Ótimo comentário de um leitor sobre a orla

A verdade é que, se depender somente do poder público, os muitos quilômetros de orla de Porto Alegre nunca se desenvolverão. Vide aí as praças da cidade hoje.
A questão do múltiplo uso é apontada como a correta utilização dos espaços, em estudos desde 1960 !   Não se trata de achismo, leiam um clássico sobre o assunto, Morte e Vida de Grandes Cidades, de Jane Jacobs.

Quilômetros de orla com o mesmo uso, isso não funcionaria na maioria dos lugares do mundo!    Somente uso diversificado agregado pode salvar um lugar da estagnação. Para evitar depredação, esvaziamento dos locais, tem de existir atividades cobrindo as 24 horas do dia. E isso não se dá por ações somente do poder público, mas em parceria com iniciativa privada. MAS, isso não garante desenvolvimento para a cidade, já que o incentivo e mais importante, a CONTRAPARTIDA tem de ser exigida sempre. A adm. pública já não dá conta do que é de sua obrigação, e, a não ser que mude a mentalidade do povo todo em alguns anos, será impossível povoar quilomêtros de terra só com investimento público. Acho um bom exemplo o parque Marinha. Um ótimo projeto dos arquitetos Mizoguchi e Malinsky, mas que na situação que se encontra hoje, mal administrado, não funciona como deveria (ou alguém vai passear lá a noite?). Um espaço estéril pode ser de concreto ou verde.

vitruvius, em 09/08/2010 às 11:12

________________________________________________

Portoalegrenses não convivem com o Guaiba.

Os contra-tudo dizem que no parque Marinha o Guaiba é de todos e e que eles podem ir lá com o chimarrão pra assistir o pôr-do-sol.  Vão sim, mas só no parque. Pois sua imensa orla não tem ninguém.  Porque eles não vão ali? 

Orla do parque Marinha:

 

Outro fato deprimente é que quem trafega pela avenida Beira-Rio não pode ter vista do Guaiba.  Quem passar por lá esperando ver lago,  terá a vista do Guaiba  impedida  por um paredão , por uma muralha de maricás, que não haviam ali originalmente, nem mesmo antes do aterro.

RicardoH



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , , , , ,

13 respostas

  1. Essa orla é o símbolo do atraso cultural, orgulhosismo e rabeldia que a cidade cultua.

    Curtir

  2. Pelo que ouvi falar, está çrevista uma CICLOVIA, segregada da pista e da calçada, na duplicação da Av. Beira-rio.

    Na duplicação da Av. Tronco também.

    Curtir

  3. Eu circulo muito pela orla bem nesse trecho mas com outro meio de transporte em que eu propulsiono meu próprio veículo hiper multi-flex.

    Eu acho uma enorme bobagem investir tanta grana quanto projetado, Para aumentar e dar duas pistas e mais uma ciclovia não precisa muito espaço. Já tem quase espaço para duas pistas porém esse quase que deixa a situação de hoje insustentável já que uns ultrapassam por cima dos outros de uma maneira muito burra. Correm feito umas bestas para parar logo ali na sinaleira ao lado do velódromo. Eu na bici alcanço todos que se enfiam em várias situações de quase acidente grave com o trânsito do sentido oposto.

    Quando estão ultrapassando e passam ao meu lado não respeitam a lei e tiram fininho de mim sendo que tenho TODO o direito de circular ali e motoristas a obrigação de ter 1,5metros de distância de mim respeitando assim minha vida e tranquilidade.

    O ideal seria somente permitir a circulação de coletivos e bicicletas e aí a orla teria um ar ainda melhor e o trânsito iria fluir que é uma beleza e nem seria necessário aumentar a pista.

    Se engana quem pensa que menos pessoas iriam passar por ali se carros não pudesse circular. Um carro circula com 1,2 pessoas em média e ocupa 4x mais espaço que um ônibus que leva 30 pessoas e 30 X mais espaço que uma bicicleta que no nosso trânsito tem velocidade média maior(por vezes bem maior) que os carros. Pense nisso antes de afirmar que outros meios de transporte atrapalham o trânsito das pessoas.

    Nem uma Ferrari chega de A a B mais rápido que uma bici em horário de mais movimento. Quem é o cara, o que precisa do carrão para se garantir ou quem não esta nem aí para o que a TV diz e o que os outros pensam e propulsiona seu veículo?

    Quem não gosta de bike pode muito bem ir de coletivo que não vai tirar nenhum pedaço.

    Para mim isso é o mais importante já que dizem não estar planejando transformar Porto Alegre em uma Camburiú.

    Carro faz barulho, polue muito(60% de toda poluição atmosférica da cidade) e perturba a paz de quem quer tomar um café numa boa com a vista maravilhosa do nosso guaíba. A avenida segrega as pessoas da orla pois SEMPRE ha o risco de ser atropelado por um dos muitos seres humanos que perdem o auto controle quanto tem poder nas mãos.

    E aí, esta planejada uma ciclovia no orçamento da duplicação?

    Ou melhor: vivemos uma democracia ou vivemos uma elitoburrocracia?

    Curtir

  4. A grande verdade é que alguma coisa tem que se fazer. Blá, blá, blá não adianta, estamos muito perto da copa e essa é a grande oportunidade de botar a boca na corneta e fazer os nossos políticos arregassarem as mangas e trabalhar. Nós estaremos dando idéias e mais idéias para melhorar a orla mais esquecida e vergonhosa das cidades brasileiras. Vocês jovens, tem uma grande capacidade de mostrar essa força e lutar por uma Porto Alegre mais bonita, mais limpa e mais moderna. Falei!

    Curtir

  5. Ninguem está defendnedo predios em toda a orla da cidade, mas somente em alguns poucos pontos.
    mas o principal: como alguns podem dizer que predios na orla vão privilegiar apenas seus moradores? Ninguem quer predios NA orla, mas sim atrás da avenida dela. Seria como na praia de Ipanema, em Poa: as casas estão atras da rua da orla. não estõa na areia. A rua e a calçada são públicas. Ninguem entende isso? Triste.

    Curtir

  6. Realmente é lindo um matagal desses na orla de uma metrópole como Poa. Existem 72 km para animais nativos procurarem abrigo e alimentos, não precisam justamente esses poucos km que a população poderia usufruir se tivesse mais estrutura e segurança. Quem adora esse mato e sem estrutura que procure um lugarejo no interior, precisamos olhar Poa com outros olhos, virados para o futuro. Despoluir o Guaiba sim, mas não necessariamente para usufruir de suas águas para banhos. Não vejo a orla do Guaiba como uma praia, mas sim como um bom lugar para ser contemplado durante uma caminhada, num restaurante, do alto de alguns prédios. Por que não alguns prédios? Muma cidade grande sempre existirão prédios, e inevitavelmente um vai tirar a vista de outro. Ter alguns na orla só a valoriza mais do ponto de vista estético, formando um belo conjunto visual entre natureza e arquitetura. Imaginem New York, Chicago, Fortaleza sem seus prédios… Ah, e antes que o Olavo me pergunte, não sou dono de nenhuma imobiliária e nem moro em Poa, apenas gostaria ter uma cidade mais bonita perto de mim. Porto Alegre tem todo esse potencial, pena que alguns poucos conseguem convencer a maioria que manter esse mato cheio de lixo e esconderijo de marginais é preservar o meio ambiente!

    Curtir

  7. Gilberto, sou muito a favor de um encontro do porto imagem o mais breve possível para começarmos a mobilizaçao. Pode contar comigo.

    Curtir

  8. essa historia de negaçao do guaiba com porto alegre merece um filme de mistério..ou melhor.. noir.. me lembra chinatown (1974) de roman polanski.. com o problema da barragem na california, que secou.

    Curtir

  9. Acho engraçado falar em animais nativos, se aquela área é totalmente artificial já que veio de um aterro. Porto Alegre deve ter sim área de preservação em sua orla, mas também é preciso que a população tenha acesso ao Guaíba para lazer – e o melhor é que isso seja feito em áreas mais centrais como a região do Marinha, Pontal, até mesmo porque, como já citado, foram áreas aterradas – que diga-se de passagem foram construídas no intuito de aproximar a população do lago/rio, o que não aconteceu.

    Curtir

  10. Mas ai de quem propor um projeto pra este trecho de orla…
    Já estou até vendo:
    “Vão privatizar a orla”
    “O Marinha é nosso”
    Sério, to cada vez mais convencido que temos que nos mobilizar o quanto antes

    Curtir

    • Bruno, tem razão.
      Só ficarmos no Blog aqui discutindo não ajuda em nada. Eu penso como tu. Em breve vamos começar a pensar em atividades mais práticas, que ajudem a conscientizar as pessoas de que a revitalização da orla é necessária. Contamos com a tua participação. Abraço.

      Curtir

  11. Como já comentei anteriormente, não sou contra os múltiplos usos da Orla. Só contra a construção de enormes prédios particulares, que bloqueiam o sol do resto da cidade para o benefício de poucos privilegiados. Sou a favor de pequenas construções e áreas públicas, intercaladas com áreas de preservação.

    E acho que um dos grande fatores que levaria a população a freqüentar mais a orla seria a despoluição do Guaíba. Isso, naturalmente faria com que mais pessoas a utilizassem como área de lazer, principalmente nos meses mais quentes.

    Várias das fotos postadas como exemplo de “orla abandonada” eu acho lindíssimas como áreas de preservação. Esses “matos fechados” são o ideal para espécies de animais nativos terem abrigo e alimento.

    Curtir

    • Realmente Marcelo, prédios demais bloqueiam o sol, os ventos. Vide Camboriú.
      mas ninguém, ninguém mesmo que comenta neste blog, e é a favor de prédios na orla, quer uma Camboriú em Porto Alegre. Um prédio só, em quilômetros, não tira o sol e nem o vento de ninguém. Fica tranquilo. Se quiserem construir um ao lado do outro, aos moldes de Camboriu ou até nem tanto, serei um dos primeiros a ir contra. Mas alguns prédios ajudam a revitalizar a área, e não só comerciais. As pessoas que morarem nestes prédios nao estarão sendo egoístas ou coisas do gênero. Eles estarão ajudando a revitalizar estas áreas.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: