que vejo meus conterrâneos reclamarem muito do “centro do país” (e que também reclamava antes de sair do RS), é que as notícias nacionais se concentram basicamente no eixo Rio-São Paulo. Cá entre nós, Porto Alegre não está passando de mais uma das muitas Capitais do Brasil. Temos de torná-la “A Capital do Sul do Brasil”, ou seja, um centro de referência. Ultimamente ouço mais notícias de Curitiba e Florianópolis do que de Porto Alegre, o que já foi diferente. Qual o verdadeiro diferencial de Porto Alegre? O que temos a oferecer a mais que as outras capitais? O Rio tem as belezas naturais e um estilo de vida que está ganhando o mundo, com músicas como o Samba a Bossa Nova e até o Funk (não gosto do Samba e Funk, mas temos que admitir que estão difundidos em todo o País e tocam em todas as festas, inclusive no Rio Grande do Sul, assim como o Axé e Forró!), São Paulo é o maior centro Econômico do Brasil e um dos maiores do mundo, Brasília é a Capital Federal, o Nordeste tem suas belas praias. E Porto Alegre? Temos uma bela cidade, tradição cultural e política, temperaturas bem definidas no ano, forte ligação com o resto do Brasil, Argentina e Uruguai, alem da educação do povo, mas não vendemos nada disso! Não mostramos isso ao mundo! A única forma de fazermos isso é trazendo turistas até nós, atiçando a curiosidade dos turistas de alguma forma. A Música Popular Gaúcha tem muita qualidade que deve ser explorada. Temos excelentes escritores, artistas, atores, atletas, cantores, empresários, modelos, todos profissionais respeitados, conhecidos e presentes no mundo todo. Uma Capital que produz tantos talentos pode e deve ser muito mais que uma simples cidade provinciana, como tem se vendido nos últimos 200 anos.

    Curtir

  2. Realmente a vista da Torre do Bit em Porto e´linda…. já subi lá e pude contemplar a vista panorâmica.

    Curtir

  3. Se fosse “apenas” a torre fechada, eu não ficaria revoltado. Mas o fato é que temos morros que poderiam ter mirantes, belvederes, bares, restaurantes e parques, como Belo Horizonte tem.
    Olhem que maravilhoso é ter um entretenimento como jantar vendo a cidade a seus pés !
    Mas nem mesmo mirantes com parques temos.
    Porto Alegre tem mentalidade atrasada, mesmo.

    Curtir

  4. Muito boa matéria mesmo Ricardo!
    Ela se chama Torre da BIT: Base de Inteligência Tecnológica. Eles lidam com inteligência, mas ficam presos na inteligencia tecnológica. Não sabem que tem um equipamento único na cidade e que poderiam colaborar grandemente com o turismo aqui, liberando a visitação. Esses dias houve uma festa lá. Porque só alguns priviliegiados podem tger aquela vista? Eu já fui lá em cima, há uns 5 anos, depois de diversos e-mails enviados. Fui acompanhado pela gerente de marketing da Claro e fiquei uns 15 min apenas la em cima. A visão é maravilhosa. Uma das mais interessantes da cidade. Eles tem um tesouro na mão e não sabem. Temos que começar uma campanha para eles abrirem a torre pra visitação. E vamos começar hoje!

    Curtir

  5. Bares e restaurantes no morro Santa Tereza?

    Logo, os de sempre, iam reclamar: mas como, querem privatizar o morro?

    Infelizmente, vivemos em meio a gente ignorante, radical, preconceituosa e de mentalidade muito atrasada. Não são a maioria, mas são tão barulhentos e fanáticos que parecem ser.

    Curtir

  6. A autoria de todas as fotos é do mineiro Marcelo Olisa.

    Esqueci de botar seus créditos quando escrevi essa matéria. Agora estou sem a senha e não terei como fazê-lo mas, assim que possivel, porei os créditos nas fotos.

    Obrigado a todos pelos comentários !

    Curtir

  7. Concordo com a matéria e com os comentários acima. é triste ver que quando surge um fiozinho de esperança de revitalização de algumas destas áreas, logos vem os de sempre com aquele discurso de “vão privatizar”. blá blá blá… sério, isso tá cansando…

    Curtir

  8. A matéria do Ricardo é muito bem feita e importante para mostrar o desrespeito com as coisas públicas por parte das autoridades. Parabéns. Precisamos de mais reportagens como esta.

    Curtir

  9. Como dizem os contra tudo, “A Torre é de Todos”, e assim como o cais Maua que tem o muro, é preferivel deixar ela abandonada “para que todo mundo usufruia”.

    Curtir

Trackbacks

  1. Comentário de um gaúcho radicado no Rio de Janeiro « Blog Porto Imagem
%d blogueiros gostam disto: